[Resenha] Confissões do Crematório - @DarkSideBooks

postado dia 14 setembro 2016

Titulo Original: Smoke Gets in Your Eyes: And others Lessons from the Crematory
Autora: Caitlin Doughty
Editora: DarkSide
Ano: 2016
Páginas: 260
Gênero: Autobiografia, Literatura Estrangeira, Não Ficção
Comprar: Lojas Americanas, Submarino, Shoptime

Sinopse: Ainda jovem, Caitlin conseguiu emprego em um crematório na Califórnia e aprendeu muito mais do que imaginava barbeando cadáveres e preparando corpos para a incineração. A exposição constante à morte mudou completamente sua forma de encarar a vida e a levou a escrever um livro diferente de tudo o que você já leu sobre o assunto. Confissões do Crematório reúne histórias reais do dia a dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos históricos, mitológicos e filosóficos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, ela desmistifica a morte para si e para seus leitores. O livro de Caitlin – criadora da websérie Ask a Mortician – levanta a cortina preta que nos separa dos bastidores dos funerais e nos faz refletir sobre a vida e a morte de maneira honesta, inteligente e despretensiosa – exatamente como deve ser. Como a autora ressalta na nota que abre o livro, “a ignorância não é uma bênção, é apenas uma forma profunda de terror”. (SKOOB)

Hey você, quer uma dose de morbidez? 

Hoje venho compartilhar com vocês minhas impressões sobre 'Confissões do Crematório' um livro que mexeu de tal forma comigo que torna difícil escolher as palavras certas para descrever tamanha serventia que tive.

Desde quando recebi a notícia de que esse livro estaria sendo lançado aqui no Brasil pela rainha das trevas editora DarkSide fui criando expectativas enormes sobre, e para atiçar ainda mais o 'fogo' da curiosidade a editora resolve criar essa edição fantástica, com uma arte incrível na capa que torna quase impossível não querer saber do que se trata.


O livro é narrado em primeira pessoa por Caitlin Doughty, autora do livro. Sendo uma 'autobiografia', Caitlin nos introduz à momentos de sua vida quais a tornaram quem ela é hoje. Desde sempre Caitlin soube que era diferente das outras garotas, ou melhor das outras pessoas para com assuntos sobre a vida e morte, onde grande maioria evita falar sobre esse assunto. Mas qual é o porque de tal comportamento?

Indiferente em diversos aspectos, aos 23 anos ela começou a trabalhar no Westwind Cremation & Burial um crematório na Califórnia, e este emprego a fez refletir, repensar e reformular a sua visão sobre a vida. Para Caitlin debater esse tema um tanto quando 'complicado' nos dias de hoje onde a sociedade se afoga em tantos esteriótipos e preconceitos, é passaporte direto para ser tachado de 'criatura das trevas', assim como ela foi. Trabalhar barbeando e queimando os mortos... não tinha um empreguinho melhor não, querida? Apesar da densidade do tema a autora ousou, digo, mostrou sua personalidade e acrescentou um homorzinho negro na narrativa que acabou por colocar fogo de vez em tudo; este foi um dos 'N' motivos pelos quais me apaixonei pelo livro.


Particularmente, sempre fui indiferente em relação à morte, desde muito pequeno recebendo ensinamentos de minha mãe fizeram com que eu tivesse uma visão e mente mais aberta para com assuntos não tão 'comuns'. Mesmo sabendo que a morte é a única certeza que temos, tenho de confessar que eu tenho muito medo dela, talvez pelo fato de existirem inúmeras teorias em relação, faz com que a gente pare e pense em nossos conceitos sobre o assunto.

Tudo simplesmente acaba ou há algo além da experiência de vida carnal? A resposta concreta nunca tivemos e nunca teremos, é algo muito pessoal, cada um se apega e acredita no que mais lhe convém.


