[Resenha] Holy Cow: Uma fábula Animal - @editorarecord

postado dia 02 março 2016

Titulo Original: Holy Cow
Autor: David Duchovy
Editora: Grupo Editorial Record
Ano: 2015
Páginas: 208
Gênero: Literatura Estrangeira, Humor, Comédia
Comprar: Americanas, Submarino, ShopTime.

Uma aventura irreverente e itinerante com muita personalidade, e uma heroína quadrúpede que você não vai esquecer tão cedo. Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade. Até o dia que resolve sair sorrateiramente do pasto e se vê atraída pela casa da fazenda. Através da janela, observa a família do fazendeiro reunida em volta de um Deus Caixa luminoso – e o que o Deus Caixa revela sobre algo chamado “fazenda industrial” deixa Elsie e tudo o que ela sabia sobre seu mundo de pernas para o ar. A única saída? Fugir para um mundo melhor e mais seguro. Assim, um grupo para lá de heterogêneo é formado: Elsie; Shalom, um porco rabugento que acaba de se converter ao judaísmo; e Tom, um peru tranquilão que não sabe voar, mas que com o bico consegue usar um iPhone como ninguém. Munidos de passaportes falsos e disfarçados de seres humanos, eles fogem da fazenda e é aí que a aventura deles alça voo – literalmente. Elsie é uma narradora marrenta e espirituosa; Tom dá conselhos psiquiátricos com um sotaque alemão um tanto forçado; e Shalom, sem querer, acaba unindo israelenses e palestinos. As criaturas carismáticas de David Duchovny indicam o caminho para um entendimento e uma aceitação mútuos dos quais esse planeta tanto precisa. (Skoob)

Qual é a visão que você tem dos animais? Simplesmente são seres irracionais e submissos aos humanos? Caro leitor as coisas não são bem assim.

Quando recebi o livro confesso que não estava super animado para lê-lo, mas você deve saber que as coisas mudam e as primeiras impressões que tive de que este seria um livro totalmente infantil, estavam totalmente erradas. Junto ao livro recebi uma carta escrita pela nossa querida protagonista Elsie, e a partir dessa pequena apresentação ela me conquistou. Risos espontâneos surgiam em meu rosto através do modo com que a história é narrada, o ''VACAbulário'' e ironia bovina presentes nesse livro, torna a leitura super agradável e leve, quando me dei conta eu já tinha terminado o livro em poucas horas.


Imagine um mundo, uma realidade em que os animais conversam entre si, fazem fofocas sobre seus donos e de certa forma vivem como se fossem humanos, imaginou? Pois bem, agora conheça Elsie Bovari, uma vaca irreverente e segura de si, com uma personalidade ''muuito'' marcante e admirada, uma vaca inteligente e escritora, isso mesmo, eu disse escritora! Ela é patrocinada e supervisionada pela Editora Record que dá palpites e ideias sobre a história que Elsie escreve, e também tem a ajuda do ''Cow autor David Duchovny''. E se ''Mãe Natureza'' quiser, essa história terá uma brilhante adaptação ao cinema; esses são os objetivos da nossa amiga.


Elsie narra a sua própria história, nos conta como é viver em uma fazenda com as suas amigas bovinas e ser separada por cercas dos outros diversos animais que lá habitam também. Não posso esquecer de mencionar que ela também nos fala da suas impressões sobre os humanos, especialmente sobre os seus donos; ela meio que tem um carinho especial pelo filho mais novo pois quando é o dia dele ordenhar as vacas, ele o faz com cuidado e atenção, ou seja, além dele aliviar a sensação de que Elsie e suas amigas estão explodindo, as deixando magras e esbeltas, ele é muito carinhoso com todos os animais. Diferentemente do filho mais velho, um adolescente que vive com o celular na mão, como se o aparelho estivesse grudado nele; Elsie reparava que todas as atividades da fazenda ele fazia com uma mão só para não ter que largar o seu amado aparelho, quando era a vez dele fazer a ordenha, ele era bruto e sem noção pois queria que as vacas acelerassem o processo para que ele terminasse logo essa tarefa.

