Título Original: Everything is fucked
Autor: Mark Manson
Páginas: 288
Gênero: Autoajuda e Não-ficção
Editora: Intrínseca
Ano: 2019
Comprar: Amazon; Submarino; Americanas; Shoptime

Sinopse: Do autor do mega-seller A Sutil Arte de Ligar o F*da-se. Vivemos em uma época interessante. Materialmente, nunca estivemos melhor - temos mais liberdade, mais saúde e mais riqueza do que em qualquer momento da história da humanidade. No entanto, tudo ao redor parece terrivelmente f*dido: aquecimento global, governantes horrorosos, economia em crise e todos constantemente ofendidos nas redes sociais. Temos acesso a tecnologia, educação e comunicação de maneiras que nossos ancestrais jamais sonhariam e, mesmo assim, sentimos essa desesperança esmagadora. O que está acontecendo, afinal? Se você também está se fazendo essa pergunta, o livro de Mark Manson é sua próxima leitura obrigtória. Em A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, Manson, de maneira brilhante, deu forma à ansiedade que permeia a vida moderna - agora, em F*deu Geral, ele desvia seu olhar das falhas inevitáveis de cada indivíduo para as inúmeras calamidades que tomam o mundo. Ao trazer desde pesquisas psicológicas a pérolas da sabedoria atemporal de filósofos como Platão e Nietzsche (e Tom Waits), Manson disseca religião e política e trata de como as duas, desconfortavelmente, vieram a se assemelhar. Também explora nossa relação com o dinheiro, o entretenimento e a internet, e desafia de modo franco nossas definições de fé, felicidade, liberdade e, até mesmo, a própria definição de esperança. Um passeio inusitado e divertido pela dor em nossos corações e o estresse em nossas vidas. (SKOOB)

Oieee, gente! Tudo bem?
'F*deu Geral' é um lançamento de Mark Manson, escritor do famoso 'A Sutil Arte de Ligar o F*da-se', também lançado pela Editora Intrínseca. Já li o livro anterior do autor e gostei bastante, claro que já estava aguardando esse para fazer a leitura.


Em 'F*deu Geral: Um livro Sobre Esperança?', o próprio título já mostra que vai falar sobre ter esperança em um mundo como o nosso, mas já sabemos que Mark é conhecido por ter uma visão muito realista e nesse lançamento ele continua com o mesmo tom crítico, irônico e repleto de referências filosóficas com o toque de pessimismo real.

O livro é dividido em partes, na parte I o autor fala sobre esperança, essa seção fala sobre :
  • A verdade Desconfortável 
  • Autocontrole é uma ilusão
  • As leis emocionais de Newton
  • Como fazer todos os seus sonhos se tornarem realidade
  • Ter esperança é foda
A primeira parte do livro me agradou bastante, Mark fala sobre como somos induzidos a nos manter esperançosos, ter o sentimento de que somos especiais, diferenciados e que o mundo será um lugar melhor para se viver, ele diz que na verdade a nossa psique é que precisa de esperança, pois sem ela não teríamos o que fazer, sem ela não teríamos um propósito, isso me chamou muito a atenção e me fez refletir a cada parágrafo que eu ia lendo, entre risadas e ponderações pude perceber algumas afirmações que eu nunca tinha parado para pensar.

Destacarei dessa primeira parte algumas frases (ou melhor, tapas na cara!)
Sem esperança todo nosso aparato mental trava ou morre. - Página 20
Basicamente, somos os seres humanos mais seguros e prósperos da história do mundo, mas sofremos com um nível sem precedentes de desesperança. - Página 26
Vemos a falta de autocontrole como sinal de falta de caráter. Por outro lado, gente que reprime as emoções é celebrada. - Página 38
Mark fala sobre como nos iludimos ao pensar que temos o controle de tudo, inclusive de nós mesmos, ele diz que nós temos o cérebro pensante (aquele que paga as contas, faz coisas adultas ... hahaha) e o cérebro sensível (aquele doidinho, que não está nem aí, quer diversão!), não irei me aprofundar para não entregar tudo, mas com certeza vale a pena ler!


