Titulo Original: Blood Kiss
Série: Legado da Irmandade da Adaga Negra - Livro 1
Autora: J.R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2016
Gênero: Romance Sobrenatural
Classificação: +18
Comprar: Amazon, Extra, Saraiva

Sinopse: Os guerreiros da Irmandade da Adaga Negra marcam presença em uma nova série, repleta de aventura e romances muito quentes...

Paradise, filha do Primeiro Conselheiro do Rei, está pronta para se libertar da vida restritiva imposta às fêmeas da aristocracia. Sua estratégia? Entrar no programa do Centro de Treinamento da Irmandade da Adaga Negra para aprender a lutar por si mesma, a pensar por si mesma... ser ela mesma. É um bom plano, até tudo dar errado. As aulas são inimaginavelmente difíceis, seus colegas de sala são mais inimigos que aliados e está bem claro que o Irmão encarregado, Butch ONeal, também conhecido como Dhestroyer, está atravessando sérios problemas em sua vida particular.

E tudo isso antes mesmo de ela se apaixonar por um colega de turma. Craeg, um cidadão comum, que não se parece em nada com o que o seu pai desejaria para ela, mas que é tudo o que ela poderia pedir em um macho. Quando um ato de violência ameaça pôr fim ao programa, e a atração erótica entre eles fica cada vez mais irresistível, Paradise é testada de maneiras que ela sequer poderia ter imaginado, o que a faz ponderar se é forte o bastante para reivindicar seu próprio poder dentro do campo de batalha e fora dele.

"Beijo de Sangue" é o primeiro livro da série "Legado da Irmandade da Adaga Negra", spin-off da série original, que, só para deixar claro, ainda não está finalizada. Sim! E a autora ainda me vem com uma série nova, onde essa mulher vai parar gente?!

Nesse livro a história será focada nos casais Marisa/Butch e Paradise/Craeg, esses últimos personagens já podemos ver em "Os Sombras", último livro lançado até então de IAN.


Paradise é filha do Primeiro Conselheiro do Rei Wrath e está mais do que pronta pra deixar toda a aristocracia comandada pela Glymera de lado e uma das coisas que ela faz para dar esse primeiro passo é tentar entrar para o programa do Centro de Treinamento da Irmandade da Adaga Negra.

O livro começa quando seu pai está em uma reunião com Wrath, onde o mesmo permite que ela participe do programa.


Porém, ao contrário do que Paradise achava, esse treinamento será nada fácil. Seu instrutor é nada mais, nada menos que Butch O'Neal, conhecido também como Dhestroyer, que está passando por problemas pessoais com sua Shellan, Marisa.

Em contrapartida, Paradise se apaixona pelo seu colega do programa de treinamento, Craeg e enquanto ele está focado no treino, ela só quer saber de outras coisas... Se é que me entendem.


Diferente dos outros livros da Irmandade, esse primeiro da série spin-off traz um romance mais leve, focado mais naquele jogo de conquista do casal, do na parte sexual e como uma fã dos outros livros, posso dizer que gostei muito, na verdade essa essência de romance era uma das coisas que mais sentia falta nos outros livros.

Mais uma vez Ward me surpreendeu com sua capacidade de criar história, a autora nem acabou uma história e já começou outra, fico imaginando se ela não se confunde com a quantidade de fatos que suas histórias possuem. De qualquer forma, os livros são maravilhosos e muito bem escritos, um dia quero ter essa capacidade, rs.


Uma coisa que preciso ressaltar é que, por mais que esse livro seja spin-off, a leitura dos outros da série "Irmandade da Adaga Negra" é essencial, pois alguns personagens podem nos deixar bastante confusos quando não o conhecemos.

Enfim, não tenho muito mais o que falar. "Beijo de Sangue" é simplesmente maravilhoso! Estou muito ansiosa para ler o próximo, tanto de IAN, quando dessa nova série, que sabe lá quantos livros vai ter, né? rs.


Recomendo muito o livro para quem gosta de um romance mais picante, com vampiros maravilhosamente lindos e uma boa dose de ação.

NOTA:

Jessica Rowley Pell Bird ou J. R. Ward vive no Sul dos Estados Unidos com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipe de um dos centros clínicos do país. A escrita foi sempre a sua paixão, e a sua ideia de Céu é um dia inteiro com mais nada além do seu computador, o seu cão, e a caneca de café. 

