Titulo Original: Brighter than the Sun
Autora: Julia Quinn
Série: Irmãs Lyndon #02
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Ano: 2018
Gênero: Romance de Época, Ficção, Literatura Estrangeira
Comprar: Amazon

Sinopse: Considerada a “rainha dos romances de época” pela Goodreads, Julia Quinn já atingiu a marca de 10 milhões de livros vendidos. Quando Charles Wycombe, o irresistível conde de Billington, cai de uma árvore – literalmente aos pés de Ellie Lyndon –, nenhum dos dois suspeita que esse encontro atrapalhado possa acabar em casamento. Mas o conde precisa se casar antes de completar 30 anos, do contrário perderá sua fortuna. Ellie, por sua vez, tem que arranjar um marido ou a noiva intrometida e detestável de seu pai escolherá qualquer um para ela. Por isso o moço alto, bonito e galanteador que surge aparentemente do nada em sua vida parece ter caído do céu. Charles e Ellie se entregam, então, a um casamento de conveniência, ela determinada a manter a independência e ele a continuar, na prática, como um homem solteiro. No entanto, a química entre os dois é avassaladora e, enquanto um beijo leva a outro, a dupla improvável descobre que seu casamento não foi tão inconveniente assim, afinal... (SKOOB)

'Mais Forte que o Sol' é o segundo livro da série 'Irmãs Lyndon', escrito pela minha querida Julia Quinn, e lançado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Esse também é na verdade o livro que põe fim à série, já que ela tem apenas dois livros, e posso ir adiantando que é o meu favorito dessa duologia.


Nossa protagonista da vez é Ellie Lyndon, a irmã mais nova de Victoria, que por sinal vive uma relação bem mais harmoniosa com o pai do que a irmã viveu. Ellie é quem cuida do reverendo, da casa e de seus negócios financeiros, aliás, a garota é tão inteligente e com um enorme dom para investimentos que abriu sua própria conta no banco, mas no nome de seu pai é claro, já que uma mulher naquela época não era dona nem do seu próprio nariz, quanto mais de seu próprio dinheiro. No entanto o noivado do reverendo com uma mulher mesquinha está prestes a mudar radicalmente a vida de Ellie.

A estória começa quando Charles Wycombe, o libertino conde de Billington, cai literalmente aos pés de Ellie, que graças a sua bondade e criação não é capaz de deixa-lo a própria sorte depois de tal queda. Além de ferido o cavalheiro também está bêbado, uma vez que dentro de quinze dias irá perder sua fortuna e seu título se não se casar. Mas eis que o encontro desses dois pode ser a salvação do grande problema de Charles.


Charles Wycombe é bonito e rico, poderia ter facilmente qualquer debutante de Londres, ainda sim ele não está disposto a se casar com qualquer uma. O conde acredita que o matrimonio é para sempre, por isso tem uma listas das qualidades que sua condessa precisa ter, entre ser bonita e inteligente, uma das mais importantes qualidades é que saiba fazer 'vista grossa' para suas traições. Ellie por sua vez foi criada por um vigário, sua ideia de matrimonio é algo muito além do que Wycombe pensa, alguém que lhe respeite e lhe mereça é o que ela tinha em mente.

Em meio alguns acontecimentos o casamento por conveniência acaba sendo a solução para resolver os problemas de ambos. Mesmo sabendo que Wycombe não pretende ser fiel a garota mantém suas convicções, por isso pede ao marido um tempo para se acostumar com a ideia do casamento, ele concorda desde que Ellie deixe-o tentar seduzi-la durante esse tempo. O que não parece ser tão difícil para o conde já que ele é um conquistador convicto. Acontece, que quanto mais perto eles chegam de se render um ao outro, mais coisas esquisitas acontecem entre eles, fazendo o casal duvidar se um era mesmo totalmente o que o outro imaginava.


Não tenho duvidas de que esse foi mais um dos meus livros favoritos escrito por Julia Quinn. Realmente sou muito fã da forma com que a autora insere doses e mais doses de humor nos seu romances de época. Tanto que Julia pegou um tema totalmente clichê no meio literário e o transformou em algo inigualável.

O pedido e o casamento são coisas que acontecem nos primeiros momentos da narrativa, isso me levantou a questão do que a autora estaria preparando para as próximas páginas, e posso dizer que o leitor é levado para um divertido mistério a lá Julia Quinn, que no final nos faz rir e sentir o coração aquecido com mais uma de suas agradáveis histórias.


Dentro deste enredo também somos apesentados à prima e duas sobrinhas de Wycombe, que acabam roubando a cena em diversos momentos, inclusive fiquei na torcida por um livro para cada uma delas, será que rola?

Transformando uma temática saturada em algo novo e encantador, Julia Quinn entretêm o leitor com um dos casais mais apaixonantes e de diálogos inteligentes desse gênero da literatura. Além disso, sensualidade e dinâmica são elementos que irão se unir a este romance apaixonante. Eu com certeza indico aos admiradores da autora e dos romances de época.


NOTA: 

OUTROS LIVROS DA AUTORA RESENHADOS NO BLOG:

     

Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons. É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o Romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!