Titulo Original: The Duke and I
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Série: Os Bridgertons - Livro 1
Ano: 2013
Páginas: 288
Gênero: Romance histórico
Compar: Submarino, Saraiva

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida. (SKOOB)
Antes de começar a resenha do livro preciso fazer uma pergunta: Vocês sabem o que são Romances de banca? Ok, então vamos lá.

Parafraseando uma amiga: Romances de banca são aqueles livrinhos com capas pra lá de constrangedoras que vemos nas bancas de jornais e nos sebos. Ao longo dos anos esses livros já foram chamados de romances florzinha, literatura de mulherzinha e entre outros, mas eu particularmente prefiro a nomenclatura romance de banca, pois exemplifica bem o que eles são, romances vendidos em bancas de jornal.

Entenderam? Bom, partindo desse conceito, o livro que venho resenhar hoje é um Romance de banca, que teve seus direitos comprados e está sendo lançado pela Editora Arqueiro aqui no Brasil. 

"O Duque e Eu" foi apresentado a mim por essa mesma amiga, que é simplesmente viciada em romances de banca (Imaginem 788 livros lidos, sim isso mesmo! Créditos: Skoob), bem antes de ele ser relançado, e de inicio eu fiquei bastante curiosa para ler. Entretanto, o fato de não ter o livro em mãos e na época ter apenas o computador, dificultou bastante a leitura, com isso acabei desanimando e deixando para lá. 























Até que a Editora Arqueiro (Sua linda! *-*) anunciou o lançamento da série "Os Bridgertons" e o meu interesse voltou, pois tendo ele em mãos seria bem mais fácil. Então, na bienal do livro de 2013 eu acabei comprando o livro, que hoje é um dos meus romances preferidos e eu saio por ai recomendando para todo mundo que conheço e gosta de ler.

"O Duque e Eu" é o primeiro volume de uma série de oito livros, chamada "Os Bridgetons" escrita por Julia Quinn. Nesse primeiro livro temos uma visão geral de quem são os personagens e suas características. Contudo, a história é voltada para Daphne, a irmã Bridgerton mais velha.























Uma das coisas que achei bastante interessante no livro é que, logo no inicio, antes de a história realmente começar temos um tipo de árvore genealógica e isso facilita muito na hora entender a ordem dos livros.

Simon Basset passou seis anos viajando e depois desse longo tempo resolve voltar para sua cidade e tomar conta de tudo que passou a ser seu depois que ganhou o título de Duque de Hastings, que pertencia a seu pai.

Tipico mocinho, bonito, rico e solteiro, Simon passa a ser o alvo principal das mulheres solteiras da cidade (e cá entre nós, esse povo só pensa em casamento, rs). Contudo, Simon não é como os outros e está firme no proposito de nunca se casar.

“- As mães da sociedade, seu tolo. Aqueles dragões cuspidores de fogo que têm filhas em idade de casar, que Deus nos ajude. Você pode fugir, mas é impossível se esconder delas. E devo alertá-lo para o fato de que a minha é a pior de todas. – Minha nossa... E eu pensando que a África era perigosa.”

E então, em um dos muitos bailes que Simon se sentiu obrigado a comparecer, ele acaba conhecendo Daphne, que até então ele não sabia que era irmã de seu melhor amigo, e ex-colega de faculdade, Anthony Bridgerton. Simon se encanta por Daphne logo de imediato, e eles acabam ficando amigos dai para frente (Não posso contar como isso acontece, rs).























A relação entre Daphne e Simon é bastante divertida e engraçada, daquelas que faz você ficar com sorriso bobo durante a leitura. Mas, apesar disso o romance deles não acontece logo no inicio da história e isso faz com que criemos até certa expectativa. 

"O Duque e Eu" foi o primeiro livro li que da Julia e a única coisa da qual me arrependo é não ter lido ele antes, e com toda certeza lerei os próximos(Obrigada Arqueiro por lançar os outros!), já os coloquei na minha meta de leitura desse ano e não deixarei passar.