Beijos,
Fernanda =

Título Original: Woven
Autora: Michael Jensen e David Powers King
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 304
Gênero: Ficção, Literatura Estrangeira, Fantasia
Comprar: Americanas, Submarino.
Sinopse: TODO MUNDO FAZ PARTE DE UMA TRAMA. O sonho de Nels era ser cavaleiro do reino de Avërand. Filho obediente, ajudava como podia os moradores de sua pequena e tranquila aldeia. Querido por todos e tratado como herói, acreditava que logo seria selecionado como escudeiro da cavalaria. Mas isso foi antes de ser assassinado por uma figura misteriosa. Nels virou um fantasma, e agora só uma pessoa consegue vê-lo: a princesa Tyra, herdeira do reino e sua única esperança de entender o motivo do crime. A princípio, a jovem mimada não dá a menor confiança para o rapaz, mas, à medida que o mistério da morte dele vai se desenrolando, os dois percebem que têm em comum um segredo e um inimigo terrível, que pode se disfarçar de qualquer pessoa. Nels e Tyra não têm escolha. Precisam fugir do castelo, desbravar um mundo oculto repleto de magia e espectros sombrios e encontrar uma agulha, a relíquia capaz de remendar o que foi descosturado na Grande Tapeçaria. E o tempo corre contra eles, pois o fio de Nels está prestes a desaparecer para sempre. (SKOOB)
Olá pessoal, tudo certo? Espero que sim =)

Hoje vamos discutir sobre o livro 'Trama' dos autores Michael Jensen e David Powers King, obra que promete conquistar os fãs de fantasia e literatura estrangeira, sem mais prorrogações vamos a resenha ;)

A história se passa em uma época distante no reino de Averänd, e gira em torno de Nels um jovem que vive com sua mãe em um lugar um tanto quanto 'escondido' pela distância de tudo e de todos, filho único Nels é um amor de pessoa querido por todas as pessoas da vila onde mora e especialmente por sua mãe, uma costureira de grande talento que tecia desde as mais simples peças de roupa para se usar no campo até as mais sofisticadas roupas da realeza. Tecer e costurar 'pra fora' era uma das maneiras que trazia dinheiro e sustento para a casa, enquanto sua mãe trabalhava no tear Nels cuidava das plantações que tinham no campo de trás da casa onde moravam, a dedicação do garoto ao trabalho era algo surpreendente pois ele raramente saía com os amigos sempre estava disposto e favor de sua mãe, ele inúmeras vezes perguntara o porque de sua mãe o deixar tão recluso, ela apresentava uma espécie de medo de que algo ruim pudesse acontecer a ele assim como aconteceu com o seu pai que fora assassinado. Nels não entendia o porque de tal receio/medo, as explicações que sua mãe dava eram muito vagas e ela sempre arranjava um modo de se esquivar das perguntas do filho como se estivesse escondendo alguma coisa.

Das raras vezes em que sua mãe permitia que Nels saísse um pouco para se distrair, ele sempre gostava de se encontrar com os amigos da vila onde morava, uma das 'brincadeiras' que mais faziam era a de lutar, quem vencesse a partida seria considerado o mais forte da vila, Nels adorava isso pois ele tinha o sonho de algum dia ser coroado cavalheiro do reino de Avërand, as pessoas acreditavam que ele rapidamente atingiria seu sonho pois era um exemplo de garoto tanto na educação que recebera quanto nas habilidades físicas que apresentava, sua agilidade e força eram notáveis. Outro motivo que fazia com que os moradores da vila acreditassem ainda mais na sua capacidade de se tornar cavalheiro era que o garoto havia ajudado muita gente e continuava ajudando por mais que ele também precisasse ser ajudado, por tais atos ele era reconhecido como ''O Cavalheiro de Vila das Pedras''. O sonho de ser cavalheiro da realeza era repreendido por sua mãe, ela tentava de todas as formas tirar da cabeça de Nels que essa não era uma boa ideia muito menos um bom objetivo de vida; isso o deixava frustrado pois sua mãe o limitava ao extremo e querer interferir nos sonhos que tinha, era de mais!


O festival anual da Vila das Pedras estava chegando, nesse festival os moradores vendiam seus produtos e festejavam pois o casal real viria até a vila para a celebração e como de costume escolher novos cavalheiros da realeza, seleção a qual era feita todos os anos. Nels nunca havia participado do festival pois nunca tivera permissão de sua mãe para ir e como ele era um bom filho nem ousava/pensava em desobedecer, mas este ano o festival prometia ser diferente e melhor do que as celebrações passadas, os amigos de Nels estavam super empolgados para que a data do festival chegasse logo pois acreditavam que seriam escolhidos e coroados como cavalheiros de Avërand. Após tantas repreensões feitas por sua mãe, Nels estava meio que aceitando a realidade e acreditando que ele nunca seria cavalheiro, seu destino não teria de ser esse, não teria de ser igual ao de seu pai; sendo um tanto quanto alienado por sua mãe o garoto passou a afirmar que desistirá do seu sonho e ela de certa forma estava feliz por isso. Mas como sabemos e esperamos sempre dois lados da história com essa não seria diferente, a mãe de Nels tinha suas razões em tentar protegê-lo tanto, o privar do mundo exterior; o pai de Nels era cavalheiro e teve um destino cruel pois fora brutalmente assassinado por um ser misterioso do reino, ela não desejava o mesmo destino para o filho, o nervosismo tomava conta dela só de pensar nessas hipóteses... Assim como seus amigos, Nels estava animado para ir ao festival apenas para conhecer e saber como as celebrações são, mas ainda não tinha conseguido a permissão de sua mãe para ir, ela alegava que eles estavam atrasados de mais com os trabalhos da plantação assim não poderiam perder tempo, o garoto tinha de entender. Cansado de tantas desculpas esquivas Nels explodiu com sua mãe pois se eles estavam atrasados no trabalho devia-se ao fato dela não ter permitido que ele começasse as plantações quando todos começaram, o atraso havia sido premeditado por ela.


