Título Original: Senhor Lords of the Flies

Autor: William Golding

Editora: Alfaguara (Selo Companhia das Letras)

Páginas: 215

Ano: 2021

Gênero: Ficção inglesa / Distopia  Oi, tudo bem? Espero que sim

Comprar: Amazon


Sinopse: Um romance indispensável de William Golding, vencedor do prêmio Nobel, sobre a natureza do mal e a tênue linha que separa a civilidade da barbárie. Considerado um dos 100 melhores romances do século XX pela Modern Library. Senhor das Moscas é um dos romances essenciais da literatura mundial. Adaptado duas vezes para o cinema e traduzido para 35 idiomas, o clássico de William Golding já foi visto como uma alegoria, uma parábola, um tratado político e até mesmo uma visão do apocalipse. Durante a Segunda Guerra Mundial, um avião cai numa ilha deserta e os únicos sobreviventes são um grupo de meninos. Liderados por Ralph, eles procuram se organizar enquanto esperam um possível resgate. Mas aos poucos esses garotos aparentemente inocentes transformam a ilha numa visceral disputa pelo poder, e sua selvageria rasga a fina superfície da civilidade. Ao narrar essa história sobre meninos perdidos numa ilha, aos poucos se deixando levar pela barbárie, Golding constrói uma reflexão sobre o limite entre o poder e a violência desmedida. Senhor das Moscas mantém o mesmo impacto desde seu lançamento: um clássico moderno que retrata de maneira inigualável as áreas de sombra e escuridão da essência do ser humano. (FONTE)

Oi, tudo bem? Espero que sim, porém caso você não esteja em seus melhores dias, a resenha de hoje vai te deixar muito feliz (será que sou convencida?).


O 'Senhor das Moscas', primeiro romance do inglês William Golding, já foi traduzido para mais de trinta idiomas e é um clássico da literatura, o selo Alfaguara do Grupo Companhia das Letras trás a obra em uma nova tradução.


Estamos em meio a Segunda Guerra Mundial e um avião com várias crianças inglesas caem em uma ilha deserta, não sabemos o que de fato aconteceu para que o avião caísse, porém os meninos que sobreviveram especulam um possível bombardeio a aeronave. E é nesse momento de especulações que conhecemos alguns personagens principais.

 


Ralph e Porquinho, encontram uma concha e acabam tendo a ideia de usa-la para que, caso tenham mais sobreviventes na ilha, eles possam se encontrar. Várias outras crianças aparecem, porém nenhum adulto sobreviveu ao acidente.


Temos um problema, pois das crianças o mais velho tem aproximadamente treze anos e a quantidade enorme de meninos muito abaixo dessa idade dificulta a organização entre eles, são tantas crianças que os próprios garotos não sabem quantos são. Enquanto os maiores lutam para manter a esperança de voltar para casa, os menores tem pesadelos com monstros. Mas realmente são só pesadelos? Monstros existem de verdade? Bem, as crianças se surpreenderão ao descobrir a verdade.

'Ninguém está ajudando muito' Queria explicar como as pessoas nunca são o que você pensa delas.  Pág 58

Gosto muito de ler clássicos da literatura, a Companhia das Letras sempre me deixa babando com o seu catálogo, então quando vi o Senhor das Moscas não pensei duas vezes, mesmo nunca tendo livro nada do escritor. 



O livro possui uma diagramatura ótima, a escrita do autor é excelente, porém no início o mesmo é bem detalhista, para algumas pessoas pode não ser muito legal, mas esse detalhamento é  importante para que o enredo seja desenrolado, vai valer a pena.


Golding descreve seus personagens de uma forma muito humana, são crianças que tem que lidar com um momento difícil e não tem nenhum adulto para orienta-los, ninguém para lembra-los do que é certo ou errado, principalmente quando a necessidade de sobreviver aflora.

Os três meninos continuaram de pé no escuro, se esforçando em vão para definir toda a grandeza da vida de adulto.  Pág 100

A história vai nos apresentar a muitos personagens e ao longo da leitura tive um misto de amor e ódio por alguns, não vou entrar em detalhes aqui, mas de todos o que mais admirei foi o Ralph, em alguns momentos ele foi incrível.



Na minha humilde opinião, William Golding quis retratar nesses garotos o mundo em que vivemos, não me surpreenderia se ao finalizar a leitura você sentisse os mesmos sentimentos que eles sentiram ou vissem naquela ilha um retrato do mundo em que vivemos. Ah, e o final? Você vai ter que ler para descobrir.


Até a próxima!


NOTA:


William Golding nasceu na Cornualha, Inglaterra, em 1911. Antes de se tornar escritor, foi ator, músico e professor primário, entre outras atividades. Em 1935, lançou seu primeiro livro, Poems. Em 1940, ingressou na Marinha britânica e participou de ações militares durante a Segunda Guerra Mundial. Senhor das Moscas, seu primeiro romance, foi publicado em 1954, depois de ser rejeitado por uma série de editoras. Escreveu outros dez romances, além de uma peça teatral e livros de ensaios. Em 1980, recebeu o Booker Prize por Ritos de passagem e, em 1983, o prêmio Nobel de literatura pelo conjunto da obra. Foi sagrado cavaleiro britânico em 1993, aos 81 anos. Sobre seus romances, a Fundação Nobel afirmou que "iluminam a condição humana no mundo hoje".


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!