Titulo Original: This Lullaby
Autor: Sarah Dessen

Editora: Seguinte
Ano: 2016
Páginas: 352
Gênero: Ficção Juvenil, Jovem Adulto

Comprar: Submarino, Saraiva, Fnac, Lojas Americanas, Shoptime, Livraria da Folha
Sinopse: Remy não acredita no amor. Sempre que um cara com quem está saindo se aproxima demais, ela se afasta, antes que fique sério ou ela se machuque. Tanta desilusão não é para menos: ela cresceu assistindo os fracassos dos relacionamentos de sua mãe, que já vai para o quinto casamento. Então como Dexter consegue fazer a garota quebrar esse padrão, se envolvendo pra valer? Ele é tudo que ela odeia: impulsivo, desajeitado e, o pior de tudo, membro de uma banda, como o pai de Remy — que abandonou a família antes do nascimento da filha, deixando para trás apenas uma música de sucesso sobre ela. Remy queria apenas viver um último namoro de verão antes de partir para a faculdade, mas parece estar começando a entender aquele sentimento irracional de que falam as canções de amor. (SKOOB)

Sempre ouvi falar maravilhas sobre os livros da Sarah Dessen, por isso me joguei nessa leitura sem nem ao menos conhecer muito os detalhes. E o que eu posso dizer é que essa não é mais uma história onde a garota acaba descobrindo o amor durante o verão, essa é a história de uma garota que redescobre o verdadeiro valor desse sentimento.


Remy é uma garota que não acredita mais no amor, ela é jovem mas seu passado com os homens tem sim uma parcela de culpa nisso. No entanto, sua grande decepção nada mais é do que os exemplos que ela tem dentro de casa. Sua mãe está em pleno o quinto casamento, e seu pai, que era músico em uma banda, abandonou a família quando Remy tinha poucos anos de vida, deixando para ela - antes de morrer - apenas uma famosa canção de Ninar.
Esta canção de nina; Tem poucas palavras; Apenas alguns acordes; Neste quarto vazio; Mas você pode ouvir e ouvir; Aonde quer que vá; Vou te decepcionar; Mas esta canção vai continuar a tocar...
Para não passar pelos mesmos dramas que sua mãe, e ciente de que os homens sempre a vão decepcionar, Remy tem algumas regras para seus relacionamentos: 1) Terminar antes de ficar sério demais. 2) Não deixar nenhum homem partir seu coração. 3) nunca, em hipótese alguma, sair com um músico.
Seguindo essas regras ela estaria sempre no controle e livre da maldição do amor.


Um certo dia ela se esbarra com Dexter, que vai contra sua principal regra, e tenta convence-la de todas as maneiras possíveis a saírem juntos. O que depois de muita insistência, Remy acaba cedendo, nas condições de que seria apenas mais um relacionamento de verão, onde assim como os outros, ela não se envolveria de mais e terminaria antes de ir para faculdade. Ela só não imaginava que mesmo em meio a tantas regras e prevenções, as coisas acabassem muito mais série e intensas do que gostaria. A partir daí, a garota passa a se questionar em relação ao conceito que sempre teve do amor, e precisará decidir entre seguir seus extintos de ferir para não ser ferida, ou dar uma chance ao amor mesmo sabendo que tanto seu caminho como o de Dexter seguirão rumos diferentes quando o verão acabar.


Como eu disse esse foi meu primeiro contato com a escrita de Sarah Dessen, e não me surpreendeu ver o quanto a leitura fluía bem, na verdade eu já esperava muito por isso. Mesmo assim, fiquei surpresa com a facilidade que as primeiras páginas e seus personagens me envolviam, principalmente as amigas de Remy, que deram um toque humorístico em meio aos dramas deste enredo. Foi sem dúvidas uma leitura leve e agradável, a ponto de eu nem mesmo sentir o tempo passar enquanto o lia.


O único 'problema', é que quanto mais os personagens de um livro te envolve, mais você quer conhecer e estar com eles, e comigo não foi diferente. Algo que me agradaria muito aqui seria se a autora fizesse dessa uma série de livros, com foco nas amigas de Remy ou os amigos de Dexter, que também viveram seus próprios dramas em plano de fundo nessa história. Mas como isso não é algo previsto, irei me contentar com o fato de existir doze livros escrito por Sarah Dessen, e ir atrás deles para me deliciar com essa escrita maravilhosa e histórias envolventes, por mais algum tempo.