No dia do festival a mãe de Nels precisou fazer uma pequena viagem até a vila vizinha para comprar linhas que faltavam para sua costura, o garoto ficou encarregado de cuidar e terminar os trabalhos na plantação; estando sozinho ele supôs que se terminasse as tarefas rápido conseguiria ir dar uma 'espiada' no festival e retornar antes que sua mãe voltasse da viagem, enquanto corria para concluir os trabalhos ele fora surpreendido por um senhor que apresentou-se como um velho amigo de sua mãe, Nels logo estranhou pois nunca tinha conhecido nenhum amigo da família; o senhor disse que viera entregar uma linha especial de presente para a mãe do garoto, ele também era costureiro mas só que da realeza, o velho estava á caminho do festival e convidou Nels para acompanhá-lo mas o garoto disse que não poderia sair até terminar as tarefas do campo, curiosamente após falar isso e dar as costas para o senhor e direcionar a sua atenção para a plantação novamente o garoto ficou espantado, tudo estava perfeitamente finalizado, mas como? Ele passara boa parte trabalhando embaixo do sol quente e chegou a pensar que estava delirando ou que havia trabalhado tão rápido, assim terminando as tarefas sem perceber. Diante do feito Nels decide acompanhar o velho até o festival, ficaria lá por pouco tempo depois voltaria para a casa, mas quando o garoto deu as costas para a plantação e saiu correndo atrás do velho tudo o que estava finalizado se desfez e ficara pior do que estava antes... No festival Nels se encontrou com seus amigos e se divertiram um pouco, quando o casal real e sua filha chegaram na vila ele ficou impressionado com todas aqueles reverências e saudações principalmente pela beleza da princesa Tyra. 

O casal real anunciou que este ano não fariam a seleção de cavalheiros para o reino de Avërand, todos os candidatos que antes estavam confiantes agora estavam furiosos, o maior objetivo do festival era a seleção anual e se a mesma não ia acontecer qual seria a graça? Um dos moradores da vila sugeriu uma luta para entreter e acalmar as pessoas, sugestão a qual foi bem aceita pelo casal real, um representante da Vila de Pedras contra um dos cavalheiros reais, seria uma luta interessante. Como Nels era conhecido como cavalheiro da Vila de Pedras ele fora escolhido para lutar e entreter a todos, ele enfrentaria o melhor cavalheiro de Avërand e como recompensa da luta, o ganhador receberia um beijo da princesa Tyra. Como se estivesse sendo controlado por algo sobrenatural e sem reconhecer a força que estava tendo Nels acabou derrotando o cavalheiro causando euforia de felicidade em todos, inclusive ao rei; agora o garoto estava nervoso por receber a recompensa da luta, mas a princesa se recusou a beijá-lo, ele ficou chateado pela atitude da princesa mas não deu muita importância pois precisava voltar para casa, sua mãe estava retornando de viagem.


Vamos acelerar isso aqui se não essa resenha vai ficar um livro de tão grande hahaha =D

Uma longa narrativa se passa entre Nels e sua mãe, o fato de ter derrotado o melhor cavalheiro do reino mexeu com o garoto aumentando sua auto-confiança mas algo estava o incomodando, ele sabia que a força que teve na luta não era sua, e ligando os pontos ao lembrar que os trabalhos da plantação estavam antes perfeitamente finalizados em um piscar de olhos Nels percebeu que algo estava errado, ele havia escutado algumas histórias sobre magia mas não dava muito crédito a isso, mas após os ocorridos ele passou a desconfiar que de fato magia existia e que tudo começara com a visita daquele velho amigo de sua mãe. Pobre garoto, tão pouco sabia da vida muito menos das coisas que o rondavam, as histórias não contadas por sua mãe tinham justificativas, o passado de sua família era totalmente diferente de sua realidade, sua vida estava em perigo e apenas uma pessoa poderia ajudá-lo, essa pessoa era a esnobe princesa Tyra, mas por que ela? Ambos não sabiam que seus destinhos haviam sido interligados logo após seus nascimentos, coisas inimagináveis os aguardavam.

