Título Original:
Coisas que eu Preciso Te Dizer Hoje- Mensagens para abraçar seu coração
Autor: Victor Fernandes
Páginas: 192
Gênero: Poesia/poemas/Literatura nacional 
Ano: 2022 
Comprar:
 
Sinopse:Você ainda vai conquistar tanto, vai ver tantas coisas dando certo, vai chegar tão longe, vai realizar muitos, e muitos, e muitos sonhos. Você vai ter um caminho e uma vida bem melhores do que imaginou ou planejou. Isso é uma enorme certeza. Mas eu espero que você saiba que, independentemente disso, nem tudo vai ser perfeito, nem tudo vai ser um mar de rosas. Alguns dias e alguns momentos serão mesmo ruins e pesados. Não haverá equilíbrio entre as coisas boas e as más; as boas serão ampla maioria, principalmente se você souber olhar o lado positivo de tudo. Mas lembre-se de que a felicidade não é a ausência de momentos desafiadores e dias complicados.(FONTE)



Oieeee, genteee, tudo bem?

Recentemente recebi o lançamento Coisas que eu Preciso Te Dizer Hoje- Mensagens para abraçar seu coração do autor Victor Fernandes. Não é novidade para ninguém guiem que eu sou uma fã de crônicas e do Victor também é assim que essa obra chegou em minhas mãos, eu já devorei. Agora vim contar tudo para vocês e mostrar o porquê você também deveria ler!

Coisas que eu Preciso Te Dizer Hoje- Mensagens para abraçar seu coração é um livro pequeno, ele tem o formato de bolso, parece uma miniatura e eu achei isso tão fofo! Victor trouxe a proposta de vários conselhos sobre vida, amor , gratidão, amizades e mais uma infinidade de temas que são comuns a todos nós, gostei da imensidão de áreas para reflexão. 


Victor tem uma beleza em suas palavras e parece conversar diretamente com o leitor, parece que você está de frente com um amigo que te aconselha sobre diversas áreas, sabe aqueles livros de “palavras de sabedoria ”. Se você gosta desse formato mais rápido e bem objetivos com palavras que envolvem , esse livro é para você. 

Eu li de uma vez só, mas acho que a experiência seria amplificado caso eu lesse devagarinho e pegando ao passo que eu precisasse de conselhos, encontraria meu livro esperando para amparar nos momentos, aconselho a deixá-lo na cabeceira e ir lendo quando sentir necessidade, vai ser bem legal!



Como eu marquei inúmeras frases, vou destacar cinco delas qui para dar um gostinho de quero mais para vocês, espero que apreciem!

É ir com medo mesmo, é tentar , é saber que a vida é feita de riscos

 

Sempre que você puder ser paz na vida de alguém, seja.

Observe a reação dos outros com a sua felicidade.

A sua presença nesse mundo é importante demais 

Um dia você vai ver que foi melhor assim 

Você precisa respeitar as escolhas dos outros 

Espero que coloque na sua lista,! 
Já leu? 
Me contaaaaa tudo!
Beijo e até breve!


NOTA: 

Sobre o autor:
Victor Fernandes, para muitos, VF, por causa da sua assinatura vista na internet, sempre escreveu, mas só começou a se sentir escritor depois de chegar aos duzentos mil seguidores no Instagram (@victorofern). Nascido em Arapiraca-AL, desde os cinco anos de idade mora em Salvador-BA, lugar que influencia bastante sua arte. Além de poemas, Victor escreve crônicas, letras de música, pinta e desenha. Desde 1994 sendo o que o coração pede.

Título Original: Heartstopper - volume 3

Autora: Alice Oseman 

Série: Heartstopper #03 

Editora: Seguinte 

Páginas: 384

Ano: 2022

Gênero: HQ, comics e mangá/ LGBT/ Romance/ Literatura Estrangeira 

Comprar: Amazon 

Sinopse:  No terceiro volume da série Heartstopper, acompanhamos os primeiros desafios do namoro de Charlie e Nick enquanto os garotos viajam a Paris. Depois de entenderem o que sentiam um pelo outro, Charlie e Nick se tornaram oficialmente namorados, e cada dia é uma nova oportunidade para se conhecerem um pouco mais. Mas nem tudo é fácil, principalmente quando se trata de se assumir enquanto casal para o mundo. Mesmo com medo da reação das pessoas, os garotos sabem que em breve terão de contar a verdade, pelo menos para os amigos mais próximos ― ainda mais quando a turma toda viaja a Paris. Enquanto decidem como dar este próximo passo, os dois vão descobrir que, não importa qual seja o desafio, eles podem sempre contar um com o outro. (SKOOB)


