Título Original: Not here to be liked
Autor: Michelle Quach
Editora:  Intrínseca
Páginas: 400
Gênero: Literatura estrangeira / ficção 
Ano: 2022
Comprar:
Sinopse:Eliza Quan não precisa que você goste dela. Ela se dedica mais que qualquer pessoa e não tem medo de expressar suas opiniões, e por isso é a candidata perfeita à editora-chefe do jornal da escola. Pelo menos até o ex-atleta Len DiMartile decidir, por um capricho, disputar o cargo. De repente, as vastas qualificações de Eliza são deixadas de lado, porque todos acreditam que Len — alto, lindo e um garoto — se parece mais com um líder, mesmo sem qualquer experiência. Quando Eliza extravasa suas frustrações em um manifesto publicado sem seu aval, ela se torna um símbolo feminista, dividindo a escola em alunos que acreditam que ela é a porta-voz da luta pela igualdade de gênero e outros que a veem apenas como uma militante dramática. Em meio a essa tensão, o diretor pede a Eliza e Len para trabalharem juntos no jornal, mas, conforme a dupla se conhece melhor, a jovem é confrontada por um terrível sentimento: será que ela está se apaixonando por seu rival, ou pior, pelo garoto que é a própria personificação do patriarcado? E como Eliza vai conciliar o que sente com a pressão de ser o ícone de um movimento, quando tudo que queria era uma eleição justa? Nesta comédia romântica leve e apaixonante, Michelle Quach levanta discussões essenciais e narra com um humor afiado a trajetória de uma jovem ambiciosa que prova que não é preciso agradar as pessoas para ser amada.


Oiiiie, gente! Tudo bem?

Quando eu vi essa capa maravilhosa desse livro, decidi que eu queria muito ler. Eis aqui Não nasci para agradar, livro lançamento da autora Michelle Quach e que traz muitas reflexões, mas isso eu só descobri depois, pois confesso que esta obra me ganhou primeiramente pela beleza dessa capa!

Eliza Quan é uma garota destemida, decidida e inteligente. Ela candidatou-se a editora-chefe do jornal da escola , Quan se dedica a dar o melhor para o jornal e sempre coloca temáticas interessantes e que precisam ser debatidas. 



Ela não tem medo de ser quem ela é, não tem medo de que as pessoas achem que ela é insuportável e agora enfrenta   o maior desafio quando o ex-atleta Len DiMartile decide que irá concorrer ao mesmo cargo que ela. Isso foi a gota d’água para uma série de desafios que nossa protagonista enfrentará, ela que sempre esperou ser a editora-chefe agora vê suas habilidades serem questionadas  e a preferência por um outro candidato que não seja ela! 

Revoltada com a situação , ela escreve um manifesto, mas alguém pública sem que ela autorize e isso faz com que muitos estudantes a vejam como uma feminista em ação e outros como uma exagerada que usa questões de gênero sem o devido respeito a temática. 




O que ninguém esperava era que esses dois fossem designados para trabalharem juntos no jornal , isso poderia ser o caos , mas apesar dos conflitos , eles se conhecem melhor e no meio disso tudo surge algo inesperado: um sentimento ? Amor? 

Como lidar com um rival que não é tão rival assim? Como explicar para seu próprio coração que o amor chegou por alguém que não condiz em nada com o que ela acha ? 

São muitas as questões que nossa protagonista vai ter que aprender resolver! 


Não nasci para agradar é uma obra atual e que traz o cotidiano de uma escola e suas problemáticas (eu sou professora!) , achei muito interessante ver como temas como machismo, problemas familiares e relacionamentos no geral.A linguagem é acessível e muito fluída, amei ver como as cenas iam passando pela minha cabeça.




Outro aspecto bem legal é que os personagens são gente como  a gente, sempre acho que adolescentes são retratados sem erros, escolhas absurdas, já acho estranho, mas esse não foi o caso desse livro, nele adolescentes são adolescentes normais, isso é bem legal, principalmente para jovens que leiam essa narrativa.


Se você, assim como eu , gosta de histórias cativantes e que fazem pensar, leia Não nasci para agradar é uma ótima pedida! Esse enredo é de comédia romântica e com certeza vai agradar bastante!!!  Só leeeeeeeia!


E aí, já leu?

Pretende ler?



NOTA: 



Michelle Quach é designer, escritora e mora em Los Angeles. É estadunidense descendente de chineses e vietnamitas e formou-se em história e literatura na Universidade Harvard. Michelle ama comédias românticas, personagens que nem sempre fazem a coisa certa e qualquer cachorro que se pareça com o dela. Não nasci para agradar é seu romance de estreia.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!