Durante a leitura tenho de confessar que houve pontos negativos em relação a história que me incomodaram bastante, um deles foi que me senti como se já conhecesse a história que estava lendo, mas em minha concepção isso era impossível pois o livro é lançamento e eu não tinha lido a versão americana do mesmo, após chegar em determinado ponto da história eu soube o porque de tal impressão, a história narrada no livro lembra muito, MUITO MESMO o filme da Disney ''Valente", tanto nas características dos personagens quanto na própria história em que "curiosamente" se coincidem:
Gostos dos personagens do filme e livro, ambas histórias narradas em um ambiente medieval, ambas envolvendo bruxas que transformam pessoas em animais, e o mais curioso de tudo é que o final das duas histórias é muito parecido, a solução dos problemas do filme e do livro é A MESMA. Procurei saber se os autores tiveram a intenção de fazer uma releitura do conto cinematográfico da Disney mas não achei nada a respeito, o que me incomodou ainda mais dando a sensação de que li uma versão pouco mudada em detalhes do filme. Não sei se viajei na maionese com isso mas tinha de expressar minha opinião. Apesar dos apesares a escrita dos autores é leve e fluí de forma fácil,  bem característica de escritores de fantasia, sabe? É gostoso de ler porque não cansa e quando o leitor se da conta já passou da metade do livro haha creio que seja uma boa obra para os fãs de ficção e fantasia, o livro tem pontos fortes para agradá-los.


Sabemos que na vida nada é igual, as pessoas tem impressões e percepções diferentes uma das outras (temos que agradecer por isso), este livro não funcionou muito bem comigo pelo fato que comentei acima, a coincidência de histórias realmente me incomodou, mas ele pode super funcionar com você, após o lançamento Trama recebeu  e recebe ótimos comentários tanto na edição (convenhamos que a Editora Arqueiro arrasou nessa capa maravilhosa), quanto a respeito da história, então quando você puder dê a ele uma chance, uma fantasia cheia de ação está esperando por você ;)

NOTA:
Michael Jensen passou dez anos desenvolvendo o conceito de Trama antes de conhecer o coautor David Powers King, que expandiu a visão de Michael e a tornou realidade. Ele cursou o prestigiado programa de música, dança e teatro da Brigham Young University. Depois de dar aulas na BYU, abriu o próprio estúdio de formação de cantores. Além de ser um criativo contador de histórias, Jensen é cantor e compositor. Vive em Salt Lake City com o marido e quatro cachorros.
David Powers King nasceu em Burbank, Califórnia, e seu amor pelo cinema o inspirou a ser escritor. Fã ávido de ficção científica e fantasia, também tem uma queda por zumbis e pelo paranormal. Vive com a esposa e os três filhos em Provo, Utah.


See you soon, Lucas! 


Essa quarta-feira eu fui a pré-estreia do filme 'Alice Através do Espelho' aqui em Itapetininga. Eu assisti ao filme em 3D, e confesso que faz tempo desde que um filme em 3D me fez sentir satisfeita com seus efeitos. Admito que não foi 100% do filme recheados de efeitos dignos do 3D, mas a maioria deles sim.

O filme começa com Alice em auto mar, vivendo sua aventuras com o 'Maravilha', antigo navio de seu pai. E após três anos viajando ao redor do mundo, ela decide que é hora de voltar para casa.
Chegando lá ela descobre que algumas coisas mudaram, que agora seu ex-noivo é o dono da companhia e que construiu uma família com outra mulher. No entanto ele não esqueceu ter sido rejeitado, e está tomando atitudes para confrontar Alice.


Disposta a não abaixar a cabeça, Alice decide enfrentar todos esses problemas, mas sua mãe aparentemente não está facilitando as coisa, e deixou com que a casa fosse hipotecada enquanto ela esteve ausente. E após descobrir isso da pior forma possível, ela se desentende com a mãe, o que a leva a atravessar um espelho e retornar ao país das maravilhas.

Seu retorno veio em uma ótima hora, pois o Chapeleiro Maluco está com sérios problemas, e seus amigos acham que somente Alice é capaz de ajuda-los. No entanto, quando ele diz para a garota que está como está, pelo fato de acreditar que seus pais não morreram, que ainda estão vivos, aguardando por ele, Alice diz que é impossível, e isso faz o Chapeleiro adoecer ainda mais. Só que esse não seria o pais das maravilhas se não houvesse uma maneira de fazer o impossível, e é ai que Alice faz uma viagem no tempo para descobrir o que de fato aconteceu com a família do Chapeleiro.