Este livro foi de grande serventia para mim, fez com que eu me reavaliasse em diversos aspectos não só sobre a minha 'crença' sobre a morte. Pude tirar reflexões valiosas das experiências que foram compartilhadas na narrativa e ao finalizar o livro curiosamente me senti realizado, minhas expectativas foram todas supridas, não consigo achar um ponto negativo sobre o livro, tudo foi minuciosamente bem feito, o modo com que Caitlin usa as palavras para expressar suas emoções e fazer com que o leitor se imagine no lugar dela é admirável. Uma grande obra merece uma grande edição, e oque falar dessa obra de arte que a editora DarkSide produziu? Caveirinha, a senhora é destruidora mesmo, viu!?

Sem dúvida alguma recomendo a leitura independentemente de suas crenças, indiferença e ceticismo, esse livro merece ser lido pelo maior número de pessoas possível.

Termino essa resenha com um tapa na cara que recebi através do seguinte quote, leia e reflita ;)
Somos animais glorificados que comem, cagam e estão fadados a morrer. Não somos nada mais do que futuros cadáveres.

NOTA:

Caitlin Doughty (1984) é agente funerária, escritora e apresenta um canal no YouTube onde fala com certo humor sobre a morte e as práticas da indústria funerária. É a criadora da web série "Ask a Mortician", fundadora do grupo The Order of the Good Death (que junta profissionais, acadêmicos e artistas para falar sobre a mortalidade) e também autora de Smoke Gets in Your Eyes & Other Lessons from the Crematory.

See you soon, Lucas! 

Comentários via Facebook

16 comentários:

  1. Não faz muito meu estilo de leitura, então nem me interessei muito, :/

    ResponderExcluir
  2. Achei a ideia dele tão bizarra quando vi. Mas por ser bizarra é que parece genial.
    É um assunto bem controverso, não gosto muito de ler coisas do tipo e não acho que esse seja pra mim. Ao menos não no momento. Mas ele parece ser bem feito e levantar algumas questões interessantes para refletir. Além de ter um humor estranho.
    Bem, pra quem tem coragem ou gosta do tema é uma boa leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As partes com 'humor negro' são as melhores haha

      Excluir
  3. Oi, Lucas!
    Sou apaixonada pelos livros DarkSide, mas como não ser? Todos com capas lindas! E as premissas conquistam! Claro que quero muito esse livro. Estou super curiosa para ler. E lendo sua ótima resenha, fiquei bem mais motivada pela leitura do mesmo. Espero gostar tanto quanto você! Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcia, você vai gostar bastante acredito eu. E realmente, não amor as obras da caveirinha é uma missão quase impossível hahaha

      Excluir
  4. Oi, Lucas!!
    Simplesmente eu sou muito fã da editora Darkside. Eu adoro as capas que esse editora faz e esse livro não ficou diferente!! Eu amei sua resenha e com certeza quero ler esse livro fantástico!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que dizer das capas publicadas pela caveirinha do amor, né!? Uma mais que linda que a outra ♥

      Quando ler não esquece de voltar aqui e me dizer oque achou ;)

      Excluir
  5. Oii Lucas! Não preciso dizer que eu amei não né? rsrs
    Nossa eu estava ansiosa pra ler uma resenha desse livro, que pelo visto é top!!
    Não tenho dúvidas que me divertirei com essa leitura!
    Bjs e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhuuul! Não esquece de me dizer oque achou da leitura ;)

      Excluir
  6. Já comprei O confissões do crematório, agora me deu mais vontade de ler depois dessa resenha XD
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  7. Adoro os seus textos, e esse não foi diferente.
    Amei esse livro♥

    ResponderExcluir
  8. Oi Lucas!
    Quando vi o lançamento desse livro fiquei intrigada e muito curiosa para conhecer os relatos dessa “vida mórbida”. Achei um enredo muito interessante e original, e apesar de não ler esse tipo de livro, quem sabe dou uma chance futuramente. Gostei muito de saber que o livro nos remete a reflexões valiosas sobre a morte. Parabéns pela resenha ;)
    A DarkSide está arrasando nos lançamentos, são obras primas! Ainda não tenho nenhum livro :/
    Beijos

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!