Titulo Original: Eeny Meeny
Autora: M.J. Arlidge
Editora: Record
Ano: 2016
Páginas: 322
Gênero: Literatura Estrangeira, Suspense
Comprar: Americanas, Shoptime, Submarino

Sinopse: Um assassino está à solta. Sua mente doentia criou um jogo macabro no qual duas pessoas são submetidas a uma situação extrema: viver ou morrer. Só um deverá sobreviver. Um jovem casal acorda sem saber onde está. Amy e Sam foram dopados, capturados, presos e privados de água e comida. E não há como escapar. De repente, um celular toca com uma mensagem que diz que no chão há uma arma, carregada com uma única bala. Juntos, eles precisam decidir quem morre e quem sobrevive. Em poucos dias, outros pares de vítimas são sequestrados e confrontados com esta terrível escolha. À frente da investigação está a detetive Helen Grace, que, na tentativa de descobrir a identidade desse misterioso e cruel serial killer, é obrigada a encarar seus próprios demônios. Em uma trama violenta que traz à tona o pior da natureza humana, Grace percebe que a chave para resolver este enigma está nos sobreviventes. E ela precisa correr contra o tempo, antes que mais inocentes morram. (SKOOB)
Em tempos em que a literatura suplica por ideias e propostas inovadoras para o mercado, achar um livro que supra algumas dessas necessidades pode não ser uma tarefa fácil, pois é incontável o número de livros que lhe permitem clichês inacabáveis. Tive a sorte e a oportunidade de ter em mãos o livro ''Uní-Duni-Tê'' do autor M.J. Arlidge, livro o qual se inova por completo e que em contraste com a época do Halloween, se torna uma leitura perfeita.


Como de costume, vou confessar os meus pecados (hahaha); escolhi o livro pela capa, pois a mesma me conquistou à primeira vista, para vocês terem uma noção, só depois de ficar alguns minutos admirando-a é que fui conferir a sinopse, e adivinha... Aí foi unânime, eu teria de usufruir desse livro pois como já sabem, eu adoro livros que tenham mortes no decorrer de suas respectivas narrativas, e em ''Uní-Duni-Tê'' a morte se faz presente como uma última gota d'água, ou você mata, ou você morre, pois estamos lidando com serial killers, simples né? Por conter esse tipo de drama o livro foi de grande proveito pois coincidiu com uma fase a qual eu estava precisando dessa dose de adrenalina. Se você gosta de livros onde a cada novo parágrafo o autor te surpreende apresentando fatos densos de digerir, este, é uma ótima escolha! Sem mais delongas, vamos à resenha.


Helen Grace é uma detetive que representa muito bem a força feminina, determinada e com atitudes decisivas ela tem um cargo de muito respeito em sua área de trabalho. Entre os 'vai e vem' da vida as investigações nas quais trabalhava eram finalizadas com sucesso, digo sucesso pois conseguiam juntar todas as peças e chegar na resposta e pessoa certa. Porém como na vida nem tudo é sempre um mar de rosas, a vida profissional de Helen estava prestes a mudar com a chegada de um serial killer na cidade, ela e seus parceiros de trabalho são encarregados a investigar as mortes que passaram a acontecer, mal sabiam eles que teriam muita dor de cabeça pois não estavam lidando com um simples serial killer mas sim, com um 'jogo' macabro executado por um doente.
Um sobrevive, o outro morre. Não há alternativa.
Um grupo de pessoas estavam misteriosamente desaparecidas, o paradeiro delas já vinha sendo investigado pela força policial mas não desconfiavam de que poderia haver ligação com a chegada do serial killer na redondeza, ao coletarem informações e avançarem com as investigações, logo descobririam que estavam errados. Casos começaram a se conectar, os policiais juntos da detetive Helen notaram que duas pessoas por vez eram capturadas e mantidas em cativeiro e que as essas passariam pelo jogo macabro onde uma delas não iria sair viva.

