Título Original: A Game of Thrones
Autor: George R. R. Martin
Série: As Crônicas de Gelo e Fogo #01
Editora: Suma de Letras
Ano: 2019
Páginas: 592
Gênero: Aventura / Fantasia / Ficção / Literatura Estrangeira
Comprar: Amazon; Submarino; Shoptime

Sinopse: Como Guardião do Norte, lorde Eddard Stark não fica feliz quando o rei Robert o proclama a nova Mão do Rei. Sua honra o obriga a aceitar o cargo e a deixar seu posto em Winterfell para rumar à corte, onde homens fazem o que lhes convém, não o que devem... E onde um inimigo morto é algo a ser admirado. Longe de casa e com a família dividida, Eddard se vê cada vez mais enredado nas intrigas mortais de Porto Real, sem saber que perigos ainda maiores espreitam à distância. Nas florestas ao norte de Winterfell, forças sobrenaturais se espalham por trás da Muralha que protege a região. E nas Cidades Livres, o jovem Rei Dragão exilado na Rebelião de Robert planeja sua vingança e deseja recuperar sua herança de família: o Trono de Ferro de Westeros. (SKOOB)

George R. R. Martin acabou de ganhar uma nova casa no mercado editorial Brasileiro, seus livros de agora em diante serão publicados, e republicados também, pela Suma de Letras. Até então, por conta das várias edições, eu não tinha começado a minha coleção das As crônicas de Gelo e Fogo, mas como todos os livros da série estão sendo relançados pela Suma, resolvi que era hora de começar.


Aqui conhecemos o lorde Eddard Stark, Guardião do Norte, e sua família. Ele é também o melhor amigo do rei Robert, que o proclama como a nova Mão do Rei, uma vez que o cargo era ocupado pelo cunhado de Eddard que agora está morto.

Recentemente lorde Eddard e seus filhos encontraram na floresta um lobo gigante morto pelo chifre de um veado, como o lobo é o animal que representa a casa Stark e o veado representa a casa Baratheon do Rei Robert, um mal pressagio acabou ficando no ar, além disso algumas coisas fazem os Stark crerem que a morte da Mão do Rei não foi algo natural. No entanto, por conta de sua honra, da amizade com Robert e pela proteção de sua família, Eddard acaba aceitando as ordens do rei e deixando o norte para ocupar seu novo cargo em Porto Real.

O problema é que enquanto o rei e sua família se hospedaram em Winterfell, um dos filhos de Eddard sofreu um acidente e agora a família está dividida, sua esposa decide que o melhor é ficar com o filho que está a beira da morte. Isso faz com que Stark deixe também seu filho mais velho em seu lugar e leve consigo para a corte suas duas filhas, Arya e Sansa. Já seu bastardo, Jon, se sentindo desajustado em meio a tudo isso, decide seguir o exemplo do tio e se juntar aos patrulheiros da noite ao norte da muralha.

Agora divididos, os Stark terão que encarar problemas dos quais não esperavam, escândalos e segredos envolvendo aqueles que cercam o rei, deixará Eddard em um beco sem saída. Acontecimento sobrenaturais ao redor da muralha colocará Jon diante de seu pior pesadelo. E enquanto tudo isso acontece,  o jovem Rei Dragão exilado pelo rei Robert, deseja tomar o que é seu por direito: o trono de ferro.


Tentei fazer um resumo pequeno, mas isso é algo impossível se tratando de um livro de quase 600 páginas. Na verdade o que eu citei a cima é só uma gotinha no oceano que é a leitura de 'A Guerra dos Tronos'. O livro vai muito mais além do que meu resumo, inclusive algo que eu preciso citar é que no momento em que os Stark acham o lobo gigante morto, na verdade se trata de uma loba, e junto dela estão alguns filhotes que a família acaba adotando como seus protetores, uma vez que representam o brasão dos Stark. Fica então cada lobo com um dos filhos de Eddard, e essa cena além de ser cheia de metáforas, acrescenta personagens dos quais será impossível não amar e admirar muito durante a série: os lobos.

Dentro disso tudo ainda temos a divisão das casas, que vão além dos Stark e Baratheon, há também os Lannister (família da esposa do rei Robert), Tyrell, Targaryen (família do Rei Dragão), Tully, Greyjoy e muito mais. Essas mesmo que eu citei são umas das principais casas, cada família é proprietária de um castelo em alguma parte do reino de Westeros, e aqueles que possuem uma casa 'menor' está sempre em busca de uma ligação mais direta com as casas principais e que são mais poderosas, como os Lannister, por exemplo, nem que para isso eles tenham que trair e derramar um pouco de sangue.