'Heartstopper: Um passo adiante' é um lançamento de 2022 da autora Alice Oseman, publicado pela Editora Seguinte. Esta resenha contém SPOILERS dos volumes anteriores. 

Nesse terceiro volume, Nick e Charlie estão prestes a entrar de férias e viajar para Paris com a escola, apesar de apaixonados e estarem numa relação, eles ainda não sabem se estão prontos para assumirem publicamente o seu romance. 'Heartstopper' é uma história linda e como nos volumes anteriores, nós vamos acompanhar diversos momentos fofos do melhor casal das HQs, mas aqui a história vai ganhando outras nuances e os personagens adquirem certa profundidade, Alice Oseman adicionou outros temas sérios para serem trabalhados no decorrer dessa história, tudo com muita responsabilidade e sem perder a leveza tão característica dessa série. 


Eu amei a cena em que o Nick se assume para a mãe, principalmente levando em consideração o turbilhão de hormônios, pensamentos e sentimentos que ele tinha, mas logo no início percebemos que nem todos serão tão receptivos assim a descoberta da sua sexualidade, vamos acompanhar diversas falas homofóbicas já no começo da história, além disso, teremos indícios do relacionamento quase inexistente do Nick com o pai, acredito que no próximo volume essa temática vai ganhar ainda mais destaque. 

Já com relação ao Charlie, é notório que todo o bullying sofrido por ele no ano passado deixou cicatrizes, justamente por isso, ele é extremamente compreensivo e paciente com o Nick, apesar de isso ser lindo, também evidencia que o Charlie precisa aprender a se impor, principalmente levando em conta o relacionamento abusivo que ele estava no volume um. Uma das minhas cenas favoritas é quando ele recebe um pedido de desculpas, mas percebe que ele não tem necessariamente que desculpar ninguém, as pessoas é que devem perceber que estão totalmente fora dos limites e ele não é obrigado a ensinar todo mundo que justifica seu preconceito com o famoso “não sabia que meu comportamento era errado”. 

Não quero que você sinta que precisa cuidar de bom, como se eu fosse algo frágil e quebrado. Como se você precisasse me consertar. Eu odiaria isso. - Pág 225

Ademais disso, também recebemos pistas de outro problema na vida do Charlie que é muito sério e fica o questionamento sobre o quanto toda essa violência sofrida por ele desencadeou esse outro trauma. Mas mesmo com todos esses assuntos sérios, 'Heartstopper' é uma história para deixar o coração quentinho, então existem diversos momentos fofos, onde o casal vai descobrindo o que funciona entre eles, sempre se comunicando e sendo respeitoso, eu juro que Nick e Charlie são o modelo do que deve ser um relacionamento saudável. 

Mesmo se as coisas ficarem difíceis quando as pessoas souberem sobre a gente, vamos ficar bem, porque temos um ao outro. - Pág 193

Outros casais também vão sendo formados e foi ótimo ver a perspectiva de outro homem gay mais velho que só conseguiu se assumir muito mais tarde na vida, pois vamos entendendo quantas experiências ele deixou de viver por conta da pressão social para ele estar dentro do padrão estabelecido. Também amei o relacionamento do Elle com o Tao, principalmente quando a autora traz ainda mais representatividade nessa história, e isso não é um obstáculo para o relacionamento, pelo contrário só mostra a empatia e admiração entre esse casal. 

Bom, quando você só aceita sua sexualidade aos vinte e poucos anos, essas belas experiências gays da adolescência acabam passando batidas. - Pág 256


Enfim, como todos os volumes anteriores, essa HQ entregou tudo e ainda trouxe muito mais profundidade para o leitor, o próximo volume já foi publicado e ainda tem a série da Netflix que está igualzinha, então não tem desculpa, deem uma chance para 'Heartstopper' e venha conhecer o elenco mais representativo das HQs de romance, com o melhor casal de todos os tempos e que dá uma aula para esses romances héteros onde o homem só sabe pisar na mocinha por conta dos seus “traumas do passado”.

