Título Original: Une souer

Autor: Bastien VIVÉS
Páginas: 216
Editora: Nemo - (Grupo Autêntica)
Gênero: Histórias em quadrinhos
Ano: 2018
Comprar: Amazon


Sinopse: Ao ter suas férias pacatas transformadas por Hélène, o jovem Antonie passa a viver os dias mais intensos de sua vida, repletos de emoção e receios. De forma sutil, ainda que forte, ele vai descobrindo um universo feminino tão gracioso quanto perturbador. E o que poderia ser apenas mais uma história de verão, transforma-se, pelas mãos de Vivés, em uma narrativa apaixonante. Um conto delicado e sensual sobre o despertar de um adolescente que provoca um turbilhão de sentimentos. (SKOOB)

Oi, gente!
A resenha de hoje será da História em Quadrinhos 'Uma Irmã', publicada no Brasil pela Editora Nemo que faz parte do Grupo Autêntica.


A estória nos apresenta Antonie, um menino de 13 anos que vai todos os anos com a família passar férias no litoral da França.

Contudo, esse ano os dias de descanso serão bem diferentes, pois após uma amiga de sua mãe sofrer um aborto espontâneo, ela decide que receberão em sua casa tanto a amiga quanto a sua filha Hélène, que é três anos mais velha que Antonie.

Hélène despertará o desejo da paixão, do primeiro amor e mostrará a Antonie um mundo diferente daquele que vivia e conhecia.


A HQ tem mais imagens, os diálogos são curtos e portanto qualquer informação que eu der á mais na resenha acabaria entrando em detalhes.

Apesar de ter 2016 páginas, li em menos de uma hora, é muito rápida a leitura.
Porém não deve ser lida por adolescentes pois contem temas e imagens que não é recomendado para esse público, é uma HQ para pessoas adultas.

Eu gosto de enredos que podem ser lidos em qualquer idade, não necessariamente só por adultos, então essa seria a minha ressalva.

Espero ler outras HQ do autor Bastien VIVÉS, que é um cartunista, pois amo ler quadrinhos e gostei dos desenhos feito por ele, espero ter essa oportunidade o mais breve possível.

Um grande abraço e até mais!


NOTA: 

Bastien VIVÉS nasceu em 11 de fevereiro de 1984 e ficou conhecido pelas graphic novels O gosto do cloro e, posteriormente, Amitié étroite. Graduou-se em Animação pela Gobelins após estudar três anos de Design Gráfico. Iniciou sua carreira em uma oficina de quadrinhos que ajudou a fundar em Paris. Desde então publicou diversos trabalhos, vários deles aclamados pela crítica.
Desenhista em plena evolução, Vivés é um dos principais nomes dos quadrinhos contemporâneos.   

Comentários via Facebook

15 comentários:

  1. Não sou muito fã de HQs, então acho que não leria uma com tantas páginas. A sua nota também me deixou um pouco pé atrás, apesar do tema parecer interessante. Vou deixar pra próxima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena!
      Mas dá uma chance, esse ano eu estou lendo coisas que não esperava gosta e me surpreendi muito.

      Excluir
  2. Acho tão interessante tudo que pode ser exposto através de uma HQ, é tanta coisa envolvida. São diálogos, pensamentos e desenhos que causam um efeito muito bacana ao leitor. Há uma sensibilidade envolvida. E é justamente por isso que eu preciso investir mais em HQ's.
    A história desse deve ser bem fofinha e bem agradável. Os desenhos aparentam ser simples, mas com conteúdo o suficiente para proporcionar uma boa leitura visual.
    Mas pera... 2016 páginas? Sério? Tudo isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha
      Sim, 216 páginas que passam voando.
      Até a próxima!

      Excluir
  3. Nossa 2016 páginas? Que mega HQ. Apesar de simples, gostei bastante da capa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São 216 páginas. Eu já li HQs com mais páginas, mas essa é são mais figuras que diálogo.

      Excluir
  4. Opa, seria minha primeira experiencia com HQ, até porque os demais temas desse tipo de historia não me agrada, (mangá e super herois), enfim, abrir horizontes com um romance junvenil, além de ser uma maneira bacana de desintoxicar de uma leitura mais pesada remete também ao passado, no meu tempo de adolescente, Taí, gostei da idéia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca li HQs de mangá, gosto muito de HQs diferenciadas.
      Acredito que esse tipo talvez lhe agrade também.
      Tchauzinho

      Excluir
  5. Olá, vejo que o autor consegue passar a essência dos sentimentos inerentes às descobertas da juventude, de forma sutil mas esclarecedora. Os traços da HQ também chamam atenção pelos poucos detalhes do rosto. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiii
      Sim, os desenhos são lindos e o autor tentar passar mais por imagens do que diálogo o que ele quer que o leitor saiba.

      Excluir
  6. Um experiência, bastante importante pra dois jovens, que dentro de sua particularidades, buscam vivenciar o máximo as aventuras e descobertas, potencializando férias inesqueciveis para Antonie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente!
      Foi isso o que pensei quando li a HQ. Como é interessante saber que pessoas que tiveram a mesma idade que um dia tivemos tenham passados por coisas, no meu caso, diferentes quando adolescentes.
      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Oi Vi.
    Ah, eu já estava esperando vários detalhes sobre a história, rs, mas já me convenci com o que escreveu. Achei uma pena só poder ser lido por adultos, pela idade dos personagens achei que atingiria um público mais jovem também. Os traços dos desenhos ficaram bonitos, diferentes...
    Não sou de ler hq's, poucas me conquistam, mas essa eu curti e vou procurar por ela.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Viviane!
    Eu gosto de HQ's porque além das histórias e ilustrações, eles são bem rapidinhos de ler. Esse você terminou em 1hra então imagino que também seja bom. A história pareceu interessante, toda a descoberta da paixão. No entanto é realmente uma pena o público ser somente adulto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto muito de HQs e esse tema parece bem interessante e os traços são bem bonitos. Bom vc informar que é direcionada ao público com mais idade, afinal pelo título e capa não dá pra perceber isso. No meio da resenha está escrito 2016 páginas e na parte superior 216, por isso a galera está se assustando com a quantidade de páginas. Acho que no meio da resenha entrou um zerinho a mais rsrs Ótima resenha.

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!