[Resenha] A Rainha Vermelha - Editora @CiaLetras

postado dia 05 setembro 2015

A Rainha VermelhaTítulo Original: Red Queen
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Série: Livro 1
Ano: 2015
Páginas: 424
Gênero: Distopia

Comprar: Submarino
O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração. (SKOOB)
Vermelho e Prata, assim é dividia a sociedade ontem Mare Barrow vive. Vermelho são as pessoas comuns, os trabalhadores. Já prata são as pessoas da nobreza, ricas e que possuem determinados "dons" sobrenaturais.


Mare é uma vermelha, que vive em um vilarejo humilde e que já aceitou seu futuro na guerra. Uma coisa que ela odeia? Os prateado. Os vermelhos que não aprendem um oficio - como a irmã de Mare, que aprendeu a costurar - são automaticamente enviados para guerra. Guerra que acontece entre o principado onde vive com os principados ao redor pelo poderio sobre as águas do mar.


Kilorn é o melhor amigo de Mare desde a infância, após ficar órfão ele felizmente conseguiu um pescador como tutor para poder lhe ensinar o oficio, o que deixou mare feliz e tranquila, por saber que assim o amigo não teria o mesmo destino que o dela. Porém, o tutor de Kilorn morre, e por não ter completado o aprendizado e estar perto de completar a idade do recrutamento, Mare e eles acreditam que vão acabar tendo o mesmo futuro: A Guerra.

Decididos a não irem para a guerra, Mare e Kilorn tentam fugir, mas precisam de ajuda. Eles conseguem ajuda, porém essa ajuda tem um preço muito elevado, uma grana que nem Kilorn e muito menos Mare tem. Depois de uma tentativa frustrada de tentar roubar prateados para conseguir essa grana, Mare volta ao seu vilarejo e ao andar pela noite acaba decidindo roubar um rapaz que vê saindo de um bar.



Esse rapaz é Cal, ou melhor o Príncipe Tiberia VII, e Mare não faz ideia disso. Ela só descobre isso no dia seguinte, quando é convocada ao castelo para trabalhar lá. No primeiro dia de Mare no castelo, grandes revelações e reviravoltas acontecem na vida dela. Por causa de um acidente, ela caba descobrindo que possui um Dom Sobrenatural igual aos prateados, o que deveria ser impossível pelo fato do sangue dela ser Vermelho.

Tentando controlar o estrago que uma revelação como essa poderia fazer, o rei inventa uma mentira. Mare passa a ser Marrena, a filha perdida de um capitão de guerra Prateado. Maven, o filho mais novo do rei que até então poderia escolher sua noiva, terá de se casar com Mareena.

Dividida entre os sentimentos por Maven e por Cal, Mare vai tentar descobri quem ela é realmente e como pode usar ao seu favor e ao favor dos rebeldes sua estadia dentro do castelo para derrubar o rei e todo o reinado de soberania dos Prateados. 




Meu Deus!!! Que livro é esse? Já preciso da continuação na minha casa , tipo pra ontem!

Antes mesmo da Editora Seguinte publicar a tradução , eu já tinha ouvido falar sobre esse livro (como alguns já sabem eu comecei a ler em inglês esse ano , então fiquei pesquisando quais livros estavam bombando lá na gringa e Red Queen estava!) e confesso que estava super curiosa. O povo lá fora estavam surtando com esse livro!


Uma das coisas que mais me chamou atenção nesse livro é a forma como a autora conseguiu mesclar elementos sobrenaturais a uma narrativa distópica, e comum ( na medida que poderia uma história real) de uma forma muito equilibrada. Existe uma harmonia muito grande me todos os elementos da trama o que aproxima muito da realidade e faz com que o leitor embarque numa aventura alucinante.

A autora escreve de uma forma que prende o leitor a narrativa, aumentando a expectativa dele a cada pagina. O encadeamento dos fatos acontecem de uma forma muito eletrizante, é muito dinâmico o ritmo da narrativa dela. O que particularmente eu acho que condiz bastante com o enredo e só beneficia a trama.
As personagens são muito interessantes,porque eles são muito humanos, eles não são aqueles personagens 100% bons e nem 100% ruins. A Mare é uma personagem muito forte e eu simplesmente to apaixonada por ela. O Cal , também foi uma personagem que me conquistou bastante, principalmente por ter essa dualidade de ser bom e mau aos olhos do leitor.



Rola um triangulo amoro entre os irmãos - Maven e Cal- e Mare. Desde o inicio eu já tinha o meu preferido #meushipper #ninguémsai hahaha. Porém no decorrer da narrativa a autor vai jogando com as personagens de uma forma que pode levar o leitor a ficar dividido entre os irmãos. Eu mantive meu Shipper, não vou falar qual é pra não rolar um possível spoiler haha.

É fã de distopia? Então corre pra ler esse livro porque vale muito a pena. Nunca leu uma distopia?Esse livro é uma ótima pedida para se inserir nesse mundo.

Ps.: Editora Seguinte trás logo a tradução pro Brasil hahaha.



Nota:

Cresceu em Massachusetts e frequentou a Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles. Formou-se como roteirista e tenta combinar seu amor por história, explosões e heroínas fortes na sua escrita. Seus hobbies incluem a tarefa impossível de prever o que vai acontecer em As Crônicas de Gelo e Fogo, viajar e assistir a Netflix.

Beijos, Anna (

Comentários via Facebook

1 comentários:

  1. Esse livro me ganhou pela capa!!
    Ótima resenha!
    beijos
    http://blogandocomadeni.com.br/

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!