Com uma protagonista totalmente conformada de que o amor não dura para sempre, 'Uma Canção de Ninar' mostra que mesmo que isso não seja totalmente mentira, assim como uma boa música, um bom livro ou uma boa lembrança, o amor precisa ser degustado, pois ele pode até te magoar, mas também pode te fazer viver algo único. E esse livro tem o dom de mostrar o que é o amor em suas diversas formas, vale muito a pena ser lido, super recomendo. 

NOTA:

OUTROS LIVROS DA AUTORA RESENHADOS NO BLOG:


Sarah Dessen nasceu em Evanston, Illinois, em 06 de junho de 1970. Ela se mudou com sua família para Virgínia Ocidental, e em seguida, na Carolina do Norte, onde agora reside com o marido, a filha Sasha Clementine, e cães. Dois de seus romances, That Summer e Someone Like You, foram a base para How to Deal, um filme de 2003 estrelado por Mandy Moore.


Olá galera! Tudo bem?? Olha só eu fazendo loucura novamente....rsrsrs
É que o Paulo do Livraria em Casa, está comemorando um ano de canal e com isso decidiu realizar uma maratona para comemorar, e mesmo eu estando cheia de afazeres decidi participar. Afinal de contas, minha lista de leitura está mega atrasada, e eu acho que isso é um incentivo para que eu foque nela e leia o máximo que puder.

Mas você deve estar se perguntando como funciona essa tal maratona, não é mesmo?? E eu vou explicar:

A Maratona TBR em Cacos terá durabilidade de 9 dias, ela começou na madrugada de ontem para hoje e será encerrada no dia 2 de Outubro. E é claro que como toda maratona que se preze essa também está tendo prêmios e desafios para os participantes. Para saber mais detalhes eu sugiro que assistam o vídeo do Paulo, basta clicar aqui.

A questão é que eu quis vim dividir essa minha meta com vocês e perguntar quem mais aí está participando da maratona?


Sei que essa minha meta é meio que surreal pra mim, pois é mais ou menos a quantia de leitura que faço em um mês, e agora estou querendo fazer em nove dias. Mas sei também que o importante aqui é participar e de alguma forma incentivar a leitura e ao mesmo tempo minimizar minha lista (haha).

Nos acompanhe também através das redes sociais
TWITTER ♥ INSTAGRAM  FACEBOOK  YOUTUBE  TUMBLR  G+
XOXO

Olá Meus amores, claro que não poderíamos deixar de trazer para vocês esse super lançamento que vai estrear dia 29 de Setembro nas telas do Cinema. Para quem não conhece o filme é baseado no livro "O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", o livro foi lançado pela editora Leya em 2015. Eu já li o livro e estou mega ansiosa para assistir ao filme, por isso vim compartilhar o trailer com vocês, espero que gostem!
Sinopse: Após uma tragédia familiar, Jake (Asa Butterfield) vai parar em uma ilha isolada no País de Gales buscando informações sobre o passado de seu avô. Investigando as ruínas do orfanato "Miss Peregrine’s Home for Peculiar Children", ele encontra um fantástico abrigo para crianças com poderes sobrenaturais e decide fazer de tudo para proteger o grupo de órfãos dos terríveis hollows.
 
Eu particularmente achei o elenca escolhido incrível e caracterização dos personagens para mim foi extremamente fiel ao narrado no livro, eu consegui ver os personagens como havia imaginado enquanto lia sobre eles. Assim, espero que o filme me surpreenda tanto quanto o livro me surpreendeu com as aventuras dos Peculiares.

E aí quem vai garantir seu lugar no cinema? Deixem nos comentários se pretendem assistir a esse mega lançamento.

Acompanhe também através das redes sociais
TWITTER ♥ INSTAGRAM  FACEBOOK  YOUTUBE  TUMBLR  G+ ♥ SNAP: Amigadaleitora

