Titulo Original: The Man Who Didn’t Call
Autora: Rosie Walsh
Editora: Record
Páginas: 336
Ano: 2018
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance / Suspense e Mistério
Comprar: Amazon

Sinopse: Imagine a seguinte situação: você conhece um homem, vocês passam sete dias maravilhosos juntos, e você fica apaixonada. E o que é melhor: o sentimento é recíproco. Você nunca teve tanta certeza de algo na vida. Então, quando ele parte numa viagem de férias agendada há muito tempo e promete te ligar para o aeroporto, você não tem nenhum motivo para duvidar disso. Mas ele não liga. Seus amigos dizem que você deve desencanar, que deve esquecer o cara, mas você sabe que eles estão errados. Eles não sabem de nada. Algo de ruim deve ter acontecido, deve haver um motivo sério para explicar o silêncio dele. O que você faz quando finalmente descobre que tem razão? Que existe um motivo ― e que esse motivo é a única coisa que vocês não compartilharam um com o outro? A verdade. (SKOOB)

'Tudo Aquilo que nos Separa' é primeiro livro assinado por Rosie Walsh sem seu pseudônimo. Eu recebi este exemplar antes mesmo de seu lançamento oficial aqui no Brasil (10/09/2018) através da Editora Record. E por se tratar de uma novidade, algo que eu não sabia muito o que esperar, comecei a leitura o quanto antes, o que gerou uma certa dificuldade para me prender no inicio, mas que no final despedaçou meu coração por várias vezes durante a leitura, para depois conserta-lo novamente.


Nessa leitura vamos conhecer Sarah Mackey, uma mulher de meia idade que acabou de se separar do marido e está visitando seus pais em Gloucestershire, na Inglaterra. Durante um de seus passeios pela cidade, Sarah acaba conhecendo Eddie David, e ambos passam uma semana apaixonante juntos. Que por sinal só é interrompida porque Eddie tem uma viagem inadiável.

Com a promessa de se reencontrarem assim que Eddie voltar para a Inglaterra, algo muito estranho acontece: Eddie some, não atende nenhuma das ligações de Sarah, muito menos a procura conforme combinado ou responde seus recados nas redes sociais. Os amigos de Sarah dizem para ela esquece-lo, mas como esquecer alguém com a qual ela viveu seus melhores dias? Como esquecer alguém que lhe fez promessas? E se por acaso algo terrível aconteceu com Eddie David?

Sarah não se conforma com a falta de noticias, por isso começa fazer contato com pessoas que pertencem ao seu siclo de amigos. Se sentindo uma tola, Sarah chega a questionar sua própria sanidade mental, pois que mulher se submete a esse tipo de situação? E é quando ela menos espera que acaba descobrindo que existe sim um bom motivo para Eddie não querer fazer mais parte de sua vida. Irá os sentimentos nascidos em uma semana superar o este problema?


Confesso que a principio me senti meio perdida na leitura, Rosie Walsh não segue uma sequência muito regular de todos os fatos que cercam essa história, e mesmo parecendo algo ruim no começo, acreditem, foi o que me conquistou no final das contas e transformou esse romance em algo totalmente diferente de tudo que estou acostumada ler.


O livro é divido em três partes, e por mais arrastado que tenha sido a primeira, eu não conseguia desistir dele, afinal de contas eu precisava saber qual era a desse tal de Eddie David? Ele realmente era um cara legal ou não passava de um babaca que diz que vai ligar e não liga? Eu podia mesmo confiar na mente de Sarah? Qual era o segredo que Rosie Walsh escondia nas estrelinhas?

A partir daí minha imaginação desenvolveu uma porção de teorias, quanto mais eu avançava, mais achava que já tinha entendido onde chegaria, mas para a minha surpresa uma reviravolta mudou tudo novamente de lugar. Achei a jogada de Rosie Walsh genial, ela conseguiu me pegar direitinho. E foi pensando que dali por diante cairíamos no clichê, que a autora novamente me passou uma rasteira, tirou o meu chão, desconstruiu e depois construiu o meu coração.

No fim das contas eu só agradeço por assim como Sarah não desistiu de Eddie, eu também não ter desistido de 'Tudo Aquilo que nos Separa', pois esse foi um romance incrível, que além de mexer totalmente com a minha cabeça, falou sobre a importância do perdão, seja ele para o próximo ou para si próprio.


NOTA:

Rosie Walsh já viajou o mundo inteiro e morou em diversas partes dele, trabalhando como produtora e roteirista de documentários. Tudo Aquilo Que Nos Separa é seu primeiro livro em que não assina sob um pseudônimo. Ela mora em Bristol, na Inglaterra, com o companheiro e o filho.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!