NOTA:


OUTROS LIVROS DA AUTORA RESENHADOS NO BLOG:



Alice Oseman nasceu em 1994 em Kent, Inglaterra, e é escritora e ilustradora. Pode ser encontrada encarando a tela do computador por horas a fio, questionando a falta de sentido da existência, ou fazendo de tudo para não ir parar num emprego em um escritório. Além de escrever e ilustrar Heartstopper, Alice é autora de romances para o público jovem.

Título Original: Gótico Nordestino

Autor: Cristhiano Aguiar

Editora: Alfaguara

Páginas: 136

Ano: 2022 

Gênero: Ficção/ Literatura Brasileira/ Contos

Comprar: Amazon 

Sinopse: Em nove contos, Cristhiano Aguiar mergulha nos elementos góticos e folclóricos – buscando referências nas séries televisivas, no cinema e nos quadrinhos – para criar narrativas vibrantes e inesperadas, que fogem da prosa literária tradicional. As histórias vão desde os tempos do cangaço, passando pela ditadura militar e chegando até os ecos sombrios de um futuro próximo. Um menino é obrigado a cruzar o descampado perto do vilarejo de Riachão da Frente para levar uma carta que a mãe escreveu a Zé Barbatão, o cangaceiro local. Na madrugada, as sombras no caminho e a ameaça do bando crescem conforme a narrativa avança, e a realidade parece a ponto de se romper. Anda-luz, história que abre este volume, prenuncia o que virá nos oito contos seguintes. Em Gótico nordestino, Christiano Aguiar caminha entre o sonho e a vigília, dialoga com outros gêneros e compõe um livro totalmente distinto do usual. (SKOOB)

 

 

'Gótico Nordestino' é um lançamento de 2022 do escritor Christiano Aguiar e publicado pela Editora Alfaguara, obrigada por ceder este exemplar! 

O livro é uma antologia de contos e reúne nove histórias, todas elas têm em comum essa atmosfera gótica, muitas vezes brincando com o gore, e a região Nordeste, os contos passeiam por toda a nossa linha temporal, desde o cangaço até a pandemia. 


Como eu já disse na resenha de 'Gótico Mexicano', eu sou fã de livros góticos, tanto os clássicos como 'O     Morro dos Ventos Uivantes' quanto os livros mais atuais, inclusive minha lista de livros góticos de fantasia só tem crescido, além disso, eu sou nordestina, então eu não podia deixar esse lançamento passar batido. Contudo, eu não tenho o melhor histórico com livros de contos, normalmente eu não consigo me conectar com todas as histórias ou com nenhuma, portanto eu tentei diminuir as minhas expectativas e aproveitar ao máximo a leitura. 

Ia entendendo, sem entender, que cada coração vive e sangra em mais de uma morada. - Pág 15

Alguns contos são extremamente curtos com apenas três páginas, já outros possuem mais de vinte páginas, logo para não dar spoiler, vou comentar apenas dos contos que mais gostei. 'Lázaro' se passa no auge da pandemia e como o próprio nome indica, vai abordar sobre a ressurreição das pessoas que faleceram devido a contaminação, o mais interessante dessa história é o modo como a sociedade passa a lidar com o retorno dos entes queridos, as discussões vão desde o âmbito religioso até o processo de partilha de bens, e mesmo sem entender a causa e as consequências dessa ressureição, diversos “especialistas” surgem para aconselhar a população, muito semelhante ao que vimos nos dois anos de pandemia. 

Outro conto que me encantou e que tem como palco o Nordeste rural é 'Vampiro', apesar de trabalhar uma criatura mitológica que não é inerente ao nosso folclore local, eu amei a ambientação, a atmosfera bucólica, a vida no sítio e a relação da protagonista com a avó, principalmente porque é por meio da avó que ela descobre a leitura e as lendas que permeiam a nossa cultura, tem toda uma reimaginação do conto da Chapeuzinho Vermelho com elementos nacionais que é excelente, inclusive despertou uma vontade de ver uma antologia de contos que fizesse um reconto dos clássicos dos irmão Grimm mas totalmente nordestino. 

