Título Original: Vozes do Joelma: Os Gritos que Não Foram Ouvidos
Autores: Marcos Debrito, Marcus Barcelos, Rodrigo de Oliveira e Victor Bonini
Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Gênero: Ficção brasileira
Ano: 2019
Comprar: Amazon; Americanas; Shoptime; Submarino

Sinopse: Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos e Victor Bonini são autores reconhecidos pela crueldade de seus personagens e grandes reviravoltas nas narrativas. As mentes doentias por trás dos livros A Casa dos Pesadelos, O Escravo de Capela, Dança da Escuridão, Horror na Colina de Darrington, Quando ela desaparecer, O Casamento, Colega de Quarto, e da série As Crônicas dos Mortos, se uniram para criar versões perturbadoras sobre as tragédias que ocorreram em um terreno amaldiçoado, e convidaram o igualmente perverso Tiago Toy para se juntar na tarefa de despir os homicídios, acidentes e assombrações que permeiam um dos principais desastres brasileiros: o incêndio do edifício Joelma. O trágico acontecimento deixou quase 200 mortos e mais de 300 feridos, além de ganhar as manchetes da época e selar o local com uma aura de maldição. Esse fato até hoje ecoa em boatos fantasmagóricos que envolvem a presença de espíritos inquietos nos corredores do prédio e lendas sobre lamúrias vindas dos túmulos onde corpos carbonizados foram enterrados sem identificação. Algo que nem todos sabem, é que muito antes do Joelma arder em chamas no centro de São Paulo, o terreno já havia sido palco de um crime hediondo, no qual um homem matou a mãe e as irmãs e as enterrou no próprio jardim. Devido às recorrentes tragédias que marcaram o local, há quem diga que ele é assombrado por ter servido como pelourinho, onde escravos eram torturados e executados. E sua maldição já fora identificada pelos índios, que deram-lhe o nome de Anhangabaú: águas do mal. Se as histórias são verdadeiras não se sabe... A única certeza é que a região onde ocorreu o incêndio tornou-se uma mina inesgotável de mistérios. E, neste livro, alguns deles estão expostos à loucura de autores que buscaram uma explicação. (SKOOB)

Oiiiii, gente!
Tudo bom com vocês?
A resenha de hoje é horripilante!

'Vozes do Joelma: Os Gritos que Não Foram Ouvidos', publicado pela Faro Editorial, é um livro de contos escritos por Marcos Debrito, Marcus Barcelos, Rodrigo Oliveira e Victor Bonini, todos escritores consagrados da editora.


Como já mencionei, teremos quatro contos onde cada autor nós contará as histórias por trás da tragédia do Edifício Joelma.

Em Os Mortos não Perdoam de Marcos DeBrito, a história se passa em 1948 e nela teremos uma família composta por uma mãe que tem duas filhas e um filho do meio que é responsável por manter a casa, uma vez que o pai faleceu. O que acontece é que o rapaz gosta de uma moça que não possui uma reputação "tão boa" para a sociedade da época e a família dele possui muito preconceito. É uma narração que vai nos contar sobre os conflitos familiares e como podem terminar em tragédia.

De Rodrigo de Oliveira, Nos Deixe Queimar acontece no mesmo endereço da tragédia familiar, agora, porém como um edifício comercial. Teremos Gabriel, um gerente que não gosta muito de Sanara, uma jovem que está de olho no cargo de gerente e está disposta a fazer qualquer coisa para consegui-lo e, como uma ajuda do destino, descobre que o chefe é um pedófilo e o entrega para a polícia, todavia as coisas não terminam como Samara esperava.

Já em Os Treze de Marcus Barcelos teremos uma história em paralelo aos acontecimentos do conto de Rodrigo de Oliveira, onde Amilton é um jovem que passou por grandes dificuldades na vida, mas depois de conhecer o senhor Ernane em um momento muito triste e difícil, acaba conhecendo o que é  bondade. No dia da tragédia do edifício, Ernane tinha ido ao local com sua esposa.

E por último, mas não menos importante, temos O Homem na Escada do Victor Bonini. Aqui o prédio já é uma ocupação e somos apresentado a Dona Solange, uma mulher que não teve uma vida fácil, mas conseguiu criar sozinha sua filha, Eugênia. A garota, porém, se envolve e engravida de um mau caráter, na tentativa de ajudar Solange acaba trazendo para si um problema bem grande e que acaba virando uma bola de neve.

(...) Certas histórias são inventadas e todo o mundo acaba acreditando. Acostume-se. - Página 78
Os contos mexem bastante com o psicológico, vamos ver personagens desequilibrados e bem confusos, todavia o leitor não se confunde na leitura. Entre cada pausa dos contos temos a morte falando sobre o que aconteceu ou que pensa. Gostei bastante da escrita dos autores e como cada narrativa complementava a outra, não são coisas soltas.


Nunca tinha lido uma obra tão horripilante. Quando comecei a leitura tive certeza, o que tinha lido antes era fichinha comparado a 'Vozes do Joelma'. A narração mais horripilante para mim foi a primeira, se posso classificar, pois todos eles não me deixaram dormir a noite. Gente, eu sou um pouco medrosa, mas sério, esse me tirou o sono (rsrsrs).


A diagramação é maravilhosa, letras grandes com separações entre cada capítulo, temos também fotos assombrosas, uma obra de arte. Sempre enalteço o cuidado que a Editora Faro tem com os livros, as páginas transbordam carinho, podemos sentir isso ao folheá-las

Para os amantes de terror ou para aqueles que querem sair da sua zona de conforto como eu fiz, 'Vozes do Joelma' é o livro.

Até mais!

COMPRE COM UM DE NOSSOS LINKS E AJUDE O BLOG SEM PAGAR NADA A MAIS POR ISSO!!

NOTA:

OUTROS LIVROS DOS AUTORES RESENHADOS NO BLOG:

   

Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos e Victor Bonini são autores reconhecidos pela crueldade de seus personagens e grandes reviravoltas nas narrativas. As mentes doentias por trás dos livros A Casa dos Pesadelos, O Escravo de Capela, Dança da Escuridão, Horror da Colina de Darrington, Quando Ela Desaparecer, O Casamento, Colega de Quarto, e da série As Crônicas dos Mortos, se uniram para criar versões perturbadoras sobre as tragédias que ocorreram em um terreno amaldiçoado, e convidaram o igualmente Tiago Toy para se juntar na tarefa de despir os homicídios, acidentes e assombrações que permeiam os boatos sobre o Edifício Joelma.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!