Titulo Original: Eleanor & Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Ano: 2013
Páginas: 328
Gênero: Romance, Ficção Norte-Americana 
Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo. (SKOOB)

"Uma linda e perturbadora história de amor." - Palavras de ninguém mais, ninguém menos, que John Green - autor do romance 'A Culpa é das Estrelas'. Por ai já da para ter uma ideia de quão inesquecível é 'Eleanor & Park'.


Nossa história começa no ano de 1986, e o ônibus escolar do ensino médio é o nosso cenário. Eleanor é uma jovem desajustada, seus cabelos ruivos e suas roupas gastas, grandes e masculinas não a  deixam passar despercebida. O que é um prato cheio para galera do fundão. Park também é visto como um tipo esquisito pela galera, ele é descendente de coreanos, um magrelo que pratica artes marciais. Está sempre caladão, com seus gibis e fone de ouvido, e são essas características que também fazem dele um alvo fácil, mas nem tanto como Eleanor.

Park mora no bairro desde que se conhece por gente, e sua família também sempre residiu ali. Já Eleanor acaba de se mudar, ela mora com a mãe, quatro irmãos e o padastro bêbado e violento que a expulsou de casa a um ano atrás. Mas mesmo não tendo uma vida fácil a garota não é daquelas que vive se lamentando pelos cantos. E é no momento em que todos no ônibus estão protegendo os acentos disponíveis a fim de zombar da cara dela, que Park age com indiferença, dando assim oportunidade de Eleanor conseguir um acento. Daí por diante ambos passam a se encontrar duas vezes ao dia, tanto na vinda como na ida do bairro para a escola, e é através dos gostos em comum por gibis e musicas que Eleanor e Park dão inicio a um relacionamento inaceitável, tanto para seus colegas de escola como para seus familiares.


O livro é narrado em terceira pessoa, e os capítulos vão se alternando, horas focando em Park, horas focando em Eleanor, o que nos dá a chance de conhecer melhor os personagens. Rainbow Rowell também aproveitou para enriquecer a história fazendo citações de várias bandas e musicas do rock dos anos 80. Isso e as demais características da época, me fizeram gostar ainda mais do enredo, dando ao mesmo aquele ar de singularidade, aperfeiçoando o clichê que há na premissa, e o diferenciando de qualquer outro romance.

Porém meus sentimentos por essa obra vão muito além do romance, pois não só encaramos a dificuldade de um amor impossível, como também lidamos com assuntos como bulling e violência domestica. Saber que isso faz parte do nosso cotidiano, que tem muitas Eleanor por ai sofrendo com as piadinhas colegiais sobre suas roupas, enquanto dentro de casa a mãe submissa a um homem covarde, bêbado e abusivo, não enxerga - ou não quer enxergar - o que está embaixo do seu nariz, é de partir o coração. Contudo, Eleanor é uma personagem muito forte, seu jeito durona de encarar as situações me fizeram lacrimejar já na página 55. E Park é o mocinho mais meigo, fofo, lindo e apaixonante dos últimos tempos. Mesmo em meio aos seus conflitos internos com os padrões de aceitações da sociedade, ele amou, se entregou de corpo e alma, e se dispôs a fazer de tudo para proteger esse amor. 


Infelizmente essa história não tem um final feliz, e eu fiquei desesperada por uma continuação. Não é possível que Rainbowm me deu algo para amar, algo para zelar, algo que passou a fazer parte de mim, parte dos meus sentimentos, pra no fim me fazer sangrar. Olha eu sendo dramática. Mas essa é a mais pura verdade. Por mais que 'Eleanor & Park' seja uma leitura fluente, eu fiz o possível para retardar o fim da história, e assim passar o máximo do meu tempo com esses personagens, com o amor sincero e imperfeito de Eleanor e Park.


Concluindo, essa não é mais uma tipica história de amor onde a garota feia e nova na escola, tem seu final feliz. Essa é a história de duas pessoas desajustadas que se amam e vive esse amor conforme e até onde é possível. 'Eleanor & Park' nos mostra o quão cruéis podemos estar sendo em julgar uma pessoa pela sua cor, seu cabelo, ou suas roupas. Nos faz reviver a beleza do primeiro amor, e como é emocionante descobrir as sensações deste sentimento novo. Nos faz ficar sem folego e apreciar gestos simples como uma caricia na mão, ou um enrolar de mexa de cabelo. 'Eleanor & Park' é sem duvidas o romance do ano, aquele que não vai te deixar esquece-lo tão cedo. O meu favorito no momento!