Titulo Original: Lost & Found
Autora: Brooke Davis
Editora: Record
Ano: 2016
Páginas: 252
Gênero: Literatura Estrangeira,
Comprar: Lojas Americanas, Submarino.
Sinopse: Millie Bird é uma garotinha de apenas 7 anos que já sabe muita coisa. Ela já descobriu que todos nós um dia vamos morrer. Em seu Livro das Coisas Mortas, ela registra tudo o que não existe mais. No número 28 ela escreveu “Meu Pai". Millie descobriu também, da pior forma possível, que um dia as pessoas simplesmente vão embora, pois a mãe dela, abalada com a morte do marido, a abandona numa grande loja de departamentos. Ela só não está triste porque conheceu Karl, o Digitador, um senhor de 87 anos que costumava digitar com os próprios dedos frases românticas na pele macia de sua mulher. Mas, agora que ela se foi, ele digita as palavras no ar enquanto fala. Ele foi colocado pelo filho em uma casa de repouso, porém, em um momento de clareza e êxtase, ele escapa, tornando-se então um fugitivo. Agatha Pantha é uma senhora de 82 anos que mora na casa em frente à de Millie e que não sai mais, nem conversa com ninguém, há sete anos. Desde que o marido morreu, ela passou a viver num mundinho só dela. Agatha preenche o silêncio gritando, pela janela, com as pessoas que passam na rua, assistindo à estática na televisão e anotando em seu diário tudo o que faz. Mas, quando descobre que a mãe de Millie desapareceu, ela decide que vai ajudar a menina a encontrá-la. Então, a adorável garotinha, o velhinho aventureiro e a senhorinha rabugenta partem em uma busca repleta de confusões e ensinamentos, que vai revelar muito mais do que eles imaginam encontrar. (SKOOB)

Hello people! Feliz Primavera! ♥

Hoje resenho para vocês o livro 'Achados e Perdidos' da autora Brooke Davis que foi lançado em uma edição fofa pela Editora Record, livro o qual em primeiro contato me conquistou pela capa e depois pela profundidade da estória. Não sai daí não, vamos à resenha! =)


Conheçam Millie Bird, uma garotinha esperta por de mais de apenas 7 anos. Mesmo sendo uma criança, Millie trata certos assuntos da vida com mais maturidade do que os adultos, quando não entende algo ela questiona, argumenta, questiona novamente até chegar em uma resposta que lhe pareça correta. Ela mora com seus pais que não dão muita atenção à ela, ou até mesmo não são pacientes o suficiente para responder as inúmeras perguntas da filha.

As pessoas tem costume de colecionar algo, Millie coleciona coisas mortas e as detalha em seu ''Livro das Coisas Mortas'', ela sabe sobre e trata com normalidade o fato de que todos nós vamos morrer um dia; mas o animais, as plantas e as coisas também, por isso não só as pessoas merecem cuidado e atenção quando esse momento chegar, tudo deve ser igual. 

Vítima de um câncer, o pai de Millie acaba falecendo e no número 28 do seu livro ela escreveu em grandes letras MEU PAI!' O tamanho das letras deveriam fazer jus ao sentimento de tristeza que sentia, uma pena as folhas do livro não serem do tamanho de uma cartolina. Como manda a 'tradição', após a morte de seu pai, a casa de Millie virou 'ponto de encontro' dos vizinhos que vinham com bandejas e travesas de comida para dizer um simples: -  ''Sinto muito pela sua perda''; afinal de contas oque é que se diz para alguém que acabou de perder uma pessoa querida? Essa pergunta era uma das mais frequentes que nossa garotinha fazia e com o tempo ela aprendeu que as pessoas simplesmente dizem isso...


Com o intuito de não se abalar profundamente, a mãe de Millie a leva para uma loja de departamentos dando a desculpa de que iria comprar algumas calcinhas e pediu para a filha ficar esperando em determinado local, se passa 1 hora, 2, 3, a primeira noite, a segunda noite e Millie ainda está a espera de sua mãe e nada. Logo se entende que tudo estava planejado, a mãe da garota ficou extremamente abalada e sem rumo após a morte do marido. Sendo assim ela colocou comida e bebida na mochila da filha a levou até uma loja e simplesmente a deixou lá e fugiu, como se 'livrar' da filha poderia amenizar o seu sofrimento.

Com toda sua inocência de criança, mesmo estando há 2 dias esperando sua mãe voltar do provador, Millie não faz ideia de que fora abandona. Eis que a partir daqui conhecemos 2 personagens com características marcantes: Karl, o digitador e Agatha Pantha, ambos assim como Millie passaram por perdas em suas vidas, hoje estão idosos e sabem bem o quão avassaladora uma perda pode ser, pois as que sofreram mudaram suas vidas.


Uma longa narrativa se passa e Agatha resolve ajudar Millie ir até sua mãe, mesmo não tendo certeza de onde ela está, nesse momento descobrimos detalhes sobre os personagens e estória em geral que particularmente me surpreendeu e me deixou perguntando: ''Como é que a autora pensou nisso?' ♥

Sem sombra de dúvida recomendo esse livro para todo o universo literário! A técnica de escrita de Brooke Davis é admirável, o cuidado que ela teve com cada um dos personagens e com os detalhes que ajudam no desenrolar da narrativa me lembrou muito a escrita de R.J Palacio, autora de 'Extraordinário, Auggie & Eu', mesmo que os livros sejam completamente diferentes.

