Título Original: Good Omens
Autor: Neil Gaiman & Terry Pratchett
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 362
Ano: 2019
Gênero: Fantasia / Ficção / Humor, Comédia / Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério
Comprar: Amazon; Americanas; Submarino; Shoptime

Sinopse: O mundo vai acabar em um sábado. No próximo sábado, para falar a verdade. Pouco antes da hora do jantar. Não há nada que possa ser feito para frustrar o Grande Plano divino. Mas quando uma freira satanista um tanto distraída estraga um esquema de troca de bebês e o pequeno Anticristo acaba sendo entregue ao casal errado, tem início uma série de erros cômicos que podem ameaçar o próprio Armagedom. Aziraphale é um anjo que atua na Inglaterra e dono de um sebo nas horas vagas. Crowley é um demônio e ex-serpente responsável pela mesma região. Ambos veem nessa confusão uma grande oportunidade, porque os dois, que vivem entre os humanos desde o Princípio, apegaram-se demais ao mundo para desejar a grande batalha entre o Céu e o Inferno. Em sua jornada para evitar o Armagedom e encontrar o Anticristo, agora um menino de 11 anos vivendo tranquilamente em uma cidadezinha inglesa, eles acabarão trombando com uma jovem ocultista, dona do único livro que prevê com precisão os acontecimentos do fim do mundo, com caçadores de bruxas ainda na ativa e, quem sabe, até com os Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Mas eles terão de ser rápidos. Não é só o tempo que está acabando... Esta edição contém a tradução revisada a partir do original revisto, aprovado por Neil Gaiman e pelo Pratchett Estate, que corrige vários erros de digitação e imprecisões presentes em edições anteriores. (SKOOB)

"Good Omens: Belas Maldições" é um relançamento de 2019 da Editora Bertrand Brasil, o livro foi revisto e aprimorado, além disso ganhou capa nova, que por sinal é a mesma do poster da série produzida pela Amazon Prime Video.


Aziraphale é um anjo e Crowley é um demônio, ambos estão na Terra desde a sua criação e foram incumbidos de trabalhar em prol do Céu e do Inferno, entretanto eles se apegaram ao que tem sido suas vidas como “humanos”, porém tudo muda quando uma profecia prevê o nascimento do Anticristo e o Dia do Juízo Final em onze anos. Assim Crowley é designado para realizar a troca de bebês juntamente com uma ordem de freiras satanistas, porém tudo dá errado e uma série de enganos resulta no crescimento do Anticristo sem nenhuma influência de ambos os lados e agora só resta sete dias para o fim do mundo e não se sabe onde isso vai ocorrer e quem é o Filho de Satã. 
Potencialmente má. Potencialmente boa também, acho. Apenas essa grande e poderosa potencialidade, esperando para ser moldada. - Página 58

O que me motivou a ler esse livro definitivamente foi o escritor Neil Gaiman, apesar de ter obras dele, eu nunca havia lido nada, mas a recente adaptação de American Gods e Good Omens foi o incentivo que me faltava. O livro possui uma proposta interessante: contar de maneira irreverente sobre o fim do mundo, contudo a leitura não foi como eu esperava, com poucas páginas lidas eu me sentia entediada, apesar da intenção de ser divertido o livro não me trouxe muitas risadas, pelo contrário, o excesso de piadas sem graça só aumentou minha ansiedade para chegar ao fim, mas eu acredito fortemente que a adaptação tem o potencial para ser melhor, principalmente levando em conta o modo como o livro é dividido e narrado.

Narrado em terceira pessoa, a história é dividida em dias que vão de quinta-feira até sábado (o dia do Armagedom) e segue Aziraphale e Crowley, o Anticristo e Anathema – a descendente de uma poderosa bruxa e autora do livro mais preciso de previsões sobre o fim do mundo – além de uma série de personagens que fazem parte do plot principal e outros que foram acrescentados com único intuito de deixar a história mais engraçada. Durante todo o livro há uma série de notas que trazem comentários desnecessários para entendimento, mas que novamente trazem um pouco do humor ácido dos autores e serve para ridicularizar os personagens.


Na minha opinião as melhores partes do livro são as críticas – tanto as religiões como a humanidade, definitivamente os autores foram felizes nas suas observações satíricas e trouxeram vários momentos de reflexão – e as crianças que são retratadas com bastante veracidade, durante a leitura toda a gangue dos Eles apresenta uma inocência, criatividade e sensibilidade nas suas visões de mundo que é aquecer o coração. O final da obra não é nem um pouco inesperado, na verdade o que engrandece o final são os questionamentos feitos pelos personagens e um conceito sobre: será que tudo isso não já estava previsto no plano inefável? Ou eles possuem livre-arbítrio para tomar suas decisões? 
A maioria dos grandes triunfos e tragédias da história é provocada não por pessoas sendo fundamentalmente boas ou más, mas por pessoas sendo fundamentalmente pessoas. - Página 34
A despeito da minha experiência ruim com o livro, eu sigo disposta a desbravar outros exemplares de Neil Gaiman que eu possuo e recomendo a leitura aos fãs de ambos os autores e a aqueles que gostem desse tipo de história e tenham curiosidade sobre a obra.

COMPRE SEU EXEMPLAR COM UM DE NOSSOS LINNKS E AJUDE O BLOG SEM PAGAR NADA A MAIS POR ISSO!!

NOTA:

Neil Gaiman é inglês, mas atualmente vive nos Estados Unidos. Autor de romances e quadrinhos, foi alçado ao sucesso mundial com a série Sandman e, mais tarde, com seus diversos livros de ficção adulto e juvenil, entre os quais se destacam Deuses Americanos Coraline e Stardust, os dois últimos adaptados para o cinema.                                                    
Terry Pratchett foi o autor de ficção que mais vendeu livros na Inglaterra na década de 1990, ultrapassando a marca de 65 milhões de exemplares em 37 idiomas. Vencedor de diversos prêmios, publicou mais de 80 obras, das quais quarenta são romances do universo Discworld. Morreu em 2015.                                                                              

Comentários via Facebook

1 comentários:

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!