Titulo Original: A Scot in the Dark 
Autora: Sarah MacLean
Série: Escândalos e Canalhas
Editora: Gutenberg
Ano: 2017
Páginas: 330
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance de Época

Comprar: Amazon; Submarino, Lojas Americanas; Shoptime, Livraria da Folha

Sinopse: Lillian Hargrove viveu sozinha por anos, reclusa, ansiando por amor e companhia. Desiludida de que todos os seus sonhos pudessem um dia se tornar realidade, a mais bela jovem da Inglaterra se envolve com um artista libertino e mentiroso, que promete amá-la para sempre e implora para que ela pose como sua musa para um escandaloso retrato. Encantada pelo carinho e pela admiração que recebe dele, Lily aceita a proposta e se entrega de corpo e alma ao homem mais falso de Londres, mas fica exposta para toda a Sociedade, tornando-se motivo de piada e vergonha. A jovem, entretanto, não esperava que um bruto escocês, recentemente intitulado Duque de Warnick e nomeado seu guardião, atravessasse a fronteira da Inglaterra para impedir que a ruína a alcançasse. Warnick chega em Londres com um único objetivo: casar sua protegida – que é bonita demais –, transferindo o problema para outra pessoa, e, em seguida, voltar à sua vida tranquila na Escócia, longe daquele lugar odioso que é Londres. O plano parece perfeito, até Lily declarar que só se casaria por amor, e o duque escocês perceber que, aparentemente, há algo naquele país que ele realmente gosta…(SKOOB)

'Amor para um Escocês' é o segundo livro da série 'Escândalos e Canalhas' da autora Sarah McLean, publicada aqui no Brasil pela Editora Gutenberg. Essa é uma série de romance de época inspirada em fofoca moderna de celebridades, onde a autora coloca polêmicas atuais dentro de uma sociedade mais antiga. Aqui por exemplo Sarah McLean associou o vazamento de fotos intimas de artistas com a pintura de um nu, o que para o ano de 1.834 era um baita de um escândalo.


Aqui conhecemos Lillian Hargrove, a jovem mais linda de Londres, no entanto por causa da morte de seus pais a garota nunca teve uma temporada. Um certo dia conheceu e se apaixonou por um artista chamado Derek, que lhe seduziu e prometeu o mundo, mas no fim das contas só estava lhe usando como musa inspiradora. Isso só fica evidente para a garota no momento em que o artista faz uma cena diante toda a sociedade aristocrática da cidade, e promete revelar dentro de dez dias o nu da Linda Lilly, que passa a ser então o alvo de duvidas e fofocas. Há quem diga que o escândalo é uma interpretação do ator para atrair o publico e outros que acreditam que Lillian é realmente uma mulher sem moral.

Alec sempre foi conhecido como Bruto Escocês, mas agora recebeu de forma inesperada o título de Duque de Warnick, no entanto a Inglaterra não é uma opção para ele, que prefere administrar tudo de longe com a ajuda de seu advogado.
(...) ele estava farto daquela cidade horrível. Seu desejo era destruí-la toda, derrubar tijolo por tijolo e voltar para o norte como os escoceses saqueadores de outrora, que odiavam a Inglaterra com cada fibra de seus corpos.
Até que, por causa do escândalo da Linda Lilly, que por sinal faz parte da sua herança como duque - uma vez que a garota é pupila do ducado -, o Bruto Escocês é obrigado a atravessar a fronteira e evitar a ruína da moça.


A melhor e mais rápida forma que Alec encontra de tirar o nome de Lillian da boca do povo é casando-a, mas ao se deparar com a garota totalmente desiludida e prestes a fugir do mundo do qual ela sempre quis fazer parte, o Duque percebe que falhou com suas obrigações para com sua pupila, e agora quer recompensa-la. Um grande dote e uma temporada deveria ser o suficiente para salva-la, no entanto Lillian Hargrove se recusa a casar sem amor.

É aí que o Duque e sua pupila travam uma verdadeira queda de braços, onde nenhum dos dois querem entregar os pontos ao outro. Enquanto isso os dias estão avançando para a revelação da pintura, e quanto mais Alec e Lillian se atracam, mais evidente fica o quanto estão atraídos um pelo outro.


Esse foi meu primeiro contato com a escrita de Sarah McLean, que por sinal eu vinha recebendo indicações de amigos desde que me rendi aos romances de época. E não é para menos, pois a escrita da autora é incrível, super dinâmica, engraçada e envolvente. Eu morri de amores por essa estória, e mais do que isso, me apaixonei por vários personagens secundário deste enrendo.


Normalmente não me importo em começar uma série como esta (com protagonistas diferentes em cada livro) fora da ordem, no entanto errei feio em não começar pelo primeiro livro da série, que é 'Cilada para um Marquês', pois no decorrer dessa leitura eu fiquei muito curiosidade pela estória dos personagens anteriores que fizeram aparições nesse enredo também.


A única coisa que me incomodou um pouco foi que no começo eu achei Lillian muito teimosa, o tipo de mocinha que não se deixa ser salva só para contrariar seu salvador. Mas no decorrer da leitura entendi o quanto nossa protagonista era inconformada com o machismo e o quanto aquela sociedade era injusta e cruel com as mulheres. Lilly na verdade queria ser sua própria salvadora e não ter que depender de um homem ou um casamento para provar que era digna de respeito. Por tanto só tenho a dizer que se por um acaso você tiver a mesma sensação que eu nos primeiros capítulos, continue em frente porque vale muitíssimo a pena insistir.


'Amor para um Escocês' é uma leitura envolvente, sensual e com certa dose de girl power. Adorei os momentos em que Lillian se comportava de maneira inseparada para mostrar que ela não estava nem aí para padrões e que isso não significava que poderia ser arruinada. Então se você procura um romance de época nada convencional, onde o mocinho que acredita ser o salvador é quem acaba na verdade sendo salvo, eu super te indico esse livro.

NOTA:

OUTROS LIVROS DA AUTORA RESENHADOS NO BLOG:

Entre O Amor e A Vingança


Sarah MacLean é um autor best-seller do New York Times e EUA Hoje de YA e romance adulto . Ela cresceu em Rhode Island, onde ela passou a maior parte de seu tempo livre lamentando o fato de que ela era mais do que um século tarde demais para a própria estação . Seu vício ousado para a ficção histórica ajudou a ganhar a uma licenciatura em História da Europa do Smith College antes que ela se mudou para Nova York para perseguir uma carreira na publicação. Depois de receber um mestrado em Educação pela Universidade de Harvard , Sarah voltou para Nova York, onde ela mora com seu marido, seu cão , e um ridiculamente grande coleção de romances.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!