[Resenha] O Código da Vinci - @editoraarqueiro

postado dia 21 novembro 2016

Titulo Original: The Da Vinci Code
Autor: Dan Brown
Editora: Arqueiro
Páginas: 312
Ano: 2016
Gênero: Literatura Estrangeira, Mistério, Aventura
Comprar: Americanas, Submarino

Sinopse: Um assassinato dentro do Museu do Louvre traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. Com a ajuda da criptógrafa Sophie Neveu, o professor de Simbologia Robert Langdon segue pistas ocultas nas obras de Leonardo Da Vinci e se debruça sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental – do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal. Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, O Código Da Vinci consagrou Dan Brown como um dos autores mais brilhantes da atualidade e agora chega em nova versão, especialmente preparada para o público jovem, com fotos coloridas que enriquecem ainda mais o livro. (SKOOB)

Olá pessoas, como estão?

Hoje venho com resenha do livro 'O Código da Vinci' escrito pelo gênio da literatura Dan Brown. Acredito que muitos de vocês já conhecem a história pois além do filme há algumas edições diferentes do livro no mercado, esta que resenho hoje é um edição especial produzida pela Editora Arqueiro voltada para os jovens, sem mais delongas, vamos lá!


'O Código Da Vinci' pode ser uma leitura super proveitosa ou arrastada, depende do que você está acostumado a ler.

Dan Brown criou a história misturando ficção com realidade e tratando de assuntos polêmicos como religião, política e até mesmo seitas, juntou tudo isso e mais um pouco e criou este suspense de peso do mundo da literatura. Por mais que o leitor saiba algumas parcelas da história ele se surpreenderá pois a narrativa é uma doideira de fato, exige atenção, tem que se entregar, pois uma erupção de coisas acontecem no livro e faz com que o leitor pense, se ache o investigador e tentar decifrar os mistérios nele presente.

O público do autor é um tanto quanto controverso em relação a este livro, metade ama, metade odeia, eu fico no meio, não foi/não é um livro que mudou minha vida porém foi uma leitura bastante proveitosa, a narrativa apresenta fatos históricos/religiosos que são interessantes de se ter uma noção do assunto, e foi isso que me agradou em relação ao conjunto da obra, sem falar dessa edição incrível que a editora produziu, detonaram!

Como eu disse, é um livro controverso, fique com a resenha, leia a obra e tire suas próprias conclusões.


O início do livro se passa no momento da morte de Jacques Saunière, então responsável pelo museu de Louvre; ele tivera uma morte um tanto quanto suspeita e deixara para trás pistas sobre um enigma que conduz toda a história. Para entender e solucionar o caso, a polícia francesa aciona Robert Langdon, renomado professor e simbologista da universidade de Harvard.

O corpo de Jacques estava em posição do Homem Vitruviano obra de Leonardo Da Vinci, e no chão havia uma mensagem deixada por ele:
13-3-2-21-1-1-8-5 Ó, demônio draconiano! Óh, santa falsa PS: Encontre Robert Langdon
Para desvendar tal código, Robert Langdon conta com o auxílio de seu agente. É partir desse momento que o 'fogo toma forma' e as coisas começam a esquentar.

Há um problema em relação à mensagem deixado por Jacques, o final dela faz com que o simbologista seja acusado como principal suspeito da morte de Saunière e isso dificulta o trabalho de Robert que após iniciar as pesquisas para decifrar o código acaba descobrindo mais pistas e uma vai chamando outra, aumentando o suspense e hipnotizando o leitor, tornando impossível parar de ler.


Suspense e suspense no livro todo! Narrativa hipnotizante e intrigante, no decorrer da leitura fui me imaginando na pele de Robert e tentando decifrar os códigos mas como sou de humanas, falhei em todas as tentativas.

História e religião se misturam em 'O Código da Vinci', eu não tive nenhum problema em relação a isso porém se você é do tipo mente fechada o livro pode de incomodar e lhe deixar com a pulga atrás da orelha.