A gente pergunta pro livro, porque ao redor dele se formam umas promessas. - Pág 47

As demais histórias também trazem críticas sutis que falam desde a desvalorização do Brasil pelos próprios brasileiros a diversas críticas sociais e alguns dos contos pendem para o horror, como é o caso de 'A Noiva' que evidencia o horror corporal, e até mesmo o gore, como no conto 'Anna e seus insetos' que me lembrou muito do clássico 'A metamorfose' que li este ano. 

Todavia, eu não consegui gostar desse livro tanto quanto eu esperava, a maioria dos contos não foi interessante e senti falta de reviravoltas nas histórias, as vezes tudo era muito parado e mesmo os contos que eu gostei não têm acontecimentos incríveis, então tudo dependia se o tema trabalhado ia ou não me envolver. Além disso, apesar das histórias sempre mencionarem ou se passarem no Nordeste, eu senti falta de mais elementos da nossa cultura, principalmente das lendas, acredito que isso teria enriquecido mais o livro e traria um aspecto fantástico que evidenciaria o clima gótico. 


Apesar de possuir histórias boas, 'Gótico Nordestino' não atendeu as minhas expectativas, mesmo sendo um livro curto, acabei demorando demais para realizar essa leitura e senti falta de alguns elementos que teriam melhorado a narrativa, ainda assim recomendo esse livro para quem quer se aventurar nos livros góticos, essa é uma boa maneira de descobrir o que funciona ou não dentro do gênero, ademais de ser um livro que se propõe a falar sobre o Nordeste, o que por si só já é um diferencial.

NOTA: 


Cristhiano Aguiar nasceu em Campina Grande, Paraíba. É escritor, crítico literário, professor e autor de Narrativas e espaços ficcionais: uma introdução e do livro de contos Na outra margem, o Leviatã. É colaborador frequente da Revista Pessoa e do Suplemento Literário Pernambuco.

Título Original: Sweet Fall: a Sweet Home Novel 
Autor: Tillie Cole
Série: Sweet (livro 2)
Páginas: 336
Gênero: Ficção / Jovem adulto / Literatura Estrangeira / Romance
Ano: 2022 
Comprar: Amazon

Sinopse: Todos nós temos segredos. Segredos que guardamos a sete chaves. Mas sempre existe uma pessoa capaz de aliviar o peso que esses segredos nos fazem suportar. Lexington "Lexi" Hart estuda na Universidade do Alabama e vive a vida perfeita. Ela está sempre cercada de amigos, tem uma família que a ama e é líder de torcida da equipe Crimson Tide. Tudo está seguindo exatamente o plano que ela sempre sonhou. No entanto, por trás da aparência perfeita existem problemas que podem acabar com tudo que Lexi se esforçou para conquistar. Austin Carillo é recebedor do time de futebol americano Alabama Crimson Tide. Criado em mundo no qual os mais pobres são deixados de lado, os doentes devem lutar por si mesmos e nenhum herói aparece para salvar o dia, Austin não teve outra escolha a não ser viver fora da lei para sobreviver – até que o futebol americano deu a ele a oportunidade de mudar de vida. Esse ano, ele terá a chance de ser escolhido por uma das equipes profissionais do país, e o mais importante de tudo: sua mãe precisa disso. Entre a dedicação ao esporte – o sonho por uma vida melhor – e o perigoso jogo de uma gangue de criminosos, Austin se apaixonará perdidamente por uma jovem que parece ter o poder de salvá-lo de seu pior inimigo: ele mesmo. (FONTE)

'Doce Queda' é o segundo livro da série Sweet de Tillie Cole, lançado pelo selo Essência da Editora Planeta, é ele que da sequencia ao livro 'Doce Lar', mas com protagonistas diferentes dessa vez.
Enquanto 'Doce Lar' é considerado uma leitura moderna de Romeu e Julieta, em 'Doce Queda' iremos acompanhar esses universitários e seus dilemas envolvendo distúrbio alimentar, drogas e gangues de rua.