O passado é algo que não se pode mudar, mas da para aprender muita coisa com ele. Então, sem poder alterar os acontecimentos anteriores ou ser vista por ela própria, Alice parte nessa mais nova aventura, com o senhor do tempo cravando uma perseguição para que ela o devolva o que foi roubado dele.


Eu achei o filme maravilhoso, adoro toda essa coisa de viagem no tempo, e estar de volta ao pais das maravilhas é sempre muito bom. A Disney fez um ótimo trabalho criando mais um enredo inspirado nos livros de Lewis Carrol. E ver o passado de grandes personagens como a Rainha de Copas ou o Chapeleiro Maluco, foi algo genial. No entanto acredito que esse desfecho não tenha deixado caminhos abertos para um novo filme, acredito que 'Alice Através do Espelho' encerrará a franquia.

Acredito também que esse filme ganhou muito mais cores do que o filme anterior, e um figurino maravilhoso. Além de trazer uma mensagem linda sobre família e feminismo. Super recomendo para todos.

Alguém aqui já assistiu? Me diga o que achou? Tão bom quanto o primeiro ou não?
Abaixo vocês podem acompanhar o vlog dessa semana:

Nos acompanhe também pelas redes sociais:
TWITTER ♥ INSTAGRAM  FACEBOOK  YOUTUBE  TUMBLR  G+
XOXO

Titulo Original: Mentira Perfeita
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 462
Ano: 2016

Comprar: Saraiva, Travessa, Livraria da Folha 
Sinopse: Com Mentira Perfeita, Carina Rissi prova mais uma vez que o seu forte é contar boas histórias, com ritmo acelerado e repletas de paixão, humor e reviravoltas. Júlia não tem tempo para distrações. Ela é brilhante e sempre se esforça para ser a melhor naquilo que faz; por essa razão, sua vida pessoal acabou ficando de lado. Algo que sempre preocupou sua tia Berenice. Gravemente doente, a mulher teme que Júlia acabe completamente sozinha quando ela se for. Júlia faria qualquer coisa qualquer coisa mesmo! por tia Berê e, em seu desespero para agradar a única mãe que já conheceu, inventa um noivo enquanto torce por um milagre... E então o milagre acontece: Berenice se recupera e, assim que deixa o hospital, gasta todas as suas economias com o casamento dos sonhos para a sobrinha. Como Júlia pode contar a ela que mentiu, com a saúde da tia ainda tão frágil? É quando Júlia conhece Marcus Cassani. Ele é irritantemente cínico, mulherengo e lindo de um jeito que a deixa desconfortável. Marcus também está enfrentando problemas, e um acordo entre eles parece ser a solução. Tudo o que Júlia sabe é que deveria se afastar de Marcus. Mas seu coração tem uma ideia muito diferente... Mentira Perfeita é um spin-off de Procura-se Um Marido, uma história que se passa no mesmo universo da primeira. Aqui você vai conhecer novos personagens inesquecíveis, além de rever aqueles que já moram no seu coração. (SKOOB)

'Mentira Perfeita' é um spin-off do livro 'Procura-se um Marido', da autora nacional Carina Rissi. Esse é o primeiro livro que eu tenho prazer de ler da tão aclamada autora, e confesso que estava super curiosa e ao mesmo tempo receosa em conhecer a escrita da Carina. Juro que por maior que fosse a vontade de ver o que todo mundo vê nos livro da Carina, eu tinha um certo medinho de não cumprir com as minhas expectativas. Mas agora, ao concluir a leitura, posso dizer que Carina é a minha mais nova autora favorita.

Nesse livro nós vamos conhecer a história de Julia e de Marcus, e a autora nos fez questão de mostrar os dois lados da história, alternando a narração entre os dois ponto de vista.


Julia é uma jovem brilhante, super focada naquilo que faz. Ela trabalha no departamento de TI da empresa de Alicia, a L&L, e dedica todo seu tempo livre aos cuidados de tia Berenice - sua mãe de criação - que não vai muito bem do coração. Ao ver a tia entre a vida e a morte, precisando de uma boa noticia ao qual se agarrar no leito de um hospital, Julia inventa o namorado dos sonhos de tia Bere. O que de certa forma ajuda com que a tia vença três paradas cardíacas, e ganhe mais algum tempo na fila de espera para o transplante de um novo coração. No entanto a mentira vem acompanhada de grandes consequências, pois agora Berenice está focada no casamento que sempre quis dar a sua sobrinha.


