Título Original: Sob a Luz da Escuridão


Autor: Ana Beatriz Brandão
Editora: Verus Editora
Ano: 2018
Páginas: 336
Gênero: Fantasia, Ficção, Romance, Literatura Nacional
Comprar: Amazon
Sinopse: O mundo não está a salvo dos humanos. Da autora de O Garoto do Cachecol Vermelho. Guerras e destruição, causadas pela ganância de um homem, quase levaram a raça humana à extinção. Com a radiação das bombas nucleares, o DNA humano sofreu mutações e uma nova espécie surgiu: os metacromos, seres especiais, com poderes extraordinários. Em meio ao caos de um mundo pós-apocalíptico, Lollipop e Jazz são resgatadas do instituto onde eram mantidas prisioneiras. Com as memórias apagadas, elas não sabem por que estavam ali nem quem as libertou. E, enquanto buscam respostas sobre suas origens, só lhes resta lutar pela sobrevivência. Evan, um vampiro milenar, lidera com mãos de ferro uma das mais poderosas áreas do planeta. Mas quando, por obra do destino, ele reencontra a mulher que pensou estar morta há décadas, tudo desmorona e ele é obrigado a enfrentar o passado. Ana Beatriz Brandão apresenta um mundo totalmente novo ao leitor em Sob a Luz da Escuridão. A raça humana não é mais a mesma, novas espécies foram criadas e agora é cada um por si. Uma história eletrizante, cheia de ação, tensão e romance, que vai provocar fortes emoções no leitor. Prepare-se e escolha seu lado nessa guerra: você é um metacromo ou um Deles? (SKOOB)

'Sob a Luz da Escuridão' é o primeiro livro da nova série de distopia da autora Ana Beatriz Brandão publicado pela Editora Verus agora em 2018. Em um mundo pós apocalíptico, aonde se luta para sobreviver todos os dias, vai se passar uma das melhores estórias de distopia que já li, um romance que atravessa os tempos e com certeza a melhor distopia que li no ano.


Após o mundo que nós conhecemos ir a ruínas pela ganancia de um homem, anos se passaram até nós conhecermos a protagonista Lollipop, na verdade ela não lembra seu nome, acordou em um prédio inteiramente branco completamente sem memória, e enquanto corria pela rua tentando escapar do laboratório onde ficou presa por anos, um homem desconhecido lhe ofereceu ajuda. Chris a leva para onde ele o chama de lar, lá nossa protagonista, Chris e Jazz treinam incansavelmente para o dia em que terão que se defender, considerando o caos e a violência que dominaram as ruas.

Dias depois de chegar na casa de Chris, Lolli descobre que tem poderes de telecinese e por isso foi capturada e mantida presa naquele prédio. Jazz também tem poderes, ela controla e cria o fogo, mas aqueles que possuem poderes são caçados por um grupo de pessoas que pretendem recriar o poder nos humanos, já que tais poderes são frutos de uma mutação genética causada pela radiação.

Quando eles pensam que estão seguros, o lar é atacado e Chris decide ficar para trás e assim atrasar os intrusos, dessa forma daria uma chance para as garotas sobreviverem, o que faz Lolli e Jazz saírem sem rumo tentando se proteger de todos que as atacavam, e com um peso no coração de terem deixado Chris para trás, mesmo sabendo que não adiantaria nada terem forçado ele à acompanha-las.
Quanto mais longe do nosso lar, mais segura me sentia. E mais triste também.
Como o esperado de duas adolescentes, elas não conseguem se proteger por muito tempo e logo são capturadas e levadas ao líder de uma comunidade, e para a surpresa de Lolli, ele a conhece de uma longa data e tem respostas sobre seu passado, conhece o auge de seu poder, e apenas ele pode ajuda-la a responder diversas perguntas que a perturbam diariamente.

Dai por diante acompanhamos o crescimento de Lolli e de Jazz, o amadurecimento e o treinamento que levam ambas a terem o controle sobre seus poderes. Vamos acompanhar também um romance intenso, fantasmas do passado, e principalmente, eles devem fugir 'Deles'.


Com uma escrita extremamente envolvente de pontos de vistas intercalados entre os personagens principais, Ana Beatriz Brandão trouxe uma estória original na distopia que me surpreendeu e me envolveu. Basicamente teve a receitinha de bolo que me faz amar qualquer estória, teve um mistério, uma aventura, um amor, segredos e muita ação!
Os covardes morrem várias vezes antes da morte, mas o corajoso experimenta a morte apenas uma vez.
Quando eu vi a Editora Verus anunciando esse lançamento nas redes sociais eu pirei para ler, a sinopse me prendeu e sinceramente, não me decepcionei nem um pouco. Demorei para me apegar aos personagens, mas nada que não tenha mudado até a página 100. Também teve algumas reviravoltas que me deixaram de queixo caído, completamente chocada e isto me fez devorar o livro cada vez mais rápido.

Sobre as personagens é possível notar claramente um crescimento/evolução em Lolli e Jazz, o amadurecimento delas foi algo muito notável ao longo da leitura, afinal tive a sensação que o livro se passa durante uns dois anos. Elas foram extremamente bem desenvolvidas, ainda tenho minhas perguntas sobre a Jazz, mas espero obter as respostas nos próximos livros.

Devo dizer também que essa edição está maravilhosa, essa capa foi a primeira coisa que me atraiu para fazer a leitura, a diagramação é a mesma dos outros livros da editora, com um detalhe diferente no inicio de cada capitulo e que também indica quem irá narrar a próxima parte. O livro também é dividido em duas partes, a primeira se chama 'Genesis', a segunda é o 'Apocalipse' então já da para ter alguma ideia de como é o desenvolvimento né?

Com um final extremamente chocante, eu (Ágata) estou desesperada pela continuação, preciso muito saber o que vem a seguir, preciso de respostas, alguém ai sabe quando vem a continuação? (Hahahahaha).

Livro super indicado para amantes de distopia, com um toque de romance, um pouquinho de violência (rs), segredos, pessoas com mutações genéticas e vampiros. Claramente essa mistura é a perfeita para me fazer favoritar este livro!

 Espero que tenham gostado <3



NOTA: 

Viver em um mundo cercado de magia - esse sempre foi o sonho de Ana Beatriz Brandão. Ela descobriu que era possível tornar isso realidade através da leitura quando conheceu O Pequeno Príncipe, aos cinco anos de idade. Targaryen, potterhead, narniada, semideusa e tributo, Ana vive muitas aventuras todos os dias. Aos treze anos, descobriu que contar histórias era sua paixão e desde então escreveu diversos livros, entre eles A garota das sapatilhas brancas, O garoto do cachecol vermelho, Sombra de um anjo e Caçadores de Almas. Seu maior sonho é poder continuar contando suas histórias para todos aqueles que, como ela, acreditam que os livros são a melhor forma de tocar o coração das pessoas e mudar suas vidas.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!