Aqui vamos conhecer a líder de torcida Lexi, que ao contrário de suas companheiras de torcida, carrega um visual mais dark com muita maquiagem no rosto. Ela tem o que muitas pessoas considerariam a vida perfeita, mas existe algo no passado de Lexi que a assombra desde o tempo do colégio. Uma voz que mexe com sua alto estima e a faz buscar por uma perfeição que não é real.

Austin Carillo faz parte do time de futebol americano da faculdade, seu corpo coberto de tatuagens também escondem marcas de um passado obscuro. Foi o esporte que salvou sua vida quando seu pai abandonou sua mãe com os três filhos em meio a pobreza. No entanto a luta de sua mãe contra uma doença grave, colocará essa família diante um caminho sem volta, o que poderá comprometer o futuro de Austin para sempre. 

É quando Lexi se depara com Austin em algo muito comprometedor que o caminho desses dois irão se unir. Eles que guardam seus segredos a sete chaves, terão que confiar um no outro e isso acabará os aproximando mais do que eles imaginavam. Mas será que duas pessoas em situações tão complicadas serão capazes de se ajudar?


Antes que alguém comece atirar pedras nos comentários eu já vou avisando que o gatilho desse enredo não é um spoiler já que a própria editora trás essa informação de conteúdo na parte de fora do livro. Além disso a própria autora fala sobre o distúrbio alimentar já na introdução do livro, uma vez que o enredo foi baseado nas suas próprias experiência com a doença. 

Eu gosto muito de ver algo tão intimo de um autor se tornando uma história capaz de confortar e até mesmo ajudar várias outras que estão passando por algo semelhante, então talvez seja isso o que mais me cativou em 'Doce Queda' e até mesmo me fez considera-lo melhor do que 'Doce Lar'.


Durante a leitura nós vamos acompanhando a relação de Lexi e Austin passar de inimigos para amigos, o que mesmo sendo algo clichê ainda é uma evolução que eu adoro acompanhar nos romances. E mesmo quando a relação dos dois vai ficando mais amigável ou até mesmo intima, ambos ainda tem seus limites que dificultam que eles se entreguem por inteiro.

O final desse livro foi a coisa mais linda e me arrancou boas lagrimas! Então eu super recomendo para aqueles que gostam de um new adult envolvendo tantas questões problemáticas que fazem parte da vida real. Inclusive se você pretende comprar seu exemplar pelo site da Amazon, é só clicar aqui!

NOTA: 

OUTROS LIVROS DA AUTORA RESENHADOS NO BLOG:

 

Tillie Cole nasceu em Teesside, na Grã-Bretanha, filha de uma mãe inglesa e um pai escocês. Graduada na Universidade de Newcastle, ela foi professora por sete anos antes de se mudar com o marido para o Canadá. Escreve romances contemporâneos – como sua série de maior sucesso, Sweet. Mil Beijos de Garoto é sua estreia no gênero jovem adulto.

Título Original:
Shadow and Bone
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Planeta 
Páginas: 288
Gênero: Ficção norte-americana, Fantasia 
Ano: 2021
Comprar: Amazon

Sinopse: O clássico do Universo YA em uma nova edição 
Em um país dividido pela Dobra das Sombras – uma faixa de terra povoada por monstros sombrios – e no qual a corte real está repleta de pessoas com poderes mágicos, Alina Starkov pode se considerar uma garota comum. Seus dias consistem em trabalhar como cartógrafa no Exército e em tentar esconder de seu melhor amigo, Maly, o que sente por ele. Quando Maly é gravemente ferido por um dos monstros que vivem na Dobra, Alina, desesperada, descobre que é muito mais forte do que pensava: ela é consegue invocar o poder da luz, a única coisa capaz de acabar com a Dobra das Sombras e reunificar Ravka de uma vez por todas. Por conta disso, Alina é enviada ao Palácio para ser treinada como parte de um grupo de guerreiros com habilidades extraordinárias, os Grishas. Sob os cuidados do Darkling, o Grisha mais poderoso de todos, Alina terá que aprender a lidar com seus novos poderes, navegar pelas perigosas intrigas da corte e sobreviver a ameaças vindas de todos os lados. (FONTE)

'Sombra e Ossos' é o primeiro livro do Universo Grisha de Leigh Bardugo, que no final de 2021 ganhou uma nova edição pela Editora Planeta através do selo de fantasia, Minotauro. Além disso ganhou também uma adaptação para a Netflix em forma de seriado. Desde então eu ando louca para por minhas mãos nesse livro.


