Título: Viver em Paz para Morrer em Paz
Autor: Mario Sergio Cortella
Editora: Planeta
Páginas: 176
Gênero: Filosofia, bem-estar
Comprar: Amazon, Saraiva, Livraria Cultura


Sinopse: Se você não existisse, que falta faria? Para responder à essa pergunta, o filósofo e escritor Mario Sergio Cortella discute o que é importante nessa vida. Não é ser famoso e nem acumular coisas e propriedades, em uma obsessão consumista. Importante é ser importante para alguém, ou seja, fazer falta para alguém. Como? Neste livro, Cortella aponta alguns caminhos e nos faz pensar sobre as razões da existência. (SKOOB)

Olá pessoal, aqui é a Janaína, e hoje venho trazer para vocês um livro bem diferente do que costumamos resenhar. Sempre me interesso por palestras que tem algo a acrescentar, e o autor desse livro é um palestrante incrível que tenho certeza em algum momento da vida vocês já ouviram falar o nome dele ou até mesmo já visualizaram uma chamada de vídeo no youtube com a imagem dele, mas vamos deixar de papo e vamos ao que interessa.

"Viver em paz para morrer em paz", escrito pelo professor Mario Sergio Cortella, nos faz refletir sobre grandes questionamentos da vida, e ele começa já com a seguinte indagação: "Se eu não existisse, que falta faria?". Claro que essa não é uma pergunta fácil de responder, mas é extremamente inquietante, o que o professor tenta passar logo no primeiro capitulo ao meu ver é que não podemos simplesmente passar pela vida, precisamos fazer a diferença. Como você tem vivido? Será que tem de alguma forma tocado as pessoas que te conhecem? São perguntas que precisamos nos fazer.


O livro nos faz refletir sobre essa onda de consumismo onde as pessoas estão mais preocupadas em ter do que ser, infelizmente é algo comum ver que somos refém dos nossos bens, como diz o professor em seu texto ao citar a frase "O importante é ter sem que o ter te tenha" de Millôr Fernandes. Precisamos refletir sobre como temos lidado com a vida, será que estamos dando mais valor aos bens do que as pessoas?

Uma questão levantada no livro que achei extremamente interessante foi o capitulo em que ele fala sobre "O raio da paixão e a construção do amor", esse ponto está na página 60, no texto tem uma passagem que também merece ser citada:
"O amor imaturo diz que ama porque precisa de você. O amor maduro diz que precisa de você porque te ama." Gente é simplesmente fantástica essa observação, com o tempo e com a maturidade nós aprendemos que a paixão é fugaz, logo é passageira, rápida, geralmente ela é o primeiro estágio, no livro o autor fala que "o amor, ao contrário da paixão, oferece paz - sendo que paz não é ausência de conflitos, e sim a capacidade de administrar conflitos para que não haja ruptura." 
No capitulo seguinte ele ainda diz que não acredita em amor a primeira vista, simplesmente porque o amor é uma construção, um produto da convivência.


Ao ler esse livro passei a admirar ainda mais o escritor, essa foi a primeira obra que li dele, mas já assisti a inúmeras palestras no youtube em que ele aborda os mais diversos temas. Indico a todos que procurem os vídeos e comprem os livros, pois muito tem a acrescentar. É importante que tenhamos contato com leituras que nos ensinam e nos provocam a pensar e refletir sobre a vida e sobre as nossa posição na vida. O desafio é deixar de ser telespectador e passar a ser protagonista da sua história.

Amei a leitura e já quero todas as obras lançadas por Mario Sergio Cortella, e vocês o que acharam? Pretendem colocar na lista de 2017?

Beijos e até a próxima.
Janaína Leal

NOTA: 

Mario Sergio Cortella possui graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira (1975), Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1989), sob a orientação do Prof. Dr. Moacir Gadotti, e Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997), sob a orientação do Prof. Dr. Paulo Freire. Atualmente é professor-titular do Departamento de Fundamentos da Educação e da Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, na qual está desde 1977, tendo nela atuado por 32 anos no Departamento de Teologia e Ciências da Religião; é membro-conselheiro do Conselho Técnico Científico Educação Básica da CAPES/MEC (2008/2010). Foi Secretário Municipal de Educação de São Paulo (1991/1992) e tem experiência na área de Educação, com ênfase em Currículos Específicos para Níveis e Tipos de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação libertadora, ética, multiculturalidade, antropologia filosófica, epistemologia e currículo.

Comentários via Facebook

3 comentários:

  1. Oi Janaina, tudo bem?
    Este cara é muito foda, e até o momento só pude ver alguns vídeos dele. Tenho muita vontade de ler os livros que ele escreve, e fiquei bem curiosa para este um. É super importante pensarmos mais nas pessoas especiais que temos em nossa vida, do que nos bens materiais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Não conhecia o livro, mas parece ser uma leitura bem inteligente e que traz uma grande reflexão. Claro que dicas assim, são excelentes e acrescentam muito a nossa vida e forma de pensar. Vou procurar os vídeos também!
    Excelente resenha e indicação.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Janaína!
    Costumo acompanhar o Cortella na TV Cultura e acho que ele tem tiradas muito boas e nnos fazem questionar muitas coisas.
    Imagino que o livro deva ser no mesmo estilo.
    Ele é um manancial de conhecimento, o que não quer dizer que tudo que ele diz deve ser dado como totalmente verdadeiro, mas que devemos filosofar sobre os conceitos, a isso sim...
    Bom final de semana!
    "...Aceite com sabedoria o fato de que o caminho está cheio de contradições. Há momentos de alegria e desespero, confiança e falta de fé, mas vale a pena seguir adiante..."(Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!