Gênero: Drama; Família | Duração: 1h 51min | Distribuidor: Paris Filmes | Ano: 2017

Dia 07 de Dezembro estreou a adaptação cinematográfica de 'Extraordinário', e com certeza eu fui conferir o filme no Grupo Cine aqui de Itapetininga, no entanto só agora consegui parar para falar dele com vocês (me perdoem, mas fim de ano é correria total).

O mais legal é que graças ao nosso projeto de Re(Leitura), o enredo estava bem fresquinho na minha memória, assim deu para fazer uma bela comparação de 'livro x filme', que por sinal posso dizer que achei bem fiel ao livro, a começar pelo fato do filme também ser narrado por várias perspectivas diferentes e não só a do Auggie. Mas calma, se por acaso você não sabe do que se trata o filme e muito menos o livro, eu vou contar para vocês.


August Puma, ou Auggie como costuma ser chamado, nasceu com uma complicação genética que o fez passar por várias cirurgias no rosto desde bebê, por isso sua fisionomia não é considerada 'normal', principalmente para as crianças de sua idade que não o aceitam muito bem.

Auggie sempre estudou em casa com sua mãe, mas agora que as cirurgias pararam, seus pais chegaram a conclusão de que já é hora dele frequentar uma escola de verdade. E para ajudar, o diretor pede para que três crianças levem Auggie para conhecer o colégio, é assim então que o garoto conhece Julian, Charlote e Jack.


Cada uma das três crianças tem um comportamento diferente em relação a deformidade de August, sendo Jack o mais gentil entre eles, que por sinal acaba virando o melhor amigo de Auggie, isso pelo menos até o momento em que Jack acaba ferindo os sentimentos do amigo por não saber que ele estava ouvindo a sua conversa com os garotos mais populares da sala.


O que eu mais gosto em 'Extraordinário', e que o filme soube retratar muito bem, é que essa não é só mais uma história sobre bulling, esse enredo retrata também a vida e os sentimentos daqueles que estão ao redor de Auggie, além do que sente o próprio Auggie, e assim podemos tirar uma lição diferente de cada situação mostrada e no final chegar a uma única conclusão.


Eu ouvi alguns amigos que não conhecem o livro falando a respeito de algumas cenas, que pra mim que li o livro tive uma opinião totalmente diferente. Por exemplo a forma como os personagens de Star Wars foram inseridos nas cenas do filme, eu achei extremamente criativo, além de ter dado uma visão mais aberta para aqueles que não assistiram/não conhecem 'Guerra nas Estrelas', pois o enrendo original é cheio de referencias e não tê-las em cena seria como ter um buraco no meio da estória.

O fato do filme seguir a linha de imaginação de uma criança também foi algo que me agradou bastante, pois no livro temos boa parte da narração feita por Auggie, que tem uma mente muito fértil e que nos diverte em meio a leitura quebrando em alguns momentos a parte triste da situação e nos fazendo ver o lado bom de algo ruim. No filme esse lado foi explorado de forma divertida, me tirando boas risadas em meio as lágrimas que eu estava derramando desde o começo.


O elenco de 'Extraordinário' é a coisa mais incrível que eu consegui ver em uma adaptação cinematográfica esse ano, atores de primeira, sem dizer a rainha Julia Roberts que arrebentou no papel da mãe de Auggie, tanto nas cenas emocionantes como nas cômicas, o que Julia sempre faz maravilhosamente bem. Outra curiosidade legal no elenco é que uma atriz Brasileira, Sônia Braga, interpretou a mãe de Isabel (papel de Julia Roberts) que no livro é uma Brasileira que foi para os EUA.


Enfim, posso dizer que eu chorei desde a primeira cena do filme, o que no livro só aconteceu em um momento, mas também ri bastante e senti aquela sensação de que preciso me esforçar mais para ser uma pessoa melhor, que gentileza gera mais gentileza, e que devemos ser mais gentis com as pessoas ao nosso redor.


'Extraordinário' é com certeza um filme sensível que eu recomendo para pais e filhos, além de ser também um filme indicado para todas as faixas de idade, pois as lições que esse enredo nos trás deve ser espalhado para o máximo de pessoas possível, você com certeza vai terminar de assistir querendo aplaudir alguém de pé! =)


Quero agradecer ao Grupo Cine de Itapetininga que proporcionou o acesso do blog a vários filmes MARAVILHOSOS, ingressos para ver 'Extraordinário' que sorteamos no grupo do projeto de Re(Leitura) e também o maravilhoso trabalho de atendimento em sua unidade aqui de Itape.

O cinema Grupo Cine de Itapetininga está no seguinte endereço:
R. Dr. Coutinho, 733 - Centro, Itapetininga - SP (Dentro do Shopping)
Acesse a programação de horários clicando aqui.


Acompanhe o blog também através das redes sociais
TWITTER ♥ INSTAGRAM  FACEBOOK  YOUTUBE  TUMBLR  G+   SNAP: AMIGADALEITORA

XOXO

Comentários via Facebook

4 comentários:

  1. Acho bem interessante retratar os sentimentos do Auggie e seus familiares. Tenho ctz que se eu lesse tbm ia sentir vontade de chorar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é muito amor Su, você precisa ler!!! <3

      Excluir
  2. Oi Thaís!
    Li o livro faz um bom tempo, e nem dá para explicar a paixão que tenho por ele. A adaptação assisti essa semana mesmo e concordo com você, é bem fiel a história original, achei que os atores escolhidos condizem com os descritos no livro.
    Também amei que o filme deu aquele ar infantil, como se a história fosse mesma contada pelos personagens e não por alguém de fora, as cenas do Auggie como astronauta são as melhores, até meu namorado que deu um pouquinho de trabalho para assistir saiu do cinema dizendo que havia gostado, rsrs. É um livro/filme que nos trás muitas lições, todos, absolutamente todos deveriam ler e assistir! (E serem aplaudidos de pé né? Rsrs)
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá! O filme realmente é lindo e graças aos céus bem fiel ao livro, apesar de ter lido a algum tempo, a cada cena do filme me vinha o livro todo na cabeça, não consegui conter as lágrimas (culpa da alergia que subitamente me deu, do rímel que eu estava usando, hahahaha), brincadeiras a parte, sem dúvida é um filme que eu recomendo e muito, pois vale muito a pena, é muito legal você chorar e rir ao mesmo tempo com tantas cenas bacanas. Os atores foram muito bem escolhidos e deram um show.

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!