Do outro lado da história temos Marcus, irmão de Max Cassani - noivo de Alicia (Procura-se um Marido) - que a três anos atrás sofreu um acidente de moto que o fez ficar sem os movimentos das pernas. Mas que a pouco tempo começou a sentir uma certa sensibilidade em seus pés e pernas, e está entusiasmado com a possibilidade de recuperar seus movimentos. Ele também já está cansado de ser um 'peso' na vida do irmão, e decidi que sair do apartamento do qual dividem é a melhor forma de dar a privacidade que Max e Alicia merecem. No entanto o senhor e a senhora Cassani não estão disposto a facilitar isso para Marcus. Eles acreditam que o filho não pode se virar sozinho em cima de uma cadeiras de rodas, e só aceitam que ele vá morar sozinho se tiver a companhia de um cuidador ou cuidadora.


É assim que os caminhos de Julia e Marcus vão se cruzar, ambos contam uma mentira para a família, e em uma troca de favores, Marcus será o noivo de mentirinha de Julia, para que aos poucos ela termine o 'relacionamento' e a tia não sofra um novo ataque do coração. E Julia será a cuidadora de Marcus para que os pais parem de pegar no seu pé e o deixe ter seu próprio apartamento. Só o que ambos não contavam era sentir uma forte atração um pelo outro logo de cara, e que aos poucos essa atração se transformasse em algo muito maior.

A primeira coisa que me perguntaram era se quem não leu 'Procura-se um Marido' poderia estar lendo 'Mentira Perfeita', já que ambos se passam no mesmo universo. E como uma história não depende necessariamente da outra, eu digo que sim, você pode ler uma história sem ter lido a outra, mas vários spoilers de 'Procura-se um Marido' irão aparecer. O que no meu caso (que odeio spoiler) não teve problema algum, pois a minha satisfação em conhecer a escrita da Carina, esses personagens e um enredo tão viciante, fez desses spoilers insignificantes.


Como podem ver eu ainda estou em estase por ter lido meu primeiro livro da Carina Rissi, a autora é tudo que eu imaginava e ainda mais. O fato de eu não ter buscado muitas opiniões ao respeito de seus livros, para não estragar a minha experiência, fez com que eu pensasse que ela escrevia para um publico bem mais jovem, no entanto eu percebi - e agora colhi informações - de que não só esse como todas as suas outras histórias, contém um conteúdo mais adulto. E a Carina conduziu essas cenas com tanta maestria que em hipótese alguma o livro pareceu algo escandaloso ou pesado de mais.

Seus personagens são cativantes, e isso não é algo que está só nos protagonistas não, até mesmo aqueles que mal aparecem fazem com que você deseje mais um pouco deles em cena. Esse enredo, apesar de um pouco clichê, trás uma mistura de romance, drama, humor e suspense. Cada coisa na medida certa para não desviar o foco do assunto principal. E eu sinceramente me surpreendi com tudo isso. Fiquei viciada na história de amor de Marcus e Julia, além de viciada no livro, que em meio aos seus acontecimentos não me deixava larga-lo tão fácil.


Esse é o tipo de livro que eu recomendo para todos que gostam de acompanhar uma boa história de amor, do tipo que é construída e moldada aos poucos, mesmo quando está evidente o que cada personagem sente pelo outro. O amor de Julia e Marcus ganha forma aos poucos, mas o enredo não se alimenta apenas disso. Esse é o tipo de romance em que o mundo está acontecendo lá fora, e o leitor participa da vida dos personagens e não só dos seus conflitos amorosos. E é isso que faz de 'Mentira Perfeita' um livro impossível de se abandonar antes de ler a ultima página nele escrito.

NOTA:

Carina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração. Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião. Ela nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha, após ter vivido uma curta temporada na capital paulista. É autora de Perdida, Encontrada, Procura-se um marido e No mundo da Luna, lançados com grande sucesso pela Verus e que a tornaram conhecida em todo o país.


Vocês já ouviram aquele ditado, "em time que está ganhando a gente não mexe" ? Aparentemente os cineastras norte-americanos ouviram, pois depois do grande sucesso da parceria entre a atriz Jennifer Lawrence e Bradley Cooper no filme 'O Lado Bom da Vida', os dois já contracenaram juntos em outros dois filmes - Serena e Trapaça - e agora voltam a se encontrar no filme 'Joy: O nome do sucesso'.

O filme conta a história de Joy Mangano, uma mulher que desde a infância foi muito criativa e que na fase adulta usou toda essa criatividade nos negócios, a primeira criação de Joy, o Miracle Mop, um esfregão feito com um tecido propício para torção sem molhar as mãos, revoluciona o mercado. Foi a partir dessas invenções que ela iniciou a construção de seu império milionário se tornando uma das empreendedoras de maior sucesso dos Estados Unidos.

