Título Original: Dear world: a Syrian girl's story of war and plea for peace
Autor: Bana Alabed
Série: Livro único
Páginas: 160
Gênero: Memórias / Biografia / Autobiografia/ Não ficção
Editora: Best Seller
Ano: 2018
Comprar: Amazon

Sinopse: O relato surpreendente de uma menina síria em meio aos horrores da guerra. Aos 3 anos de idade, Bana Alabed tinha uma infância feliz que foi interrompida abruptamente por uma guerra civil. Durante os quatro anos seguintes, Bana viveu em meio a bombardeios, destruição e medo. Sua provação angustiante culminou em um cerco brutal em que ela, seus pais e os dois irmãos mais novos ficaram presos em Aleppo, com pouco acesso a comida, água, medicamentos e outras necessidades básicas. Com o potencial revolucionário da Internet, Bana, em um gesto simples, mas inédito, usou o Twitterpara pedir paz e mobilizar pessoas ao redor do mundo pelo mesmo intuito. Contendo palavras da própria Bana e cartas comoventes de sua mãe, Fatemah, Querido Mundo não é apenas um relato envolvente de uma família ameaçada pela guerra — o livro oferece, também, uma perspectiva únicasobre uma das maiores crises humanitárias da história, vista pelos olhos de uma criança. Bana perdeu sua melhor amiga, a escola onde estudava e seu lar. Mas não perdeu a esperança — com relação a si mesma e às outras crianças ao redor do mundo, vítimas e refugiadas de guerra que são dignas de vidas melhores. (SKOOB)

Oiiiiiee, gente! Tudo bem?
Hoje vim mostrar uma biografia para vocês, 'Querido Mundo', um livro escrito por Bana Alabed, uma menina que sobreviveu à Guerra da Síria.


'Querido Mundo' conta a história de Bana Alabed (a escritora do livro, coisa mais fofa do mundo!) e de sua família em meio a Guerra da Síria. Uma menina de apenas 7 anos que mostrou no Twitter o seu dia a dia, mostrando como a guerra estava devastando sua infância e destruindo seu país.
Aos 3 anos de idade, Bana tinha uma vida feliz com sua família, porém o início da guerra civil, faz com que isso mude. O que antes eram brincadeiras, sorrisos e alegrias agora se transformaram em bombas, medo e muita tristeza.

Bana vivia em Aleppo, cidade que ficou totalmente destruída pelas bombas, a violência dos soldados e muita fome. Em meio a esse cenário, a garota conta como conseguiram sobreviver, conta sobre as pessoas que a Guera matou e sobre como a sua família se manteve unida apesar de tudo em volta está literalmente desmoronando.
Tive um pensamento horrível: e se ela tivesse explodido mamãe e Baba? Senti que tudo dentro de mim estava tremendo, tive vontade de chorar, mas não chorei. - Página 22
'Querido Mundo' é livro que faz o coração de qualquer pessoa ficar despedaçado. Desde a primeira linha que li fiquei com meu coração apertado, vou admitir que livros sobre guerra me fazem sofrer demais, foi assim com 'O menino do pijama listrado', 'A menina que roubava livros' e 'O caçador de pipas', mas admito que sofro ainda mais quando além do pano de fundo ser a guerra, a história é real, de não-ficção... ter acontecido mesmo é ainda mais doloroso para mim.


A narrativa do livro é feita em primeira pessoa, Bana conta a história, mas também há capítulos intercalados em que temos cartas da mãe da menina, ela também conta sobre o medo de perder os filhos, conta sobre como foi engravidar em meio a tudo que estava acontecendo, um relato intenso, triste e muito motivador.
Mas sempre, sempre, as bombas voltavam e, cada vez, eram piores ainda do que antes. O medo e o desespero voltavam a tomar conta de nós ainda mais intensamente... - página 49
O fato de Bana ter alertado ao mundo inteiro através do twiteer sobre como a Síria estava sofrendo, me sensibilizou, pois mostra que as redes sociais aproximam também as pessoas, Bana ao escrever no twiteer "Preciso de paz" fez com que todos ouvissem o pedido de ajuda de uma menina que representava tantas outras crianças que também só queriam paz.


Este é um livro real, com o dia a dia de uma família em meio ao caos, uma menina que ama aos irmãos e faz de tudo para mantê-los a salvo e amor é o que faz esse livro ser mais impressionante. Uma leitura necessária, cheia de verdades de como a guerra que nós só vemos pela televisão, é sim real e mata pessoas, destrói sonhos e separa pessoas que se amam.
As pessoas estavam começando a ficar sabendo cada vez mais de como as coisas estavam ruins na Síria, e eu ajudei a fazer isso! Eu não queria que as pessoas se esquecessem de nós, que elas mandassem mensagens amáveis... - Página  116
Se eu chorei lendo esse livro? Talvez só um litro e meio de lágrimas (hahahaha), a escrita é emocionante, a cada bomba que Bana descrevia, uma lágrima descia. Uma garotinha que tinha perdido muita coisa, que só queria viver em paz, porém a guerra continuava e sem data para acabar, que angústia de saber que enquanto Bana sofria, todo o mundo assistia a guerra pelos telejornais.


A edição está bem linda, contém algumas fotos, os posts feitos por Bana e detalhes que combinam com a narrativa. É um livro de 160 páginas e de muito conteúdo, uma capa condizente com a história, tudo bem caprichado.

Comparo a história de Bana à de Anne Frank, duas meninas em meio a guerra, duas meninas que escrevem, duas meninas que tentavam sobreviver... Não é tudo igual, mas é parecido, ambas histórias muito reais, tocantes e inesquecíveis.


'Querido Mundo' é uma preciosidade de livro e recomendo demais, por favor leiam, creio que ficarão com o coração mais bondoso depois de ver a guerra pelo olhar de uma criança!

E você gosta de histórias reais?
Contaaaa tudo!


NOTA: 

Bana Alabed nascida em 2009 na cidade de Aleppo, Síria, é conhecida mundialmente por seus tuítes feitos durante o cerco da cidade em 2016 e, posteriormente, seus apelos por paz e pelo fim do conflito. Os tuítes revelavam uma visão extraordinária sobre os horrores do cotidiano na cidade — incluindo ataques aéreos, fome e risco de morte —, e conquistaram uma legião de admiradores. Em dezembro de 2016, Bana e sua família foram resgatadas de Aleppo para a Turquia em segurança. Quando crescer, Bana quer ser professora, assim como a mãe. Seu pai é advogado, e ela tem dois irmãos mais novos, Noor e Mohamed. Querido mundo é seu primeiro livro.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!