A realidade e ideias da nossa amiga bovina mudam quando certa noite após escapar para um ''encontro'' com os touros do outro lado da cerca junto com a sua melhor amiga, Elsie resolve ir espiar a casa dos seus donos, e da janela ela vê uma espécie de caixa falante e que mostrava oque eram/são feitos com os animais no frigorífico, e isso a deixa em pânico, toda a impressão que ela tinha sobre os humanos antes, agora está bem pior, ela passa os ver como monstros e não quer ter o mesmo destino das suas amigas da espécie e acabar no prato do seus donos. Após dias de pânico, e tentando armar a sua fuga da fazenda, ela descobre e rouba um mapa na casa dos donos, enquanto fazia isso dessa vez na caixa falante, passava um documentário sobre a Índia, consecutivamente ela descobre que as vacas são sagradas lá e jamais acabam no prato de alguém. ''EU TENHO QUE IR PRA ÍNDIA''. Agora, Elsie já tem um destino para sua fuga, mas ela não esperava que um porco e um peru ficassem sabendo das suas intenções de fugir da fazenda, nessa aventura mundo a fora estão: uma vaca, um porco e um peru, todos tem ideais diferentes mas juntos irão buscar seus objetivos. A aventura começou! =D


Recomendo esse livro para todo mundo, independente de idade, pois essa é uma fábula envolvente, que por mais que conte algo fictício a mesma não deixa de criar novos ideais e novas reflexões nos leitores.

NOTA: 
David Duchovny é ator, roteirista, produtor, diretor, escritor, compositor e cantor. Ele é mais conhecido por seu papel como o agente Fox Mulder no seriado de ''TV Arquivo X'' e como o escritor Hank Moody na série ''Californication'', ambas atuações premiados com o Globo de Ouro. Ele é bacharel em Literatura Inglesa pela Universidade de Princeton e mestre em Literatura Inglesa pela Universidade de Yale.
See you soon, Lucas!

Comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Também não achei muita graça nele pra ler, vendo assim sem saber nada. Mas com a resenha dá pra perceber que é uma boa história, o livro tem uma carinha de ser cativante. E é diferente, ao menos pra mim. Não leio contos desse tipo há tanto tempo. Talvez dê uma chance pra esse e confira, parece valer a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estava na mesma situação antes da leitura Cris. Quando der, leia sim. Vale a pena =)

      Excluir
  2. "Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade"
    Comecei a rir desde a sinopse do livro!!
    Cara, há quanto tempo eu não leio uma fábula kkk eu adorava esse tipo de história quando era criança, mas no decorrer que o tempo foi passando e eu fui crescendo, minha leitura foi "amadurecendo" também.
    Adorei a temática do livro e tenho certeza que eu iria dar boas risadas com ele (sou bem boba kk dou risada de qualquer coisa!)
    Você poderia me dar de presente, esse livro, Lucas. Eu aceito u.u kk'
    Beijinhos ><

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk eu também ri muito logo na introdução =D é um bom livro!

      Excluir
  3. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro mas adorei a ideia, a capa já me conquistou e lendo a resenha gostei muito da Elsie Bovari com certeza uma protagonista bem diferente mas ela consegue nos conquista deixando bem interessada na historia e também achei a ilustração !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Suzana, como vai?
      A Elsie é uma fofa de fato haha você vai amá-la! Leia assim que puder, super recomendo! =)

      Excluir
  4. Muito bonito a capa do livro e a estória parece bem interessante e pode ser até lida para crianças!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Viviane. Um dos objetivos da história é ler para as crianças, mas este livro tem algo especial, nossa protagonista é muuuito cativante e agrada até os adultos =)

      Excluir
  5. Primeiramente pensei que seria uma história para o publico infantil, apos ler a resenha fiquei instigada. Achei super fofinho os desenhos hahaha
    Ótima resenha, espero ter a oportunidade de ler o livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Clara!

      Parece que a primeira impressão que todos estão tendo a mesma, né? haha quando tiver a oportunidade, leia sim =)

      Excluir
  6. confesso que quando olhei a capa nao me interessei nem um pouquinho , mais ver você assim falando desse livro , fiquei bem interessada ,adoro livros de comédias e que envolve animais hahah , concerteeza ja quero ler e gente essa piadinha no começo da carta sem palavras hahaha adorei ! pretendo ler sim !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha que bom saber que a resenha mudou sua impressão, Raquel! É uma leitura super leve, quando se der conta já vai estar nas últimas páginas!

      Excluir
  7. O livro parece ótimo e bem divertido, adorei a resenha!
    Com certeza vou ler.

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!