Com diversas indicações nas principais premiações do mundo cinematográfico, entre elas o de Melhor Atriz de Comédia ou Musical para Jennifer Lawrence, que acabou levando o prêmio pela força de sua protagonista, 'Joy: O nome do sucesso' chega agora no dia 31 de Maio no formato de DVD e Blu-ray. Na versão digital HD ele já está disponível em plataformas multidigitais para compra, como por exemplo, iTunes, Google Play e Playstation Store e para locação na NET, Vivo, GVT e Oi.

Alguém aqui já conhece o filme? Quem é que já esta louco para tê-lo em sua prateleira junto com os outros DVD's de coleção? O que vocês acham dessa parceria entre a Jennifer e o Bradley? Contem-me tudo nos comentários abaixo.

Beijos, Anna (:

Nos acompanhe também pelas redes sociais:
TWITTER ♥ INSTAGRAM  FACEBOOK  YOUTUBE  TUMBLR  G+

Título Original: O papel de parede amarelo
Autor: Charlotte Perkins Gilman
Editora: José Olympio
Ano: 2016
Edição: 1
Páginas: 112
Área Principal: Ficção
Assuntos: Romance Estrangeiro
Sinopse: Este clássico da literatura feminista foi publicado originalmente em 1892, mas continua atual em suas questões. Escrito pela norte-americana Charlotte Perkins Gilman, ele narra, em primeira pessoa, a história de uma mulher forçada ao confinamento por seu marido e médico, que pretende curá-la de uma depressão nervosa passageira. Proibida de fazer qualquer esforço físico e mental, a protagonista fica obcecada pela estampa do papel de parede do seu quarto e acaba enlouquecendo de vez. Charlotte Perkins Gilman participou ativamente da luta pelos direitos das mulheres em sua época e é a autora do clássico tratado Women and Economics, uma das bíblias no movimento feminista. Esta edição de O papel de parede amarelo, que chega às livrarias pela José Olympio, traz prefácio da filósofa Marcia Tiburi.(SKOOB)
Em 'O Papel de Parede Amarelo', a autora Charlotte Perkins, nos apresenta uma história de angustia e sofrimento. Uma mulher vai passar o verão com o marido em uma casa no campo, o marido dela é médico e diagnosticou a esposa com uma depressão nervosa passageira. A intensão da viagem aparentemente é para que a esposa se recupere da depressão. Por ela ser escritora - algo não muito aceito pela sociedade naquela época - ele não a deixa escrever, induz a mulher acreditar que é melhor que não trabalhe devido ao seu estado emocional instável e determina que descanse e tome ar puro, para ter uma recuperação rápida. Assim ele mantem ela de certa maneira isolada do mundo.


O conto é bem curto, mas bastante perturbador, a história me fez ver dois lados, o do Marido que aparentemente está preocupado com a saúde mental da esposa e que acredita que mantendo ela isolada, sem trabalhar em uma casa no campo ela irá se recuperar, e o ponto de vista da mulher, que como a maioria das mulheres daquela época, tem um comportamento submisso, aceitando tudo o que o marido lhe impõe sem questionar, para que o ele não se sinta afrontado ou chateado.


O problema vai agravando-se com a obsessão que a mulher desenvolve pelo papel de parede amarelo do quarto do casal, nesse momento podemos perceber que o papel aparentemente para ela representa uma prisão, mas não uma prisão física e sim uma prisão emocional. Assim, se passam os dias da mulher, e pouco a pouco vamos acompanhando sua sanidade mental diminuindo, de forma angustiante e opressiva.


Para mim o livro, que foi escrito no ano de 1892, não só demonstra o quanto somos frágeis mentalmente, como também o quanto era difícil naquela época as mulheres terem voz ativa, sempre vivendo a sombra do marido, sem poder ter opinião própria. Mesmo sendo um livro curto é uma leitura complexa, que nos faz analisar os personagens e tentar entender o que leva a protagonista a loucura, se de fato ela estava doente, ou se adoeceu por causa da opressão, a submissão e principalmente isolamento imposto pelo marido.
Eu recomendo o livro pois, acredito que é uma leitura válida já que traz questionamentos de certa forma atuais.

NOTA:

Charlotte Perkins Gilman (3 de Julho de 1860 – 17 de Agosto de 1935) foi uma grande romancista Americana; também escritora de contos, poesia e não-ficção e uma palestra sobre reforma social. Ela era uma utopista feminista em uma época em que suas ações não condiziam com as atitudes das mulheres, e serviu de modelo para futuras gerações feministas por causa de seus conceitos não ortodoxos e seu estilo de vida. O seu trabalho mais famoso é seu conto semi-autobiográfico O Papel de Parede Amarelo.

Olá pessoal meu nome é Lucas do blog Amiga da Leitora e, kkkkk tá, parei! Tudo bem pessoas? Espero que sim =) hoje vou compartilhar com vocês as novidades de Maio do Grupo Pensamento, se liga só.