NOTA:

O escritor norte-americano Dan Brown nasceu em 1965 em New Hampshire, nos Estados Unidos da América, sendo filho de um professor de Matemática e de uma intérprete de música sacra. Brown estudou no liceu local e mais tarde licenciou-se na Universidade de Amherst. Mudou-se para Los Angeles onde tentou fazer carreira como compositor, pianista e cantor. No entanto, este plano de vida fracassou e Dan Brown acabou por ir estudar história da arte em Sevilha, em Espanha. Entretanto, a meias com a mulher, escreveu o livro 187 Men to Avoid: A Guide for the Romantically Frustrated Woman. Em 1993 regressou a New Hampshire para se tornar professor de inglês na escola onde tinha estudado. Passados dois anos, os serviços secretos norte-americanos foram à sua escola buscar um aluno que consideravam uma ameaça nacional por ter escrito, na Internet, que era capaz de matar o presidente Bil Clinton. Dan Brown ficou tão interessado no assunto que começou a fazer pesquisas sobre a Agência Nacional de Segurança. Acabou por resultar desse interesse a escrita do seu primeiro romance Digital Fortress, que foi lançado em 1996 com algum sucesso. Era um romance baseado na violação de privacidade e em conspirações, tendo por sustentação as novas tecnologias. Quatro anos depois do seu romance de estreia, lançou Angels and Demons, seguindo-se em 2001 Deception Point. Finalmente, em Março de 2003, Dan Brown lançou no mercado norte-americano The Da Vinci Code (O Código Da Vinci), que logo no primeiro dia vendeu mais de seis mil exemplares, tendo-se tornado num dos livros mais vendidos de sempre em todo o mundo, com publicações em 42 línguas. O Código Da Vinci é um romance policial que tem como protagonista um simbologista norte-americano. Através da obra de Leonardo Da Vinci, onde encontra várias mensagens codificadas, tenta arranjar provas para desvendar um segredo com centenas de anos. No livro surgem instituições como a Opus Dei e o Priorado do Sião. A obra chegou a Portugal em 2004 e ao fim de poucos meses atingiu as onze edições. O sucesso deste livro levou a que fosse anunciada uma adaptação cinematográfica e uma sequela literária.

See you soon, Lucas! 

Comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Oi Lucas!
    Não curto mto livros do gênero, acho mto cansativo...Quem sabe um dia eu consiga ler...
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Vamos trabalhar nas futuras possibilidades haha

      Excluir
  2. Gosto muito dessa história dele e é por deixar a gente cheio de dúvidas quanto ao que conhece. Acho interessante ter uma visão diferente das histórias e o livro é muito bem feito por isso. Essa edição está parecendo bem bacana também.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lucas! Gostei da resenha. ;)
    Eu apenas assisti o filme, e não me agradou muito por haver essa parte de religião. Porém, talvez eu leia esse livro. Pois separando a parte de religião, as partes de suspense, descobrimentos e outras coisas, são bem interessantes. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por tratar (em partes) questões religiosas, fica um pouco denso.

      Excluir
  4. Oi, Lucas!!
    Amei a resenha! ! Nunca li esse livro mais estou muito curiosa sobre ele mesmo que já tenha assistido umas dez vezes o filme. Espero gostar da leitura tanto quanto gostei do filme. Adorei essa nova edição do livro ficou fantástico.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhuul \o/\o/

      Assim que o ler, não esquece de voltar aqui para debatermos sobre, combinado? ♥

      Excluir
  5. Lucas!
    estou naquelas que amaram a leitura.
    Gosto dos livros que nos colocam para raciocinar e durante todo o livro tem muito suspense e acompanhamos cada detalhe em busca das respostas.
    O livro é simplesmente muito bem elaborado e instigante.
    “Só a mágoa deveria ser a instrutora dos sábios; Tristeza é saber.”(George Lord Byron)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Li e gostei, mas li o outro, esse nova edição é muito bonita e sem falar nas ilustrações. É uma trama que mexe muito com a cabeça da gente, quanto mais tentamos desvendar os mistérios parece que estamos bem longe de descobri-los. Levantamos também muitos questionamentos enquanto lemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As ilustrações estão fantásticas! A edição está incrível!

      Excluir
  7. Oi, tudo bem?
    Estou colecionando os livros de Dan Brown, pois acho as sinopses fantásticas. Esse mês de dezembro pretendo ler O Código Da Vinci, mas na versão antiga. Espero poder comprar essa depois, pois está muito linda! O filme, eu assisti a muito tempo, então, depois de ler o livro, pretendo ver novamente.
    É um estilo de leitura e filmes, que eu gosto muito.
    Adorei a resenha, parabéns!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      É um gênero super instigante, fico contente em saber que gostou da edição e da resenha! ♥

      Excluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!