O tema central é inteligente e profundo, todos nós de fato passamos e/ou passaremos por algum tipo de perda em nossas vidas, aqui acompanhamos uma criança de apenas 7 anos passando por várias delas, é difícil não se emocionar.

NOTA:

Brooke Davis é uma romancista e autora do romance best-seller Achados e Perdidos sua primeira obra do gênero que fez parte de seu doutorado na Curtin University. Assim que foi lançado, tornou-se rapidamente um best-seller na Australia, entrou na lista de mais vendidos em diversos países, ganhou inúmeros prêmios e teve os direitos de publicação vendidos para 26 países.

See you soon, Lucas! 


Hoje dia 21/09 iniciamos a primeira 'Quarta do Horror' aqui no blog e para comemorar resolvi fazer uma segunda rodada e compartilhar com vocês detalhes do livro 'Amityville' que será lançado dia 03 de Outubro pela nossa amada e trevosa editora DarkSide ♥

Este lançamento vem sendo super aguardado pela legião de fãs e simpatizantes de livros do gênero, eu particularmente sou um dos mais histéricos no meio (hahaha leia em tom maligno, thank you!). Você provavelmente já deve conhecer ou ter ouvido falar sobre o caso de Amityville que foi estudado por Ed e Lorraine Warren famoso casal de demonologistas que trabalharam em casos sobrenaturais mundo a fora, casos que tiveram grande repercussão que acabaram inspirando filmes como: Invocadores do Mal, Annabelle, Horror em Amityville, entre outros.


Para começar Outubro mês do Halloween lacrando tudo a editora DarkSide irá publicar uma nova edição de um dos mais famosos casos sobrenaturais já vistos: Amityville.
No sugestivo dia 13 de novembro de 1974, a polícia do condado de Suffolk foi surpreendida por um crime brutal que chocou os EUA e se tornou assunto em todo o mundo envolvendo a pacata família Defeo. Alguns dias depois, Ronald Defeo Jr. admitiu ter matado seus pais e quatro irmãos com tiros nas costas, alegando ter sido influenciado por vozes que ouvia dentro de sua cabeça. O crime chocou a população, que começou a tecer teorias; algumas pessoas estranhavam o fato de que todas as vítimas foram encontradas de bruços, outras questionavam como nenhuma delas acordou com os barulhos dos tiros. Não demorou muito para a casa ser considerada mal-assombrada, virando inclusive objeto de estudo dos investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren. Treze meses depois da chacina, George e Kathleen Lutz resolveram recomeçar a vida em uma nova residência que compraram por uma pechincha. Vinte e oito dias depois, os cinco membros da família fugiram aterrorizados, deixando a maior parte de seus pertences para trás. Estranhos eventos começaram a acontecer, afetando a vida dos Lutz e indicando que uma presença maligna habitava a casa. Embora tenha sido amplamente divulgada pela mídia, em especial nos jornais e nas revistas da época, muitas vezes de maneira sensacionalista, a história da casa nunca havia sido contada com riqueza de detalhes — até Jay Anson decidir reconstruí-la e transformar seu livro de não-ficção em um dos relatos paranormais mais importantes e conhecidos de todos os tempos.
''Um livro fascinante e assustador.''
- Los Angeles Times

''Este livro vai deixá-lo realmente apavorado.''
- Kansas City Times

''Uma história que me persegue até hoje.''
- James Wan

“Para mim, o que existiu nesta casa, foi com certeza de natureza negativa. Não teve nenhuma relação com alguém que em outras vidas caminhou na terra em forma humana. É algo que surgiu das entranhas da terra.”
— LORRAINE WARREN — 
Como é de costume, o trabalho realizado no livro é de ficar babando, já gastei quase todo meu vocabulário para descrever tamanho profissionalismo que a caveirinha tem ♥ Essa edição promete riquezas de detalhes te fará prender o fôlego. Ansioso(a)? Enquanto o dia 03 de Outubro não chega que tal dar uma voltinha por Amityville? Divirta-se!



Nos acompanhe também através das redes sociais
TWITTER ♥ INSTAGRAM  FACEBOOK  YOUTUBE  TUMBLR  G+
See you soon, Lucas!