Título Original: The Adventures of Sherlock Holmes
Autor: Arthur Conan Doyler
Editora: Record
Páginas: 400
Ano: 2018
Gênero: Contos/Crônicas
Comprar: Amazon

Sinopse: Esta antologia exclusiva reúne contos escolhidos para sintetizar o cânone das aventuras
escritas por sir Arthur Conan Doyle para Strand Magazine. Os textos incluem desde os mistérios em quartos fechados a planos mirabolantes de assalto, de intrigas internacionais a casos de espionagem capazes de derrubar o governo (talvez o império); sem deixar de lado as chantagens e assassinatos a sangue-frio. Para os iniciados, além dos contos consagrados, esta edição oferece narrativas menos conhecidas que ajudam a compreender a jornada do detetive ao longo de três décadas. Para os recém-chegados, eis o universo original de Sherlock Holmes e Watson. Divirtam-se com os 15 contos clássicos selecionados pelo professor e escritor Mário Feijó. (SKOOB)

Tudo bem, gente? Como vocês estão?
A resenha de hoje será sobre um clássico dos livros, um personagem muito famoso no mundo da literatura: Sherlock Holmes.


O livro 'Escândalo da Boêmia e Outros Contos Clássicos de Sherlock Holmes' foi lançado esse ano de 2018 pela Editora Record e reúne 15 contos escritos por Doyle, incluindo o que Sherlock apareceu pela primeira vez e o que apareceu por último. Além desses teremos outros contos que de certa forma estão ligados entre si.

O narrador de todas as aventuras é o Dr. Watson, amigo e companheiro de aventuras do nosso ilustre detetive, e é através dele que seremos apresentados aos casos que vão desde resgatar uma fotografia até resoluções de assassinatos e conspirações contra a Inglaterra. Aventura é o que não falta aqui!
Quando o vi naquela tarde tão envolvido pela música no St. James's Hall, fui tomado pela sensação de que a ruína se abateria sobre aqueles que ele estava destinado a caçar. - (Página 53)
Através dos relatos do médico Watson, veremos as ações, dúvidas e conclusões dos casos. O mais engraçado (e maravilhoso ao mesmo tempo) é que quando Dr. Watson está confuso e com dúvidas, o leitor passa a ter esses mesmos sentimentos. O que quero dizer é que Doyle conseguiu nos fazer presente nos locais dos acontecimentos por meio do narrador, e isso nos faz ter os mesmo olhos e conclusões que ele.


Editora Record caprichou na diagramação, o livro contém imagens (lindas por sinal) dos personagens em algumas cenas e o que me chamou a atenção foi a presença de observações com explicações sobre determinadas citações que poderiam dificultar a compreensão do leitor sobre a estória, esses detalhes fizeram toda a diferença.


O autor Conan Doyle tem uma escrita leve e envolvente, não sendo por acaso que Sherlock Holmes é um clássico, pois até o momento não li um personagem tão inteligente e instigante quanto ele. O próprio personagem Dr. Watson disse uma frase que para mim fez o total sentido:
Acredito que eu não seja mais néscio que o próximo, mas sempre me senti oprimido por uma sensação de estupidez ao lidar com Sherlock Holmes. - (Página 54)
Recomendo a leitura para todo mundo, pois esse é um livro que todos deveriam apreciar pelo menos uma vez na vida. Eu me apaixonei pelo detetive Sherlock Holmes, ele é magnifico, um personagem ímpar que só ele poderia ser.
...para partir em busca de efeitos estranhos e combinações extraordinárias, devemos recorrer á própria vida, que sempre é muito mais ousada do que qualquer esforço de imaginação. - (Página 37)
Então, que tal ir resolver alguns mistérios?


Espero que tenham gostado da resenha.
Um grande abraço e até mais!

NOTA: 

Sir Arthur Conan Doyle nasceu em Edimburgo, na Escócia, em 1859. Original, trabalhou como médico, mas, com o sucesso após a publicação de seu primeiro romance, Um estudo em vermelho, sobre o detetive Sherlock Holmes e seu fiel escudeiro, o Dr. Watson, Doyle pôde se dedicar mais profundamente a sua verdadeira paixão: a escrita. Autor de romances, contos, ficção, conquistou milhões de fãs no mundo inteiro e até hoje sua obra é adaptada para diversas mídias e formatos, sendo sempre um sucesso de público. Foi nomeado cavaleiropor sua participação na Guerra dos Bôeres, na qual atuou como cirurgião.   

Comentários via Facebook

4 comentários:

  1. Olá Viviane!

    Como não amar Sherlock Holmes né? Adoro, tenho a obra completa do Arthur Conan Doyle. Adorei as ilustrações dessa edição. Parabéns pela sua resenha, está perfeita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiii, Helena!
      Tudo bem?
      Sim, como não se apaixonar?
      Você tem a obra completa de Conan Doyl? Eu quero fazer a minha coleção também, foi paixão á primeira lida (rsrsrs)
      Obrigada por ter gostado da resenha, fico muito feliz por isso.
      Um abraço

      Excluir
  2. Adorei essa versão de Sherlock Holmes a diagramação do livro foi o que mais me conquistou eu quero começar a minha coleção dos livros de Sherlock Holmes mas eu quero aquela edição de box linda da Happer Collins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Tudo bem?
      A diagramação está muito linda e tenho certeza que você vai amar.
      Começa logo a sua coleção.
      Até mais

      Excluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!