Por estar levando mais tempo do que de costume para solucionar este caso, Helen orientou seus colegas de trabalho a não alarmarem as informações pois ela não queria que a população soubesse, e é nesse momento que o autor começa a usar seus 'truques' na manga, apresentando pistas, detalhando o jogo macabro e construindo a personalidade do serial killer, ele também nos conta fatos que mexem com a cabeça de quem está lendo, um deles é que uma psiquiatra que teve acesso às investigações/arquivos policiais acaba por descobrir que alguém dentro da força está de alguma forma agindo como traidor; após isso outras coisas um tanto quanto suspeitas passam a acontecer, só digo uma coisa a vocês, o melhor está para o final!


Uma boa parte dos leitores que também passaram pela experiência ''Uní-Duni´Tê'' acharam semelhanças entre o livro e o filme ''Jogos Mortais'', mas particularmente não tive a mesma impressão, achei que o autor inovou e conseguiu atingir seu objetivo pois quando peguei o livro para ler não conseguia parar, o modo com que ele construiu a narrativa uma coisa puxa a outra, sendo assim parar de ler e se desgrudar um pouco do livro,  não é  tão fácil né!?
Uma história espetacular!
-Jeffery Deaver - autor do best seller O Colecionador de Ossos.

Uma trama de dar frio na espinha.- Daily Mail (UK) 
NOTA:
M.J. Arlidge produziu um número considerável de séries para a TV, como Torn, The Little House e Undeniable. Ele também escreveu para a série da BBC Silen Witness. Uní-Duni-Tê, seu livro de estreia e primeiro thriller com a detetive-inspetora Helen Grace, já foi vendido para mais de 25 países e rapidamente se tornou um best-seller no Reino Unido. O autor mora na Inglaterra.

See you soon, Lucas! 

Comentários via Facebook

12 comentários:

  1. Não conhecia essa obra ainda!
    O título e a sinopse, de inicio, já me chamaram bastante a atenção.
    E apesar de não gostar muito do gênero, sua resenha me deixou bastante curiosa.
    A ponto de me deixar com vontade de conhecer o livro.
    Parece ser uma história e tanto.
    Gostei!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que minha resenha despertou sua curiosidade ;)

      Excluir
  2. Uaaaal Lucas, que resenha foi essa?!!
    A melhor q eu já li desse livro...Enredo perfeito!
    Mais do q nunca qro ler!
    Parabéns!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lucas!!
    Amei a resenha estou louca para ler esse livro!!
    Gostei muito da sinopse !! Esse livro promete!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lucas!
    Eu já estou com esse livro na lista dos desejados, desde que começou a divulgação. Espero poder adquirir em breve! Gosto muito desse estilo de leitura e a premissa me conquistou de inicio. Agora, lendo sua resenha, mais ansiosa e cheia de expectativas fiquei! Amo quando uma leitura prende você, e a cada página, você quer descobrir mais e mais do enredo. E pelo que você comentou, acho que esse livro é assim!
    Resenha perfeita, como sempre. Obrigada!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Márcia! ♥

      Creio que você irá gostar da 'pegada' do livro, apesar de narrar um tema mais pesado, é super envolvente ;)

      Excluir
  5. Oi Lucas,
    Com tantas indicações suas desse gênero estou começando a sentir o meu lado dark se aflorando hahaha
    Que livro hem? Já vi várias indicações desse livro como leitura para esse mês tenebroso, e apesar de não ler esse gênero confesso que fiquei completamente interessada em ler. Mesmo sendo um tema bem pesado que não me sinto confortável em ler ainda, vou anotar esse titulo para ler assim que tiver coragem.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Micheli! ♥

      hahaha deixe seu lado dark aflorar, deixe! ♥♥♥

      Excluir
  6. Nunca tinha visto esse livro, mas essa capa já me conquistou, já querooooo!! <3

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!