Na parte II de "Fodeu geral", Mark mostra:
  • Fórmula da humanidade
  • Dor é a constante universal 
  • A economia dos sentimentos 
  • A religião final 
Nessa seção o autor fala sobre diversos assuntos, mas me interessei particularmente pela modo como ele fala sobre a dor, o autor ressalta que a dor faz parte da vida, que nós passamos a vida toda adiando sentir a dor, foco aqui em dores psicológicas, ele diz que ao invés de aprendermos a lidar com as dores, nós fingimos que somos felizes e buscamos o tempo todo por uma felicidade ilusória, seja em redes sociais, eventos e prazeres. Fiquei pensando sobre isso e realmente concordei com quase tudo que foi dito nessa parte do livro.
A tolerância de nossa cultura para a dor está diminuindo rapidamente (...) está gerando mais fragilidade emocional, e é por isso que tudo parece estar tão fodido. - Página 187
Outro aspecto que me chamou a atenção foi a reflexão sobre liberdade, na verdade, a falsa sensação de liberdade que temos, Mark apresenta argumentos realmente convincentes e eu me questionei por diversos momentos se eu sou realmente tão livre como me denomino (me acho tão livre que tenho tatuado no pulso a palavra "Livre"), mas depois desse livro, tenho dúvidas a respeito da liberdade, olha o nível de persuasão do autor!
Não se trata do privilégio de escolher tudo que se quer na vida, mas o de escolher do que vai se abrir mão. - Página 209

Tive algumas ressalvas em relação aos pontos em que o autor fala de religião, tenho algumas convicções no que se refere ao tema, mas mesmo assim tivemos alguns pontos de concordância, entretanto acho importante ressaltar, pois aquele leitor mais fervoroso religiosamente pode discordar totalmente, mas de forma nenhuma isso tira o brilho do livro, pelo contrário, me fez pensar e ver a religião com outros olhos.
__Mas, pai, se Deus me perdoa sempre, porque a gente não mente, rouba e trapaceia o tempo todo?__Cala a boca! __ Mas, pai. - Página 104

A edição do livro segue o mesmo padrão de 'A Sutil Arte de Ligar o F*da-se', letras num tamanho agradável, a capa em tom verde água lindíssimo e várias notas que são colocadas no último capítulo, até nas notas de referência, Mark consegue ser engraçado. Recebi da Intrínseca um kit com livro, marcador e um carimbo (que vou carimbar meus boletos) escrito f*deu geral, eu adorei o kit e fiquei encantada com o capricho.

Manson fala abertamente sobre liberdade, ilusões, dinheiro, vício em redes sociais, vida de aparências, política, fé, morte e outros temas tão relevantes em nossa vida adulta, um livro para ler e repensar hábitos, além de também questionar os nosso próprios valores.

Ficou interessado por F*deu Geral?
Pretende ler? Me contaaaa tudo!


NOTA:

MARK MANSON não tem meandros ou meias palavras. Com um estilo honesto, divertido e incrivelmente perspicaz, ele se tornou popular escrevendo em seu blog o que as pessoas realmente precisam ouvir, pois só isso funciona para nos fazer evoluir pessoal e profissionalmente. Mora em Nova York e engana trouxas com seus livros.

Comentários via Facebook

2 comentários:

  1. Oi Camila, beleza? Então, li o primeiro livro de Mark (A Sutil Arte de Ligar o F*da-se), mas infelizmente foi uma decepção para mim. Até que achei um titulo bem provocativo e tal. Porém, a obra é destituída de conteúdo e pra falar verdade, nem sei se pode ser chamada de literatura.

    A obra é deveras repetitiva, e durante a leitura dá sempre a impressão de que o autor não sabe aonde quer chegar. Não é uma obra com cabeça, corpo e membro. Sei no livro ele quis na verdade ir contra qualquer outro tipo de leitura, quebrar com os livrinhos de autoajuda, etc. Mas nem isso ele consegue fazer. Sem dizer que se seguíssemos o que ele sugere em cada página, a sociedade vai virar uma merda!

    Tinha muito que dizer ainda, mas enfim, um livro não pode e nunca alegrará a todos. Vou tentar me recuperar do desapontamento com a primeira leitura do book do Mark, e depois verei se dou uma chance a esse F*deu geral.

    Abraços e grato pela resenha super legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee, muito obrigada por passar aqui para comentar a resenha!
      Se já foi assim com a primeira leitura, você está certo de respeitar seu tempo e ver se vale a pena dar uma chance ou não para a obra!
      Obrigada!
      Muito importante sua opinião!

      Excluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!