Nesse universo fantástico iremos conhecer Lina Starkov, uma cartografa do primeiro exercito do rei de Ravka, no qual é composto apenas por seres humanos normais e que seu melhor amigo, Maly, também faz parte. Ambos são inseparáveis desde a infância e possuem uma amizade muito bonita desde então.

Já o segundo exercito do rei é composto pelos Grishas, pessoas com poderes especiais, capazes de manipular alguns elementos. Inclusive foi o uso indevido dessa magia, que um Grisha no passado dividiu esse território com uma sombra chamada de Não Mar. Dentro dela habita alguns seres malignos chamados de Volcras, e a maioria daqueles que tentam atravessar essa dobra não sobrevivem pra contar a história.

Um certo dia Lina e Maly são obrigados a fazer essa travessia junto com outros membros dos dois exércitos, e em meio a um ataque Volcra, nossa protagonista acaba liberando uma luz de dentro de si, capaz de afastar esses seres malignos. É nesse momento que a garota insignificante passa a ser a esperança daquele povo em destruir a sombra que tanto os aterrorizam.

Lina é uma conjuradora do sol, algo que até aquele momento não passava de uma lenda, e pela primeira vez na vida ela se verá longe do seu melhor amigo para treinar suas habilidades Grisha no palácio junto ao Darkling, o Grisha mais poderoso de todos. Isso mudará totalmente o rumo da vida dessa garota, que terá que aprender a lidar sozinha não só com seu novo dom, mas com muitas intrigas e manipulações.


Mesmo tendo assistido a série primeiro do que o livro, eu posso dizer que simplesmente amei a escrita de Leigh Bardugo e a forma fluente pela qual a autora conduziu o enredo. A minha experiência só não foi ainda melhor por conta de eu já estar por dentro do plot que dessa leitura.

O livro é narrado em primeira pessoa sob o ponto de vista da Lina, e isso me trouxe alguns conflitos com a personagem que em alguns momentos era irritante com pensamentos e opiniões infantil e em outros se mostrava mais madura do que eu esperava.


Como a grande viciada em romance que eu sou, fiquei contente pelo livro trazer uma pitada romântica em sua trama também, mas se você não gosta de romances não precisa começar entrar em pânico, pois é algo superficial que não se sobressai ao universo fantástico criado aqui ou as intrigas pela qual a protagonista terá que lidar.

A trama é tão envolvente, um capítulo vai chamando o outro e quando menos esperamos já estamos no final. Tenho certeza que se você é o tipo de leitor que devora livros com pouco mais de duzentas páginas em um dia, com certeza irá ler 'Sombras e Ossos' em uma sentada.


Eu já estou ansiosa para fazer a leitura do segundo livro que é 'Sol e Tormenta'. Como o cervo na capa tem tudo a ver com o conteúdo do primeiro livro, eu não paro de me perguntar qual a relação da capa da sequência com o enredo.

Falando em capas eu não poderia encerrar essa resenha sem declarar o meu amor por essa edição publicada pela Planeta, que no meu ponto de vista (assunto polêmico agora) ficaram ainda mais bonitas que as capas da publicação anterior feita pela Editora Gutenberg. 

Então se você está procurando uma série de fantasia pra se viciar e envolver seu coração, eu super recomendo o Universo Grisha! 

Se você gostou da minha dica de hoje e tem a intenção de comprar o livro pela Amazon é só clicar aqui.

NOTA:

Leigh Bardugo é autora best-seller do The New York Times de romances e contos de fantasia, mundialmente famosa por sua série Grisha. Ela nasceu em Jerusalém, cresceu na Califórnia e se formou na Universidade de Yale. Atualmente vive e escreve em Los Angeles. Além de Sombra e ossos, do qual Sol e tormenta é sequência, a Planeta Minotauro também publicou Nona Casa, romance best-seller e estreia de Bardugo no gênero adulto, trazendo uma história de poder, privilégio, magia e assassinato, ambientada na elite da Ivy League.