O Oitavo Vilarejo
Depois de perder os pais num terrível incêndio no acampamento cigano onde moravam e passar dois anos num orfanato, Tibor Lobato e sua irmã Sátir são encontrados pela avó e vão morar no seu sítio. Ali fazem amizade com Rurique, um garoto conhecedor das lendas e histórias de assombração do lugar. Durante a quaresma, coisas muito estranhas começam a acontecer na região e seres fantásticos do folclore - como a Mula Sem Cabeça, o Boitatá e a Cuca -, ganham vida e começam a assombrar os habitantes dos Sete Vilarejos. Os três começam a correr perigo quando descobrem segredos que ligam a família dos irmãos a esses seres fantásticos e a um lendário Oitavo Vilarejo. A partir daí inicia-se uma odisseia cheia de magia, que levará os três amigos a reconhecerem e valorizarem virtudes como lealdade, coragem, esperança e amizade.

Seu Primeiro cargo de Liderança
Existem hoje diversos livros de liderança no mercado, porém este é diferente. Seu conteúdo é baseado em mais de quatro décadas de experiência da empresa DDI (Development Dimensions International), responsável por desenvolver mais de 250 mil líderes por ano, em 26 países e milhares de organizações. Todos os conselhos e ferramentas aqui mencionados são frutos de experiências em tempo real, que mostram como se tornar um líder eficaz e de grande influência. Descubra, neste livro, como se tornar um profissional bem-sucedido desde seu primeiro cargo de liderança.

A dança do Sagrado Feminino
Com uma pesquisa cuidadosa e bem documentada, além de imagens abrangendo várias culturas e países, Iris Stewart nos mostra que o estudo da dança é na realidade um mapa da história da espiritualidade feminina . Por meio da análise de figuras da Deusa, antigos locais sagrados, o simbolismo dos trajes de dança e informações históricas sobre as sacerdotisas de muitas culturas, este livro investiga as raízes do uso da dança como forma de reverência às mulheres, além de mostrar expressões da dança sagrada desde a Antiguidade até os dias de hoje. Além disso, a autora ainda oferece inúmeras orientações e recomendações para incentivar o desenvolvimento da dança sagrada nos dias de hoje.



Eu Sou Jack, O Estripador
Em Whitechapel, em 1888, pelo menos 5 mulheres foram brutalmente assassinadas e mutiladas. O assassino tornou-se conhecido como Jack, O Estripador. Houveram muitos suspeitos, porém ninguém foi preso pelos crimes. Este livro apresenta um novo suspeito a partir de um manuscrito redigido nos anos 1920 por James Willoughby Carnac. O texto abrange a sua infância até a sua morte, e contém informações que nunca foram divulgadas. Além disso, os acontecimentos da época e a geografia de Whitechapel, em 1888, são descritos com total precisão, tornando James um conveniente Jack, O Estripador. Para completar, o motivo oferecido por ele, nos faz crer que seu relato é puramente genuíno. Seria este livro a genuína confissão de Jack, O Estripador, ou um extraordinário romance muito bem escrito?

Invocadores do Mal
A médium clarividente Lorraine Warren e seu marido, o respeitado demonologista Ed Warren, estudaram, por mais de meio século, fenômenos paranormais ao redor do mundo. Seus casos inspiraram os filmes Invocação do Mal, Amityville e Annabelle. Esta obra reúne as cinco décadas de experiência em investigação de campo desse casal, juntamente com as suas perspectivas histórica, científica e religiosa, para revelar que até mesmo o que é considerado paranormal não pode ser ignorado, tem padrões de comportamento previsíveis e pode ser mensurado cientificamente. Por meio de milhares de palestras, estudos de caso e análise de cartas de clientes, eles revelam o que é conviver com fantasmas, poltergeists e infestações malignas, como investigá-los e solucionar seus mistérios.

A Alma de Nitzsche
Poderia Nietzsche ser realmente um lósofo de destaque se Além do Bem e do Mal, a sua obra mais importante, parece mais um mero apanhado de opiniões discutíveis, alinhavadas de forma precária? Maudemarie Clark e David Dudrick respondem a essa questão apresentando uma nova e instigante interpretação da obra-prima de Nietzsche. Os autores sustentam que uma atenção mais cuidadosa ao "modo" como foi escrita permite ver que a obra máxima desse grande pensador apresenta argumentos profundamente interconectados para a discussão de posições sutis que se refletem em problemas tradicionais. A polêmica doutrina da vontade de potência de Nietzsche surge como uma explicação bastante convincente da estrutura e da origem da alma humana, e mostra por que Além do Bem e do Mal é uma das obras fundamentais da filosofia a universal.

Gostaram dos lançamentos? Qual mais te chamou a atenção? Me diga nos comentários =)

See you soon, Lucas!