Meu primeiro contato com 'A Guerra dos Tronos' foi em 2014 através da leitura da HQ que resenhei aqui no blog para vocês. Naquele momento a leitura me foi um tanto confusa, por se tratar de algo bem resumido e repleto de personagens secundários que a primeiro instante eu não consegui memorizar cem por cento. Acho que isso me fez ficar um tanto insegura para e leitura, e alguns anos depois me vi assistindo a série de TV da HBO antes mesmo de fazer a leitura dos livros. Foi exatamente aí que me apaixonei pelas 'As Crônicas de Gelo e Fogo', tanto que não me conformava de nunca ter lido os livros.

Como falei lá no inicio, esse ano decidi mudar isso, além do mais a série de TV chegou ao fim e eu não podia me ver longe desse mundo fantástico que é 'As Crônicas de Gelo e Fogo'. A questão é que o primeiro livro não me apresentou muita coisa diferente de sua adaptação para a TV, e segundo fui me orientar com algumas amigas, isso acontece mais ou menos até o quarto livro, daí por diante é que as coisas começam a ser um tanto diferentes, por tanto a leitura do primeiro livro me acabou sendo meio frustrante. Se eu tivesse feito na ordem correta, livro primeiro e série depois, com certeza teria sido algo aclamadíssimo da minha parte, que sempre espera uma adaptação fiel o máximo possível.

Independente disso, sei que quando faço uma leitura não devo me deixar influenciar por algo do qual o erro foi meu, principalmente quando eu resolvo falar dessa leitura para outras pessoas. E ao avaliar a leitura que fiz de 'A Guerra dos Tronos', posso dizer que é um enredo extremamente original com uma escrita incrível e detalhista, uma verdadeira obra prima literária, cheia de reviravoltas surpreendentes da qual eu não faria ideia que aconteceria caso não tivesse assistido a série na TV.


A minha edição da Suma de Letras não é tão diferente assim do que já vi de outra edições referente á fonte, ela é pequena, mas não de um modo que traga dificuldade para enxergar, porém deixa aquela sensação que você já leu um monte de coisa quando na verdade só leu três folhas. Os capítulos são narrados em terceira pessoa pelos personagens principais da série, essa variação nos leva aos vários cantos de Westeros, nos deixando sempre informado do que vem acontecendo com cada personagem independente de onde ele esteja.

Pra quem não sabe nada sobre 'A Guerra dos Tronos', deixo meu alerta sobre a família Targaryen, eles eram a antiga família real, donos do trono de ferro e de poderosíssimos dragões, que depois da guerra se encontram em extinção. Quando o rei Robert tirou o trono dos Targaryen, um casal de crianças foram salvos e levados para as Cidades Livres, e agora buscam vingança pelo que foi feito a sua família.


Outro adendo é para os Lannister, uma família ambiciosa e problemática que não se importam com mais ninguém além deles mesmos. O poder e a riqueza são coisas das quais eles não estão acostumados a abrir mão, e isso significa muito pano para a manga dentro dessa jornada.
Quando se entra na guerra dos tronos, ganha-se ou morre. Não existe meio-termo. - Páginas 346
Mesmo sendo calhamaços enormes, contendo inúmeros personagens secundários dos quais o leitor não deve se apegar, 'As Crônicas de Gelo e Fogo' também é composta por personagens inesquecíveis e cativantes que nos fazem querer acompanhar mais e mais dessa guerra e de cada detalhe sobrenatural que se junta a ela. Um verdadeiro misto de era medieval com ficção cientifica, é assim que funciona essa leitura que conquista cada vez mais leitores e nos faz esperar grandes coisas do autor em cada novo volume que é lançado. Eu com certeza recomendo!!

Se você não gosta de leituras muita densas, que te tome muito tempo, recomendo que faça como eu fiz no meu diário de leitura, divida as páginas para serem lidas em meio a outras leituras, assim fica ainda mais fácil entrar nesse mundo sem quebrar sua rotina.

COMPRE SEU EXEMPLAR COM UM DE NOSSOS LINKS E AJUDE O BLOG SEM PAGAR NADA A MAIS POR ISSO!!

NOTA:

OUTROS LIVROS DO AUTOR RESENHADOS NO BLOG:


George R. R. Martin nasceu em Bayonne, Nova Jérsei, filho de um estivador, cuja família de classe operária vivia perto das docas de Bayonne. Quando jovem, ele se tornou um leitor ávido de quadrinhos de super-heróis. A edição de novembro de 1968 do Quarteto Fantástico possui uma nota ao editor que Martin escreveu quando ainda estava na escola. Ele credita a atenção que ele recebeu com a carta, junto com seu interesse em quadrinhos, como sua inspiração para se tornar escritor. Em 1970, Martin recebeu sue Bacharelado em jornalismo na Universidade Northwestern, Illinois, se formando com muitos elogios. Ele depois completou um Mestrado em jornalismo, também em Northwestern, em 1971. Martin começou a escrever contos de ficção científica no começo da década de 1970, apesar de o início de sua carreira não ter sido fácil (uma de suas histórias foi rejeitada por diferentes revistas 42 vezes), ele nunca se desencorajou; anos depois ele venceria seu primeiro Hugo Award e Nebula Award por um de seus contos. 

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!