Titulo Original: The Heart of Betrayal
Autora: Mary E. Pearson
Editora: Dark Side

Série: Crônicas de Amor e Ódio #02 (Resenha livro 01)
Páginas: 402
Ano: 2016

Comprar: Amazon
Sinopse: Em The Heart of Betrayal — Crônicas de Amor e Ódio v.2, Lia e Rafe estão presos no reino barbárico de Venda e têm poucas chances de escapar. Desesperado para salvar a vida da princesa, Kaden revelou ao Vendan Komizar que Lia tem um dom poderoso, fazendo crescer o interesse do Komizar por ela. Enquanto isso, as linhas de amor e ódio vão se definindo. Todos mentiram. Rafe, Kaden e Lia esconderam segredos, mas a bondade ainda habita o coração até dos personagens mais sombrios. E os Vendans, que Lia sempre pensou serem selvagens, desconstroem os preconceitos da princesa, que agora cria uma aliança inesperada com eles. Lutando com sua alta educação, seu dom e sua percepção sobre si mesma, Lia precisa fazer escolhas poderosas que vão afetar profundamente sua família... e seu próprio destino. (SKOOB)

Confesso que eu ainda não consegui entender o motivo pelo qual demorei tanto para concluir a leitura de 'The Heart of Betrayal', mas entre as minhas opções estão: 1) o fato de eu ter ido com tanta sede ao pote; 2) o fato desse ser o segundo livro de uma série e segundos livros dificilmente nos deixam satisfeitos; 3) a ressaca literária de 2016 para 2017; e 4) o fato da autora deixar as reviravoltas para a reta final. Então se você ainda não leu 'The Kiss of Deception', recomendo que não continue lendo essa resenha, caso contrário irá se deparar com alguns spoilers. Agora, se isso não é um problema para você, ou se já leu tanto o primeiro como o segundo livro das 'Crônicas de Amor e Ódio', peço para que me acompanhe nessa reflexão onde concluirei o que realmente achei de 'The Heart of Betrayal'.


'The Heart of Betrayal' começa exatamente onde terminou 'The Kiss of Deception', quando Lia e Rafe atravessam a ponte e dão entrada em Venda como prisioneiros. Conhecemos então o temível Komizar, e confesso que ele é tão cruel quanto eu imagina enquanto lia #KoD. Mesmo assim alguns personagens arriscam o próprio pescoço com mentiras e mais mentiras que fazem com que tanto Lia como Rafe permaneçam vivos, ela como o 'brinquedinho' do Assassino - braço direito do Komizar - e ele como emissário do príncipe que trás um acordo de Dalbreck.

"Não, para falar a verdade, eu posso ser uma mentirosa muito boa, mas algumas mentiras requerem mais tempo para serem contadas." - Página 303

Os primeiros momentos de Lia em Venda são humilhantes, mas logo o Komizar percebe o quanto ela pode ser util para fortalecer seu povo em mais um longo inverno que está a caminho, além disso Kaden o faz acreditar que o dom se manifesta na garota, de forma que isso deverá ser mais um motivo para mante-la em venda. Só o que Lia nem Kaden poderiam imaginar é que esse dom realmente está se manifestando na princesa, e algumas visões que no começo não fazem muito sentido, logo viram informações preciosas para Lia, que passa a conhecer a história e o povo de Venda de um jeito que ela nunca imaginou.


Conforme o tempo passa mais Rafe e Lia se arriscam em busca de um plano de fuga e momentos de paixão, e quanto mais ela conhece Kaden, mais seu coração reconhece existir um sentimento em relação ao Assassino, no entanto a disputa pela princesa não ficará apenas entre esses dois.

"As vezes, todos nós somos empurrados para que façamos coisas que achávamos que nunca seriamos capazes de fazer. Não eram apenas presentes que vinham com grandes sacrifícios. Às vezes, o mesmo acontecia com o amor" - Páginas 249

A verdade é que Mary E. Person nos trouxe muita, mas muita informação mesmo, principalmente se tratando do reino de Venda, e eu acredito que isso acabou atrasando toda a ação do livro que ficou para as duzentas páginas finais, e pensando por aí eu concluo que os meios justificam o fim sim. Por mais que as primeiras duzentas páginas não tenham andado conforme eu imaginei, não posso negar que a autora fez um perfeito trabalho nos trazendo informações preciosas como o passado de Kaden, a história do Komizar, a cultura de Venda e ainda assim o que se passava em Morrighan com Pauline. O que em momento algum deixou a desejar na história e ainda fez com que sobrasse muito do que ser explicado/resolvido no terceiro livro da série, que por sinal eu estou ansiosíssima para ler.


Acredito que podemos ver esse segundo livro da série mais como a parte politica da história. Os trechos das escrituras que são colocados no decorrer da leitura também nos explicam sobre o passado desses reinos de uma forma que no primeiro livro ainda não tinha ficado claro. É com certeza leitura obrigatória para quem gostou de 'The Kiss of Deception', e meu conselho é que mesmo que o começo seja meio lento você não desista, pois as informações que encontramos em 'The Heart of Betrayal' são extremamente necessárias para o desenrolar de tudo. E o final novamente me deixou de queixo caído e coração na mão. Eu preciso urgentemente do meu exemplar de "The Beauty of Darkness" para saber como a personagem feminina mais forte dos últimos tempos irá lidar com mais essa bomba que acaba de cair em sua mãos.

"Eles viam Lia como uma invasão diplomática para obter o que acreditavam que era deles por direito, sem estabelecerem uma invasão direta." - Página 114

Sem sombras de duvidas 'The Heart of Betrayal' mostra que Lia é o significado em pessoa do que uma princesa deve ser, o que vai contra tudo o que você já ouviu falar sobre ser uma princesa. Então se está atrás de uma nova série de fantasia com uma protagonista forte e decidida, está mais do que na hora de você começar a ler as 'Crônicas de Amor e Ódio'.

NOTA:

Mary é formada em Arte pela Long Beach State University. Trabalhou um tempo como artista, até a maternidade. Mais tarde foi para San Diego State University onde recebeu a sua credencial de ensino. Ensinou em muitas séries, mas foram os seus alunos da Segunda Série que a empurraram de volta para a escrita, durante a Oficina de Escrita.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!