Eu, você ... nós #3

postado dia 31 agosto 2013

Dancing Queen

Os últimos raios luminosos começam a sumir no horizonte e sorrateiramente a penumbra invade o céu. Um par de minutos mais tarde, quando ela se permite olhar novamente para cima, a garota  é capaz de perceber a imponente lua cheia roubando toda a  atenção dos observadores. Silenciosamente ela pede a alguém - que nem ela ao certo sabe determinar quem - que naquela noite que se inicia, ela faça o papel da lua cheia, que ela seja capaz de roubar a atenção de todos aqueles que por ela passar. 

Os cabelos castanhos e extremamente compridos, estão mais lisos do que nunca antes estiveram. A maquiagem esta perfeita, o vestido que há algumas semanas fora escolhido abraça o corpo da garota com perfeição. Uma ultima checada no espelho do banheiro e ela se sente pronta para ir. 


Hoje é o grande dia, o dia da sua formatura. Durante alguns anos ela conviveu com muito daqueles que hoje ela se despediria, muitos que ela não veria por um longo tempo, muitos que seguiriam caminhos completamente opostos ao seu, muitos que se quer lembrariam dela um dia. 


dress

Tão sorrateira quanto a penumbra a garota chegou a festa, ela cumprimentou meia duzia de conhecidos em um canto, outra meia duzia mais para frente e caminhou em direção a seus amigos.  Ela não era a garota mais popular do colégio, ela não era a mais linda, mas para Dave e Anne ela era a melhor amiga que alguém poderia querer ter.

Algumas poucas palavras ditas, piadas internas contadas, dois ou quatro copos de uma bebida colorida qualquer, um pouco de alguma coisa comestível para poder forrar o estomago ou apenas pra manter a boca ocupada, vários pensamentos, algumas trocas de olhar e uma longa hora passada. 


De repente um som demasiadamente alto, mas inusitadamente confortável invadiu o ambiente. Gritos estridentes em comemoração são ouvidos, alguns comentários de satisfação são feitos, e então não há mais ninguém sentado, todos estão caminhando ou absurdamente correndo em direção a pista de dança. Oh, nem todos estão nesse processo, a garota que observou a noite chegar, que pediu para ser como a lua, ainda permanece em seu lugar, sentada assistindo a todo esse novo alvoroço.


 RESILIENCE. | via Tumblr

Uma quantidade indeterminada de musicas antigas, novas e mixadas explodem pelas caixas de som que circundam todo o salão de festa. Mas antes que a garota decida fazer qualquer coisa a musica começa tocar. Inúmeras vezes ela dançou, cantou e interpretou aquela musica em seu quarto, mais incontáveis então foram as vezes em que ela tinha assistido ao DVD de seu filme preferido - Mamma Mia - apenas para ouvir Meryl Streep cantando a sua musica.

Dancing Queen estourava nas caixas de som, e antes que a garota pudesse assimilar o que estava fazendo, ela já caminhava dançando em direção a pista de dança. Como que se transportada para seu quarto, a menina começou a dançar como já, exaustivamente, havia feito durante sua vida. A letra conhecida, era por ela cantada enquanto cada vez mais ela se envolvia com a melodia. De olhos fechados, ela dançava como se sua vida dependesse daquilo.

Sem perceber o mundo ao seu redor, a garota não se deu conta quando todos a sua volta parara para observa-la, não se deu conta de como naquele momento ela estava proporcionando a todos aqueles "muitos" de outra hora uma lembrança para guardarem para o resto de suas vidas, não se deu conta de que naquele momento o seu desejo estava sendo realizado, e ela havia se tornado a lua daquela festa.


Naquele momento a unica coisa que ela sabia é que era uma garota de apenas 17 anos, jovem e doce, uma garota capaz de dançar e se esbaldar, uma garota capaz de aproveitar o momento, uma garota que podia muito bem ser a Rainha da Dança. 


Allweloveit!

Me deem seus pensamentos verdadeiros sobre o que acharam do texto, e ouçam a musica porque vale muito a pena hahah.


Beijos , Anna (:

Comentários via Facebook

8 comentários:

  1. Uau... Amei seu texto. Gostei mas desse do que do anterior, não me leve a mau os dois são ótimos, mais sei lá achei mais emocionante. A só tinha escutado um pedacinho mais ela até que é legal.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, e o melhor é eu ter criado um quadro mental imaginando tudo isso acontecendo. Me transportando para o lugar dessa garota, me imaginando dançando a minha música, aquele momento que ficará marcado por toda a vida. Quando se dança você não precisa se preocupar em ser perfeito, apenas em ser você mesmo e se sentir livre enquanto se movimenta, cantando e sentindo a alma leve.

    ResponderExcluir
  3. Uhuuu ameii sua crônica Anna, o tema de formatura, balada, diversão me agradou muitíssimo. Você como ótima aluna de letras soube conduzir muito bem o enredo, que me envolveu e me fez aguardar e querer que minha tão aguardada formatura chegue logo *----*
    Beijooos.
    Lauro,
    http://entreversosepaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adoreeeiii...adoro seus textos..um mais lindo que o outro ^^ e já esperando o próximo ansiosa =D

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ahhh, nem sei o que é formatura, nunca fiz nenhuma....
    Mas a texto ficou legal de qualquer forma, passa bem a ideia.
    ps: amo, amo aaaamooo essa musica! Dou a loka ouvindo xD

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh.... A Formatura *-* A minha está quase, enquanto espero, só sonho com cada momento :)Você escreve com uma leveza e simplicidade que eu poderia ler um livro seu em menos de um dia Anna!
    Adoro seus textos <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que lindo o texto! Eu simplesmente amei *--* Nossa, você escreve muito bem, sério! Me identifiquei um pouco com a garota da história, mas acho que jamais faria o que ela fez, rs Não teria coragem! Mas só de imaginar, foi emocionante! A música é muito boa, já conhecia, rs ;)

    ResponderExcluir
  8. Adorei este conto. Eu imagino a loucura que deve ser para uma menina se aprontar para a formatura. Eu me arrumei tão rápido para minha... Muitas pessoas acham que situações como estas são insignificantes, eu descordo totalmente. Espero um dia ter uma filha como a garota do conto, que se ame.

    A música não poderia ter sido outra. Adorei a inclusão dela no conto.

    ResponderExcluir

É muito importante para um blogueiro saber o que as pessoas tem a dizer sobre seus textos, pois sem isso nenhum blog consegue sobreviver por muito tempo! Deixe seu link (se tiver blog) para que eu possa visitá-lo também!!

Seu comentário é a minha maior fonte de respostas!!