Para aqueles que não leram ainda, vai ai um conselho: Não demorem muito, pois estão perdendo uma história de amor maravilhosa que vai te fazer querer viver nela!

Quanto a diagramação, o que falar? A Editora Arqueiro mais uma vez arrasou na diagramação, as páginas são amareladas e durante a leitura não encontrei nenhum erro, embora eles tenham trocado alguns dos nomes dos livros, mas, bom isso é assunto para outro post.

NOTA:


É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o Romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico.

Beijos, Fernanda Gonçalves :)

Comentários via Facebook

13 comentários:

  1. Oláá!!

    EU não li nada da Julia ainda, mas não consigo mais esperar mais para comprar.
    Gosto muito das capas e depois que vi que a editora lançou todos, eu falei que ia comprar porque ODEIO esperar hahahaha

    A escrita da autora parece ser incrível e envolvente o que me chama super atenção também, minha meta é ler romances de época esse ano, faz muito tempo que não leio :(


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      Então, sofro com a mesma coisa, essa espera para lançar os livros é torturante, acho que eles venderiam muito mais livros se fossem lançados de forma seguida.
      Apenas cinco dessa série foram lançados no Brasil, ainda faltam quatro se não estou enganada, rs.
      A escrita da autora é realmente incrível, na minha opinião ela é uma Jane Austen atual :)
      Espero que goste dos livros quando for ler *-*

      Beijos,

      Excluir
  2. Gosto muito de romances de bancas, eles são os meus remédios para um ressaca literária, eu ainda não li nenhum livro dessa série, porém já comprei o primeiro, falta chegar!!

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wanderléa!
      São mesmo, eles são ótimos e servem perfeitamente como passatempo também :)
      Tomara que você goste de "O Duque e Eu" :D

      Bjs,

      Excluir
  3. Que lindooo!!Ameeeeeeiiiii o livro através da resenhaaa!!
    Perfeito
    http://blogandocomadeni.blogspot.com.br/
    Beijooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denilze!
      Obrigada! Fiquei feliz que tenha gostado! *-*

      Bjs,

      Excluir
  4. Eu adoooro romance de banca. O triste é que a maioria recebe uma tradução/revisão para lá de porca, é uma completa raridade ver alguma editora boa como a Arqueiro lançando. E este ainda foi traduzido pela Ana Resende, que é uma das minhas tradutoras favoritas.

    A Julia Quinn pegou meu coração de jeito e conseguiu usurpar da Patrícia Cabot o posto de melhor-escritora-de-romance-histórico. A série Os Bridgertons é toda maravilhosa e os outros livros vão ficando cada vez melhores ♥

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elisa!
      Exatamente, a maioria deles não tem o valor que merece! O pior é que a história as vezes é tão boa quanto um best-seller, ou até melhor.
      A Julia é fantástica! Pra mim os livros dela ocupam a posição dos favoritos e não abro mão de tê-los na minha estante para poder quando quiser *-* Mal posso esperar pelos próximos!

      Bjs,

      Excluir
  5. Feeeeeee, eu me diverti com a sua resenha. Ficou tão legal, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha! Que bom que gostou :)
      Sua aprovação é importante, você é a rainha dos romances de banca xD

      Bjs!

      Excluir
  6. Não cheguei a ler esse livro quando ele era romance de banca, mas essa edição da Arqueiro eu li e amei. To acompanhando a série aos poucos e gostando muito, principalmente do toque de comédia que a autora coloca nos romances.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!
      Também não li o livro quando ainda era romance de banca, mas já conhecia a história, por isso assim que tive a oportunidade fui logo comprar. Confesso que no começo até tinha medo, afinal é uma série de 8 livros, bem grandinha, né?
      Também estou acompanhando aos poucos e já tenho o segundo livro em mãos, pretendo lê-lo logo :D

      Bjs!

      Excluir
  7. Eu comprei o quarto volume
    Quero ler desdo primeiro falta muitos ainda para comprar

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!