NOTA:

Sobre uma continuação, não me restam duvidas de que a autora tem brechas na história para isso, visto que muitas coisas para mim - e aposto para todos que leram - ficaram sem uma resposta exata. Porém se seu propósito é realmente deixar que a nossa imaginação nos leve ao final que queremos ver, vamos ter que viver para sempre com esse buraco em nossos coraçõezinhos. Mas a boa noticia é que o livro vai sim virar filme, e em 2015 teremos a oportunidade de estar de novo - mas de uma forma diferente - com 'Eleanor & Park'. 


Comentários via Facebook

23 comentários:

  1. Oie,
    nossa curti o livro.
    Já tinha visto a capa por aí, mas nunca tinha lido uma resenha. Adorei!!
    Vai para os desejados :)

    bjo

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tinha ideia de quão bom ele era até começar a lê-lo mesmo!! Amei, é meu favorito dos últimos tempos <3

      Excluir
  2. Oi Thais :)

    Primeiramente parabenizo-a pela excelente resenha, ficou ótima! Esse livro me desperta bastante atenção, principalmente devido ao enredo que pelo o que li da sua resenha, não explora só o romance. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ha, obrigado Gabriel!! Super recomendo a leitura ;)

      Excluir
  3. Acho que a sua resenha é a melhor que já li desse livro. Você conseguiu transmitir todo o espirito da obra. Nem preciso dizer que estou doida pra ler, né? *-*

    Beijos,
    Pitada de Cultura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Gabi? Juro que o livro foi tão bom que chega a parecer que eu não me expressei direito na resenha. Mas fico deliz de saber que vc pensa assim! Obrigado <3

      Excluir
  4. Ainda não conhecia esse aí. Já me apaixonei pela capa. Logo que li a sinopse imaginei As Vantagens de Ser Invisível que é um dos meus livros preferidos. Sou apaixonada pela juventude dos anos 80, e acho que vou amar esse livro. Vou procurar ler e depois conferir a adaptação.
    beijos!
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale Lu, preciso ler As Vantagens de Ser Invisível tbm! Eu assisti o filme e adorei. Tenho o livro aqui mas ainda não deu tempo de ler.

      Excluir
  5. Dizem que esse livro é muito bom mesmo! Tenho muita vontade de lê-lo! Poxa, mas você já contou que o livro não tem final feliz e confesso que isso me desanimou um pouco, né. Beijos.

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é uma informação dada logo nas primeiras páginas dele flor, mas não desanime, o livro é incrível

      Excluir
  6. Hm... hm... Não faz isso comigo, Thais, pelo amor. Ainda não li um comentário negativo em relação a "Eleanor & Park" e minha curiosidade está a mil, senhooor. Preciso dizer que eu p-r-e-c-i-s-o?

    Beijão
    P.s: sobre sua pergunta em relação a semelhança entre "Os Três" e "Filhos do Fim do Mundo", ainda não li FdFdM, então ainda não posso te dizer com certeeeza se há realmente alguma, mas fui ler a sinopse de Filhos do Fim do Mundo e parece ter uma pegada mais parecida sim :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina eu gostei da premissa de FdFdM, mas odiei a forma arrastada que foi a leitura, então fico com um pé atrás com Os Três.
      Pode ler E&P amiga, p livro é perfeito, o ruim é que bateu aquela ressaca sabe, nada supria essa minha ultima leitura. hehe

      Excluir
  7. Poxa flor eu já tinha muita vontade de ler, por conta de tratar de um relacionamento geek e de bulling, mas agora lendo essa resenha vi que trata também de violẽncia doméstica, isso me deixou curiosa, é um livro bem intenso não é???

    ResponderExcluir
  8. Oi Thais!

    Ganhei o livro no sorteio da NS e estou ansiosa para ler, a história pelo visto é tocante e cheia de ensinamentos, gostei muito da sua resenha, pretendo ler em breve e acho que vou gostar. :D

    Beijos.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que irá gostar sim amiga, e vc foi bem sortuda heim, parabéns!!

      Excluir
  9. engraçado que já vi mta gente falando nesse livro e até então não tinha prestado atenção na história... deve ser um romance bem fofo ^^
    bjs
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Quero muito ler esse livro. Gostei muito da descrição da Eleanor e do Park. Achei super interessante e sérios os assuntos abordados no livros. Fiquei curiosa para saber o final da história e já estou sofrendo por antecedência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É de partir o coração certas coisas nele, mas é aquele livro que todos deveriam ler sabe? Muito bom!

      Excluir
  11. Quero muito ler esse livro, deve ser emocionante. Gostei muito das descrições dos personagens. Achei super interessante os assuntos abordados no livro, bulling e violência doméstica. Fiquei curiosa com o final e já estou sofrendo com por antecedência.

    ResponderExcluir
  12. Já li diversas resenhas deste livro, porém nunca me interessei por ele. A história ao meu ver me pareceu ser simples.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples é algo que não se aplica a este livro, ele é muito, mas muito intenso mesmo! Vale a pena dar uma chance Duda!!

      Excluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!